Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Freddie Mercury

ENGENHÃO

Recommended Posts

E.R
NOTÍCIAS




Lamentável !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Fábio

Punidos ninguém serão. Então é melhor deixar as barbáreas pra trás.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Barril do Chavinho

Realmente lamentável... Vandalos que fazem parte de torcida de futebol... ;)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Barril do Chavinho

12633ccb-124e-3dea-9d32-fceefa2f46d7.jpg

BLOG MAURO CÉZAR PEREIRA

A participação do presidente Bebeto de Freitas no Bate-Bola segunda edição de quinta-feira repercutiu no blog. Torcedores do Botafogo acham que se o estádio foi colocado em licitação após consumir mais de R$ 380 milhões dos cofres públicos cabe a quem mandou construí-lo explicar.

De acordo. Por isso mesmo, entramos em contato com o prefeito Cesar Maia, que vive suas últimas semanas de mandato. Foram cinco respostas do alcaide, sempre por e-mail, às questões a ele enviadas pelo blog. Abaixo, um resumo da conversa virtual, feita por etapas ante respostas a princípio vagas.

De cara, fica evidente que ao abrir mão do estádio o objetivo do prefeito era empurrar para alguém uma enorme fonte de despesas.

Caro prefeito poderia me responder quatro perguntinhas, por gentileza?

1) Por que a prefeitura pedia menos de R$ 1,7 mil mensais por uma obra de R$ 380 milhões? Por que um valor tão baixo?

2) Embora público, o local não ficou disponível para a população. O que explica isso? Por que a pista de atletismo, por exemplo, não é utilizada por atletas da modalidade e/ou jovens da comunidade. Não era esse um dos legados do Pan 2007?

3) Em seu blog, o jornalista Paulo Vinícius Coelho, da ESPN Brasil, repassa informação obtida junto ao próprio presidente botafoguense: “Bebeto (de Freitas) espera a liberação de uma área nos fundos do estádio, para começar a alugar os galpões que existem no local”. Por que a prefeitura não alugou, ela mesma, esses galpões ou os deixou fora da licitação, limitando a mesma ao uso do estádio, da praça desportiva?

4) Como todos sabem, o Engenhão custou bem mais do que se imaginava inicialmente. Se o senhor pudesse voltar no tempo, antes do início das obras do Engenhão, faria tudo igual novamente? O que mudaria?

Resposta de Cesar Maia aproximadamente três horas e meia depois:

Bobagem. O que a prefeitura recebe não é o aluguel mas o custo que deixa de pagar.

O blog insistiu:

Grato pela resposta.

Mas e quanto às perguntas 2, 3 e 4?

Obrigado,

Mauro Cezar

Ele respondeu:

2. Essa é uma questão de gestão no tempo. Um ano é pouco para o clube descobrir todas as potencialidades de uso.

3. É uma idéia de um grupo português com o qual o Botafogo negociava. De qualquer forma os espaços internos para bares/restaurantes, boutiques esportivas, estacionamento, museu do BFR,…serão utilizados no futuro.

4. O Engenhão custou o que deveria custar. Se confunde duas coisas. 1) a idéia apresentada para a candidatura que não contemplava um estádio olímpico. 2) as obras terem sido feitas em 3 licitações, e se ter tomado a primeira como a total.

E insistimos de novo. Desta vez as respostas de Cesar Maia aparecem logo abaixo de cada uma das questões reformuladas:

a) O senhor acha correto o local não estar disponível para a população, mesmo tendo sido a construção feira com dinheiro do contribuinte?

R- O primeiro ano é de tomada de controle e conhecimento do equipamento. Depois vem as idéias e o uso mais amplo. É natural. Lembro que a Arena só agora está tendo um uso frequente.

b) E certo que tal obra feita com recursos públicos possa dar lucro a uma empresa privada, a Companhia Botafogo, após consumir tanto dinheiro, apenas para livrar o município das despesas de manutenção?

R- Lucro ? Só se for a prefeitura que não terá os custos de uns 15 milhões por ano com o equipamento e o terá para 2016. Pergunte quanto custa o Maracanã.

c) Por que a pista de atletismo, por exemplo, não é utilizada por atletas da modalidade e/ou jovens da comunidade que possam iniciar no esporte ali, nas instalações do estádio Olímpico? Não era esse um dos legados do Pan 2007?

R- Certamente será após o amadurecimento da gestão.

d) Bebeto (de Freitas) espera a liberação de uma área nos fundos do estádio, para começar a alugar os galpões que existem no local. O Botafogo alugou o Engenhão por R$ 32 mil mensais e ainda pode lucrar com esses galpões que nada tem a ver com o estádio? Por que a prefeitura não faturou separadamente com eles? É correto isso?

R- Essa é uma questão do COB pois não nos pertence.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
E.R

Muito simples responder essa questão, o Engenhão (estádio feito com o dinheiro do povo) foi dado ao Botafogo porque o prefeito César Maia é botafoguense.

E é esse mesmo César Maia que cobra a CND do Flamengo, que impede que o Fla recebe as verbas do patrocínio da Petrobras.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Fábio

É do Botafogo, mas eu sou de total acordo de que se o Fluminense, o Vasco ou Flamengo quiserem jogar (desde que não destruam cadeiras) joguem caso precisem e não disputem horário com o Bota. Afinal, o estádio é do povo. :P

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Fabão
Muito simples responder essa questão, o Engenhão (estádio feito com o dinheiro do povo) foi dado ao Botafogo porque o prefeito César Maia é botafoguense.

Perfeito.

E não se iludam com essa história de que estádio dá prejuízo. Só ver os balanços de 2006 e 2007 do São Paulo:

spfcestadio2007hb6.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×