Jump to content
Sign in to follow this  
Seu Furtado

[PROJETO] - Banco de telenovelas fícticias

Recommended Posts

Seu Furtado

Um novo projeto! É o Banco de telenovelas fícticias que apresenta textos novos ou remakes feitos por jovens e competentes autores.

REGRAS

1. As novelas deverão ser originais ou remakes, caso seja remake, citar o autor, ano e emissora da produção.

2. Plágios não serão permítidos.

3. As novelas serão postadas de segunda a sexta nos fóruns Chaves, Único Chespirito e Planeta Simpsons, e terão no máximo, 15 capítulos.

4. Inscrições abaixo.

INSCRIÇÕES

Para se inscrever, basta fazer o seguinte:

Nome:

Cargo:

CARGOS DISPONÍVEIS

Roteirista

Colaborador

INSCRIÇÕES APROVADAS

Nome: Gogetareborn

Cargo: Roteirista

Nome: Thomas CH

Cargo: Roteirista

Nome: Professor Girafales

Cargo: Colaborador

Nome: Borges

Cargo: Roteirista

Nome: Luis

Cargo: Roteirista

Share this post


Link to post
Share on other sites
Professor Girafales

seu furtado eu nao sou locutor?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Seu Furtado

PRIMEIRA NOVELA:

ANTONIO MARIA

,

Novela original de Geraldo Vietri, adaptada por Seu Furtado. Original de 1968, da TV Tupi.

Sinopse:

São Paulo, 2011

O misterioso Antonio Maria Figueroa vem de Lisboa e desembarca na cidade de São Paulo. Tentando a sorte no país, ele é empregado como motorista particular da família Dias Leme, e logo faz amizade com o patrão, o poderoso Dr. Adalberto.

Antonio também ganha a amizade das filhas do patrão: Heloísa e Marina, que se apaixonam pelo português. Heloísa é uma moça conservadora que esconde ao máximo sua paixão, já Marina é despojada e usa de todas as artimanhas para conquistar Antonio Maria.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruce Dubber

Minha Novela:

NOVELA:

EUA,Brooklyn,1965,Jerry é um homem de 25 anos,trabalha em um hotel chamado Jinsford,um dos mais modernos e recentes hoteis,do dono Hausen Liubert.Jerry é um cara muito trapalhão,ele tem uma amiga que trabalha no hotel,chamada Laila,uma moça de cabelos marrons,muito bonita,de 23 anos.Jerry recebe uma carta anonima dizendo que sua mãe foi morta com um sedativo,então ele promete que vai achar o assasino e entrega-lo para a policia

Share this post


Link to post
Share on other sites
Seu Furtado

CAPÍTULO 1 - ANTONIO MARIA

CAM foca no bigode. Abre para o dedo, Antonio Maria entra no táxi.

ANTONIO MARIA – Boas tardes. Eu gostaria de ira para a mansão Dias Leme.

TAXISTA – Vamos lá. Ei, você é português?

ANTONIO MARIA – Sou sim.

TAXISTA – De que cidade?

ANTONIO MARIA – Lisboa.

TAXISTA – Lá tem ótimas sardinhas, não é?

ANTONIO MARIA – Sim...

Imagens de São Paulo. Prédios, carros, muitas imagens de multidão. Abre para a mansão Dias Leme, um lindo e antigo casarão.

TAXISTA – Chegamos, chefia. São 20 reais.

ANTONIO MARIA – [pensando] Nossa, como é bonita esta residência.

TAXISTA – Não ouviu, portuga? Já chegamos.

ANTONIO MARIA – [voltando a si] O que disse?

TAXISTA – Já chegamos, são 20 reais?

ANTONIO MARIA – Tome.

TAXISTA – Obrigado. Até.

Antonio Maria sai do táxi e pergunta para o porteiro que está em uma pequena guarita na frente da casa.

ANTONIO MARIA – Senhor, esta é a mansão Dias Leme?

PORTEIRO – É sim, eu sou o porteiro Joseval. Prazer [cumprimenta].

ANTONIO MARIA – [cumprimenta] Eu sou Antonio Maria Figueroa, vim em busca de uma vaga de motorista particular.

PORTEIRO – Ah sim, vou falar com o Dr. Adalberto, espere um pouquinho.

O porteiro entra correndo na mansão. Entra na cozinha e dá um susto na empregada Maria Clara.

PORTEIRO – Clara! Você não sabe o que eu vi?

MARIA CLARA – O que foi?

PORTEIRO – Um senhor dos mais distintos “tá” pedindo emprego “pra” motorista.

MARIA CLARA – E qual o problema?

PORTEIRO – Ele “tá” bem vestido.

MARIA CLARA – Sim e você não sabe que quando a gente faz entrevista, tem que ir bem vestido pra impressionar o patrão?

PORTEIRO – Não...

MARIA CLARA – Você veio do interior, é um caipira mesmo. Vou avisar o Dr. Adalberto.

PORTEIRO – Não me chama de caipira!

MARIA CLARA – [risadas]

Maria Clara sai da cozinha e vai avisar o Dr. Adalberto que está lendo o jornal na sala de estar.

MARIA CLARA – Dr. Adalberto?!

ADALBERTO – O que foi Clara?

MARIA CLARA – Tem um homem lá fora, para a entrevista de motorista particular.

ADALBERTO – Ah sim, deixe o subir.

Maria Clara sai e vai atender Antonio. Ela leva ele até a porta da mansão. Os dois entram e Antonio Maria vê Heloísa. É paixão a primeira vista.

ANTONIO MARIA – Muito bem, quem é a senhorita?

HELOÍSA – Heloísa Dias Leme, filha do Dr. Adalberto.

ANTONIO MARIA – Muito prazer. Antonio Maria Figueroa, futuro motorista particular da família Dias Leme.

HELOÍSA – É muito gentil de sua parte.

MARIA CLARA – Vamos andando Antonio, o patrão está lhe esperando no escritório.

ANTONIO MARIA – Até mais, senhorita Heloísa.

HELOÍSA – Até. [pensando] Nossa, um homem desses como motorista particular? Que desperdício!

FIM DO PRIMEIRO BLOCO

ÍNICIO DO SEGUNDO BLOCO

CAM corta para o escritório. Maria Clara entra com Antonio. Adalberto fica de pé.

MARIA CLARA – Este é homem que lhe falei, patrão. Antonio Maria Figueroa, o homem que quer se candidatar a motorista particular.

ADALBERTO – Como vai, Antonio? Sou o Dr. Adalberto Dias Leme, dono do Grupo Dias Leme.

ANTONIO MARIA – Muito prazer, ora pois.

ADALBERTO – Então, o senhor é português?

ANTONIO MARIA – Sim, vim de Lisboa.

ADALBERTO – Eu também tenho minhas raízes portuguesas. Minha bisavó veio de Porto.

ANTONIO MARIA – Porto, legal...

ADALBERTO – Agora vamos ao que interessa, hum... [pensa e olha] Este homem tem muito boa pinta, nem vou fazer entrevista.

ANTONIO MARIA – E então?

ADALBERTO – Está contratado!

ANTONIO MARIA – E a entrevista?

ADALBERTO – Tenho olho clínico. Vi que você é ótimo no que faz. Pode começar hoje, os alojamentos dos funcionários ficam em anexo a casa, a Clara te mostra. Boa sorte!

Corta pra sala. Antonio Maria vai até a porta da sala e ao sair encontra Marina voltando.

MARINA – E você quem é?

ANTONIO MARIA – Antonio Maria, seu motorista particular.

MARINA – Meu? Foi contratado pelo papai?

ANTONIO MARIA – Sim.

MARINA – Tudo bem, boa sorte.... pode me responder outra coisa?

ANTONIO MARIA – Sim, pode falar?

MARINA – Você é português?

ANTONIO MARIA – De Lisboa.

MARINA – Ah legal, então tá.

Marina entra na casa e Antonio Maria sai para ver o carro.

ANTONIO MARIA – As meninas do recinto parecem ter gostado de mim...

FADE OUT

FIM DO PRIMEIRO CAPÍTULO.

Share this post


Link to post
Share on other sites
thomas ch

Nome:ThomasCh

Cargo:Roterista

Share this post


Link to post
Share on other sites
Seu Furtado

Nome:ThomasCh

Cargo:Roterista

Inscrição aprovada. Vou mandar uma MP explicando melhor.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruce Dubber

CAPÍTULO 1 - ANTONIO MARIA

CAM foca no bigode. Abre para o dedo, Antonio Maria entra no táxi.

ANTONIO MARIA – Boas tardes. Eu gostaria de ira para a mansão Dias Leme.

TAXISTA – Vamos lá. Ei, você é português?

ANTONIO MARIA – Sou sim.

TAXISTA – De que cidade?

ANTONIO MARIA – Lisboa.

TAXISTA – Lá tem ótimas sardinhas, não é?

ANTONIO MARIA – Sim...

Imagens de São Paulo. Prédios, carros, muitas imagens de multidão. Abre para a mansão Dias Leme, um lindo e antigo casarão.

TAXISTA – Chegamos, chefia. São 20 reais.

ANTONIO MARIA – [pensando] Nossa, como é bonita esta residência.

TAXISTA – Não ouviu, portuga? Já chegamos.

ANTONIO MARIA – [voltando a si] O que disse?

TAXISTA – Já chegamos, são 20 reais?

ANTONIO MARIA – Tome.

TAXISTA – Obrigado. Até.

Antonio Maria sai do táxi e pergunta para o porteiro que está em uma pequena guarita na frente da casa.

ANTONIO MARIA – Senhor, esta é a mansão Dias Leme?

PORTEIRO – É sim, eu sou o porteiro Joseval. Prazer [cumprimenta].

ANTONIO MARIA – [cumprimenta] Eu sou Antonio Maria Figueroa, vim em busca de uma vaga de motorista particular.

PORTEIRO – Ah sim, vou falar com o Dr. Adalberto, espere um pouquinho.

O porteiro entra correndo na mansão. Entra na cozinha e dá um susto na empregada Maria Clara.

PORTEIRO – Clara! Você não sabe o que eu vi?

MARIA CLARA – O que foi?

PORTEIRO – Um senhor dos mais distintos “tá” pedindo emprego “pra” motorista.

MARIA CLARA – E qual o problema?

PORTEIRO – Ele “tá” bem vestido.

MARIA CLARA – Sim e você não sabe que quando a gente faz entrevista, tem que ir bem vestido pra impressionar o patrão?

PORTEIRO – Não...

MARIA CLARA – Você veio do interior, é um caipira mesmo. Vou avisar o Dr. Adalberto.

PORTEIRO – Não me chama de caipira!

MARIA CLARA – [risadas]

Maria Clara sai da cozinha e vai avisar o Dr. Adalberto que está lendo o jornal na sala de estar.

MARIA CLARA – Dr. Adalberto?!

ADALBERTO – O que foi Clara?

MARIA CLARA – Tem um homem lá fora, para a entrevista de motorista particular.

ADALBERTO – Ah sim, deixe o subir.

Maria Clara sai e vai atender Antonio. Ela leva ele até a porta da mansão. Os dois entram e Antonio Maria vê Heloísa. É paixão a primeira vista.

ANTONIO MARIA – Muito bem, quem é a senhorita?

HELOÍSA – Heloísa Dias Leme, filha do Dr. Adalberto.

ANTONIO MARIA – Muito prazer. Antonio Maria Figueroa, futuro motorista particular da família Dias Leme.

HELOÍSA – É muito gentil de sua parte.

MARIA CLARA – Vamos andando Antonio, o patrão está lhe esperando no escritório.

ANTONIO MARIA – Até mais, senhorita Heloísa.

HELOÍSA – Até. [pensando] Nossa, um homem desses como motorista particular? Que desperdício!

FIM DO PRIMEIRO BLOCO

ÍNICIO DO SEGUNDO BLOCO

CAM corta para o escritório. Maria Clara entra com Antonio. Adalberto fica de pé.

MARIA CLARA – Este é homem que lhe falei, patrão. Antonio Maria Figueroa, o homem que quer se candidatar a motorista particular.

ADALBERTO – Como vai, Antonio? Sou o Dr. Adalberto Dias Leme, dono do Grupo Dias Leme.

ANTONIO MARIA – Muito prazer, ora pois.

ADALBERTO – Então, o senhor é português?

ANTONIO MARIA – Sim, vim de Lisboa.

ADALBERTO – Eu também tenho minhas raízes portuguesas. Minha bisavó veio de Porto.

ANTONIO MARIA – Porto, legal...

ADALBERTO – Agora vamos ao que interessa, hum... [pensa e olha] Este homem tem muito boa pinta, nem vou fazer entrevista.

ANTONIO MARIA – E então?

ADALBERTO – Está contratado!

ANTONIO MARIA – E a entrevista?

ADALBERTO – Tenho olho clínico. Vi que você é ótimo no que faz. Pode começar hoje, os alojamentos dos funcionários ficam em anexo a casa, a Clara te mostra. Boa sorte!

Corta pra sala. Antonio Maria vai até a porta da sala e ao sair encontra Marina voltando.

MARINA – E você quem é?

ANTONIO MARIA – Antonio Maria, seu motorista particular.

MARINA – Meu? Foi contratado pelo papai?

ANTONIO MARIA – Sim.

MARINA – Tudo bem, boa sorte.... pode me responder outra coisa?

ANTONIO MARIA – Sim, pode falar?

MARINA – Você é português?

ANTONIO MARIA – De Lisboa.

MARINA – Ah legal, então tá.

Marina entra na casa e Antonio Maria sai para ver o carro.

ANTONIO MARIA – As meninas do recinto parecem ter gostado de mim...

FADE OUT

FIM DO PRIMEIRO CAPÍTULO.

Como todo o capitulo foi mei0 tedioso,sem surpresaas,mais nao se chateie comigo,é extremamente comum

Share this post


Link to post
Share on other sites
Professor Girafales

Nome:Professor girafales

Cargo:Colaborador

Share this post


Link to post
Share on other sites
31 Horas Mexico

Mas ainda vc Fumado tara no Projecto de XHORYALY como diretor de dramaturgia?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Don_aCHiles

Mas ainda vc Fumado tara no Projecto de XHORYALY como diretor de dramaturgia?

Não seria Furtado?

:rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo: :rindo:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Seu Furtado

Este é outro projeto, Carlo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
31 Horas Mexico

Este é outro projeto, Carlo.

Mas ainda ta no nosso?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Seu Furtado

Sim, mas só ajudando com dicas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Will CH

Pô, bacana o projeto, já me interessei em fazer isso, mas não tenho muita paciência. O Borges que se inscreveu foi o "borges_279"?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...