Ir para conteúdo
Victor235

QUADRINHOS & GIBIS

Recommended Posts

Victor235

Na época em que os gibis Disney foram cancelados, lembro da surpresa que alguns tiveram quanto a donos de banca não estarem sabendo do cancelamento. Na semana passada estive no litoral e em certo dia entrei em todas as bancas da cidade. Fiz isso porque algumas bancas de lá misturam coisas velhas com novas (achei até um Zé Carioca de 2003 e vários kits promocionais de gibis recentes). Porém, ao entrar em uma banca que só vende publicações novas, perguntei sobre Disney e a dona se surpreendeu: "nossa, agora que você falou que percebi, nunca mais veio nenhum da Disney". Só lhe caiu a ficha meses depois. Pelo jeito nesse estabelecimento a procura deveria ser zero. Enquanto isso, uma fileira inteira de Turma da Mônica estava disponível...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Victor235
0nG3W5.md.jpg

"Assalto aéreo", história de Mickey desenhada no estúdio de Jaime Diaz, é a única trama de Zé Carioca # 1619, lançado em novembro de 1982, que se encontrava sem imagem nacional no Inducks.

0nGDtQ.md.jpg

Enviei também as imagens destes personagens diferentes:

• Geromildo from B 810308
0nGyyg.jpg

• Sr. Mangia Tutto
0nGkHX.jpg

• Belmiro the locksmith
0nGRex.jpg

• Gervásio from B 820010
0nG21V.jpg

• T. T. Tutu
0nGt0v.jpg

A tira "Um eterno duro" foi publicada sem o "fim":

0nLPU1.md.jpg
@Usagi White

Propaganda no rodapé de uma página anuncia o lançamento das revistas próprias de Pateta e Peninha:

0nG9n8.jpg[/news]

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Victor235
NOTÍCIAS

Propagandas do "Disney Especial" com o tema "As garotas", de um curso preparatório para concurso do Banco do Brasil e de collants para meninas:

0Ma345.md.jpg

0MaDeQ.md.jpg

0Mg5WA.md.jpg

(via Zé Carioca # 1621, lançado em novembro de 1982. Imagens digitalizadas por Almir, do site A Gibiteca)

0Mg01D.md.jpg

0MaRwx.jpg

Onde está o código da história "O ovo que deu bode"?

0MgP51.md.jpg

• Gertrudes the hen (como Matilda)
0Maqyv.jpg

0Mg726.md.jpg

Em "O ladrão engolfinhado" (história nunca republicada), Pateta trabalha cuidando de golfinhos em um aquário. No início da história, o personagem diz que às vezes pensa que estes bichos são mais inteligentes do que ele. No final, Pateta brinca dizendo que os golfinhos são "quase tão inteligentes quanto" ele.

• Pateta revela que seu avô é "bigodudo e careca".
0Ma2ZV.jpg

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Usagi White
12 horas atrás, Victor235 disse:
NOTÍCIAS

0Ma345.md.jpg

"O almanaque que rebola" ???? :huh:

  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Victor235
6 horas atrás, Usagi White disse:

"O almanaque que rebola" ???? :huh:

:rindo: 

Não tinha reparado nisto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Victor235
[SEMANA MICKEY - #01]

0hiQAc.md.jpg

Começando a "Semana Mickey", o post de hoje é sobre a edição especial "Mickey de Ouro", lançada em agosto de 1979. Adquiri este gibi num lote do Marcelo Borba, que incluia também os dois volumes de "Tio Patinhas de Ouro". As imagens que ilustram este post foram retiradas das scans feitas por João Labrego para o site Chutinosaco. O material se encontra neste link: http://chutinosaco.blogspot.com/2014/07/mickey-de-ouro-01.html

0hiAcJ.md.jpg

O título do Mickey trouxe republicações de clássicos de Carl Fallberg, Paul Murry, Romano Scarpa, Giorgio Cavazzano, Tony Strobl e outros.

0hiC1B.md.jpg

Na tradução de "Os vikings invasores", o personagem Veric The Red foi chamado de Ruivo, o Barbudo:

0hifHY.jpg

Num quadro página 21, aparece na mesma frase os artigos "o" e "a":

0hionZ.jpg

Em "O signo do escorpião", Minnie descreve o presente que ganhou de Mickey como uma "jóia bela e estranha". Logo depois, reprimiu Berloque Gomes por usar a expressão "coisa sinistra". Nas páginas desta história, as cores do bigode e roupa de Berloque Gomes, bem como as da roupa de Mickey, ficam se alternando.

0hiTtG.md.jpg

Esta história carrega dois elementos com ligeira semelhança à trama anterior: Minnie é raptada e um espirro de Pateta coloca a turma em apuros.

0hij0n.jpg

A seguir, não tive como ler "O monstro de Ripitânia" sem me lembrar da pegada que foi o terror dos participantes da última Gincana dos Esquilos. Achei o final desta história muito bobo. O Pateta é "pateta", mas sabia muito bem que o monstro era falso pois participou de sua captura.

0hieUP.md.jpg

Em "Uma casa clara e bela", Clarabela pede para Pateta ajudar na limpeza e organização de sua casa. Porém, nos quadrinhos o personagem tem fama de ter sua própria casa bem bagunçada.

0hivuj.md.jpg

Para checar se a casa está realmente limpa, Clarabela faz o "teste da luva branca".

0nGwAZ.jpg

Um papagaio que aparece na história "Os piratas de Porto Plácido" acabou indo além de uma mera repetição e conjugou o verbo em uma frase que reproduziu. Ao ouvir "O cortarei em fatias", o bicho repetiu "Corte-o em fatias".

0hiFyl.md.jpg

Nesta história (que relata mais um rapto de Minnie), Fuinha, o personagem de mil nomes, é chamado de Bagre:

0nGuzY.jpg

Em "Os dobrões do Velho Galeão", Uncle Churchmouse, tio de Mickey (outro!), foi chamado de Capitão Miquelino. Mickey não fez referências familiares a seu parente.

0hiXnf.md.jpg

"O mistério das tela e pintores falsificados" menciona nominalmente os pintores James McNeill Whistler e Antoon van Dyck.

0hi91u.md.jpg

Também nesta edição:

0hiKH2.md.jpg

0hiyeU.md.jpg

-----

0hiRWg.md.jpg

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
E.R

Dte__8WXgAAYQcS.jpg

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Victor235
[SEMANA MICKEY - #02]

0VoLtG.md.jpg

Dando continuidade à semana especial de postagens de gibis do Mickey, comentarei sobre Mickey # 230, lançado em dezembro de 1971. O número já foi comentado pelo Jonas @Ramyen Matusquela em 2016, postagem que complementarei agora.

De início, chama a atenção o aspecto mais resistente da capa deste número. Ela é muito mais firme e dura do que as capas dos outros números do "Mickey" desta época. Isso se deve provavelmente a um poster da Coleção Clássicos da Literatura Juvenil, anexado com oito páginas nesta edição.

0Vow09.jpg

Na propaganda da contra-capa, o dragão parece ter sido colorido com uma cor que não existe dentre as canetinhas Neo-Pen anunciadas. Uma outra caneta da foto parece ter tampa de cor diferente da do tubo.

0Vop1B.md.jpg

O número começa com "O dragão de Jade", cuja tradução foi criativa ao nomear um vilão como Joca-Sete. Na página 17, os desenhos da parede não apresentam continuidade. Note a posição do número de casa "1313":

0VoGAc.md.jpg

Em "Antes tarde do que nunca", está correta esta conjugação do verbo "vir"? Os garotos estavam tentando avisar Donald sobre o terreno antes dele cair na cratera.

0VoSnZ.jpg

Em "O dedão do tempo", Pateta pede emprego a uma emissora de televisão alegando que consegue prever o tempo através de sinais emitidos por seu dedão. O diretor da emissora o contrata na expectativa de melhorar os "índices de frequência" do canal. O termo "audiência" não era comum no início da era da televisão?

0Vonuj.jpg

@Cleberson

Esta história apresenta diversas variações de cores. A calça de Pateta varia, sendo azul na maioria dos quadros e branca em outras. Sua camisa intercala as cores amarela e laranja.

0VolcJ.jpg

Destaque para esta "cena" :lol:

0Vo4yl.jpg

Em "O farsante era comilão", vemos o uso de duas grafias diferentes para o mesmo personagem: Dalmo Lesa e Dalmo Leza. Nesta HQ também há alguns defeitos de colorização, como vemos por exemplo neste quadro:

0VoYnf.jpg

Imagem ótima para "memes":

0VoMH2.jpg

-----

0VodeU.md.jpg

Editado por Victor235
  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Victor235
[SEMANA MICKEY - #03]

0MOmKv.md.jpg

Em agosto, os maiores acertadores e os organizadores das gincanas de aniversário do grupo Disneyanos ganharam alguns gibis de Marcelo Borba. Um dos que recebi foi Mickey # 358, lançado em agosto de 1982. Nesta época o gibi do rato passava por uma fase boa e tinha 84 páginas. Por outro lado, a resposta de uma carta desta edição informa que "nós [Editora Abril] realmente não trabalhamos com assinaturas". Porque será que houve um rompimento das assinaturas nos anos 80?

Este número começa com "No castelo do Drácula", roteirizada por Primaggio Mantovi e desenhada por Moacir Rodrigues Soares. Os seguintes personagens diferentes são citados pelo nome (imagens retiradas do scan feito pelo blog Quadrinhos Antigos):

• Aragão
0VaaZD.jpg

• Jonas
0VaN5q.jpg

• Bicudo (corvo)
0Vamv6.jpg

A tira "Uma obra de arte" foi publicada sem o "fim":

0Va8jj.md.jpg

@Usagi White

Em "O caso da máquina voadora", história de Sir Lock Holmes, há uma "quebra da quarta parede":

0Va4GP.jpg

No Inducks, faltavam ser enviadas apenas scans de páginas de passatempos:

0Va1OJ.md.jpg

0VaVvc.md.jpg

Destaco ainda algumas propagandas desta edição. Uma delas saiu na lateral de algumas páginas, anunciando o lançamento das revistas "Cascão" e "Chico Bento":

0Vag4A.jpg

@Maylene @E.R @Arenagak

0ValiY.md.jpg

0VazIZ.md.jpg

0VaGan.md.jpg

0Van7G.md.jpg

Editado por Victor235

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Victor235
[SEMANA MICKEY - #04]

6c1480af9dc82f59f039dfec51c8e8bc.md.jpg

Anteriormente, comentei sobre Almanaque do Mickey (1s) # 04, que trouxe duas histórias cuja trama se passava em torno de quadrilhas que falsificavam dinheiro. No número seguinte, Almanaque do Mickey (1s) # 05, lançado em maio de 1992, possível falsário também é procurado, na história "O mistério das manchas", que traz personagens diferentes: 

• Madame Esmeraldina
bdbf6d4b53b35bd0007ced93560c1229.jpg

• Rodolfo Vaipratina
52953d278576e52bfa63606bb11c2d84.jpg

• Sra. Querograna
262b35f86e2695abceadd08b8072ee1e.jpg

Em "Serviço esmerado", numa atitude até então ainda não muito comum, a publicação destacou: "Publicada originalmente em 1941". Segundo o Inducks, a data da primeira publicação desta série de tiras foi 1938. A primeira publicação na íntegra, porém, foi em 1941 mesmo (nos EUA), o que justifica o aviso. No Brasil, a primeira publicação deste trabalho desenhado por Floyd Gottfredson deu-se em 1954.

-----

Propaganda - Classificados do Estadinho (Estadão):

7cf43e11fe4608626b8a88b5e7819f0a.md.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Victor235
[SEMANA MICKEY - #05]

0ntAnO.md.jpg

O gibi de hoje na "Semana Mickey" é Mickey # 499, lançado em abril de 1991. Com exceção de uma tirinha que já tinha saído em 1987, este número trouxe apenas histórias inéditas. Somente uma delas, "Uma ilha muito polvoada", foi republicada posteriormente, na coleção "Um presente Chambinho". Nela conhecemos uma habilidade do Bafo:

0ntoZr.jpg

Após a história de abertura, este gibi trouxe uma seção sobre impressões digitais, com dicas para a criação de um "arquivo de impressões digitais". Porém, no desenho que ilustra esta página alguém (provavelmente o Mickey) tira suas impressões usando luvas!

0ntbyI.jpg

Na tira "A cerca", para conseguirem fazer esta piada do formato da cerca, colocaram Capitão Bóing como dono de uma enorme propriedade rural. Certamente o piloto devia estar prestando serviços para outros, não somente para Patinhas.

0ntWeY.md.jpg
@Usagi White

Ô louco, meu! Destaco ainda esta propaganda de lançamento da revista em quadrinhos do Faustão, revista na qual ele não estava sozinho: seus "pentelhinhos" também faziam parte. É mole?

0ntC5Z.md.jpg
@Enzo Francisco

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Victor235
[SEMANA MICKEY - #06]

0ntpu8.md.jpg

Não costumo comprar nenhum gibi pela capa, porém Mickey # 598, lançado em julho de 1999, chamou minha atenção em um Leilão do Pece. Nesta época o título do rato lançou algumas capas com fundos no estilo "esboços de desenhos", como podemos ver também nesta propaganda:

0ntM11.jpg

Este número se situa numa fase intermediária entre os gibis de 68 páginas dos anos 90 e os de 36 páginas e histórias de arquivos digitais dos anos 2000. Desta maneira, neste número de 1999, já ao preço de 1 real, foi publicada uma história com fonte e cores digitais e outra escrita à mão.

0ntne5.md.jpg

0nthnV.md.jpg

Na tira da página do expediente, o código foi impresso em fonte de computador, enquanto nos balões da tira, que era uma republicaçao, mantiveram a caligrafia manual.

0ntYAD.md.jpg

@Usagi White

-----

0ntVHv.md.jpg

0ntwU6.md.jpg

0ntdtA.md.jpg

Editado por Victor235
  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Victor235

ZB3I1mN.png

Curtindo a "Semana Mickey"? Ela termina amanhã, mas a partir de domingo começa a "Semana Pato Donald", com postagens sobre gibis do pato que vão de números bem antigos aos dois últimos publicados pela Editora Abril em 2018, além de edições especiais e até um raro número em espanhol. Fique ligado, acompanhe, curte e comente estes posts especiais.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Victor235
[SEMANA MICKEY - #07]

0nFUbY.md.jpg

Há um tempo, adquiri no Leilão do Pece o Almanaque do Mickey (1s) # 08, lançado em outubro de 1994. Na época, os almanaques vinham com este "contorno" na capa, o que deixava o logotipo da revista num lugar e o desenho principal em outro. Este desenho do Mickey foi inédito, feito por Euclides Miyaura. Quando os almanaques voltaram às bancas nos anos 2010, a mesma técnica foi usada, porém, como forma de se reaproveitar desenhos já publicados em outras capas.

Em "Pensando bem... nem pense!", descobri que o Mar do Caribe também é chamado de Mar das Caraíbas. Ao ler a trama de 26 páginas, encontrei elementos que imaginei que comporiam o final da história nas páginas 16 e 20. De fato, o "pensamento" de Mickey e Pateta não havia funcionado antes pois não estava caindo um temporal e as moedas que Pateta deixou cair do baú serviram para os personagens "descobrirem" futuramente que o que vivenciarem não foi um sonho, técnica recorrente em histórias de ficção. Apesar disso, a história foi além e incluiu outros ingredientes no final do roteiro, não trazendo apenas isso como encerramento.

0nFZB6.jpg

Uma imagem boa para memes aparece em "Corretor incorrigível" (ver acima). Nesta história, aparece a expressão "quinhentos reais", no lugar de "patacas". A propósito, em "Brincando de ganhar", nesse mesmo gibi, o dinheiro patopolense também foi tratado por "reais" mesmo.

0nFaGq.jpg

Em "Uma dureza de limpeza", Mickey lava e pule seu carro (sim, esta é a conjugação do verbo "polir"), que estava estacionado sem gasolina. Daí em diante, várias coisas acabam sujando o automóvel parado e também Mickey, Pateta, Minnie, Chiquinho, Francisquinho e Pluto. Eles resolvem a situação "humoristicamente": todos vão ao posto pedir uma "lavagem completa" (no automóvel e neles). Mas, oras, como dirigiram o carro até lá, se o mesmo estava sem gasolina??

0nFN6O.jpg

Mais um tio de Mickey pode ser visto em "Aventura na ilha do coral": Tio Carlito. Apesar desta história ter sido desenvolvida em 4 tiras por página, duas delas (fora a página de abertura) contam com o padrão 3 tiras por página.

O verdadeiro "gato escaldado":

0nFmDr.jpg

Editado por Victor235

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Victor235
POST ESPECIAL - SEMANA PATO DONALD - #01

08F7MU.md.jpg

No último leilão do Pece, levei um número bem antigo do Pato Donald: #181, lançado em abril de 1955, com capa de Carl Barks. O gibi é da época em que as primeiras e últimas páginas eram coloridas e as páginas centrais eram em preto-e-branco com detalhes em vermelho e rosa.

08F5gf.md.jpg

A propaganda do concurso da Real Aerovias sugere que leitores comprem de seus amigos edições anteriores do "Pato Donald". Destaque também para o fato de que todos os concorrentes eram premiados com alguma coisa. Já o grande vencedor do concurso viajou pelo Brasil, enquanto seu professor ganhou uma "coleção de obras completas de um grande autor brasileiro". Note ainda que a tira que abre esta edição foi feita sob encomenda, para a Cola-Tudo Duco (até parece que isso colaria partes de um piano).

08FPk2.md.jpg

O espaço do rodapé das páginas também era ocupado por várias propagandas. Neste número, lemos: "Todos os dias são alegres e festivos quando Donald leva para casa as doces lembranças Lacta", "Ainda há tempo de você concorrer ao grande concurso Minhas Férias Maravilhosas. Procure adquirir, entre seus amigos, os números 173 a 177 do Pato", "Êle é o maior da torcida; tem como companheiro: Drops Lacta" e "Uma tradição de qualidade. Lacta, o chocolate gostoso... de verdade".

08vqGc.jpg

Em "A carta", após uma queda, Tio Patinhas esquece a combinação de seu cofre. O velhaco então tem uma ideia: "pedir ao diretor da Penitenciária, meu amigo, que solte por umas horas dois dos Irmãos Metralha". Talvez como um alerta na própria história de que isso não seria algo legal, o roteiro solucionou a questão dizendo que isso não foi necessário de ser feito, uma vez que os Metralhas já haviam fugido da cadeia. Nesta história, os bandidos tem apelidos: Canivete e Sôco-Inglês. O termo "caçada" era utilizado como semelhante à nossa "tirada".

08FHLg.md.jpg

Em "A canoa virou", história do "Hawita", aparece um índio chamado Mão de Onça. O personagem não está cadastrado no Inducks, mas me lembro que o nome foi reaproveitado posteriormente, onde em outra história o bisavô de Bafo  foi apresentado com este nome.

08v2DP.jpg

Em 2012, o atleta checo falecido em 2000 Zatopek foi imortalizado no Hall da Fama do atletismo. Em 1955, era a Editora Abril que o homenageava na tradução desta história do Havita.

08vsbl.md.jpg

08FN9V.md.jpg

No quadro abaixo, a revista referencia o gibi do Mickey. Na mesma página, vemos que antigamente o hoje inimigo público número um "canudinho" era chamado de "palhinha".

08FBF9.jpg

08FaD8.md.jpg

08Fim5.md.jpg

Em "Pluto caça um leão", Cãozarrão é chamado de Dentinho:

08FmSx.jpg

08FZCX.jpg

08FSJ1.md.jpg

Em "O conto da mina", publicada no Brasil sem a introdução da série "Álbum de fotos", Gastão cai num golpe e compra uma mina que não contém ouro. Porém, ele localiza lá uma fonte de urânio e fica "riquíssimo". No fim, Gastão não cumpre sua parte de um acordo e não reparte nada do que conseguiu com Huguinho, Zezinho e Luisinho, que o haviam ajudado.

08Frbv.jpg

Nesta história, a forma verbal "deem" foi escrita como "dêm".

08F6MQ.md.jpg

"Um milhão em vôo" cita o personagem Silvio Sernambi, que utilizou dinheiro de Tio Patinhas para "desenvolver plantação de borracha no Amazonas". Pesquisando, vi que "sernambi" significa "borracha ou goma adulterada", ou ainda, de má qualidade. Repare também no Expediente. O preço da assinatura do Pato equivalia à compra de todos os números avulsos em banca.

Editado por Victor235

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×