Ir para conteúdo
Marcos Albino

TV por Assinatura

Recommended Posts

Cleberson

Simba marca reunião com operadoras e sinais na TV paga podem voltar até terça

Nem mesmo no fim de semana as negociações entre a Simba Content - joint-venture da RecordTV, SBT e RedeTV! - e as maiores operadoras de TV por assinatura do Brasil não pararam. Neste sábado, ambas continuaram conversando.

Segundo informações obtidas pelo TV História, uma reunião foi marcada entre Simba e operadoras - Net, Sky, Oi e Claro - para a próxima terça-feira (4).

Caso haja um desfecho positivo para ambas as partes, o sinal poderá voltar imediatamente em todas as operadoras citadas. E desfecho positivo é simples: se todas concordarem em pagar valores, o sinal já volta, como foi o caso da Vivo. Na NET, por exemplo, os canais foram retirados da grade na noite desta sexta (31).

Ou seja, já na próxima terça-feira, os sinais das TVs abertas podem voltar às operadoras. Isso estancaria a queda de audiência que RecordTV, SBT e RedeTV! tiveram na Grande São Paulo.

A RedeTV! chegou a perder 2/3 de sua audiência de um dia para o outro. Já a Record e o SBT acumularam perdas acima dos 30%, muito além do esperado para esta ocasião. 

Inicialmente pedindo R$ 15 por assinante - acima até do que a Globosat ganha por seus canais, a Simba já trabalha com valores mais modestos. A pedida na mesa para descer seria de R$ 2,30, parecido com o que programadoras como a Discovery ganham com seus canais na TV paga.

No caso deste valor ser fechado, a RecordTV e o SBT ficariam com R$ 1,00 por assinante, enquanto a RedeTV! ficaria com R$ 0,30. Se este valor for confirmado, a bagatela apenas na Grande São Paulo será bastante alta.

Contando atualmente com 7 milhões de assinantes, a Simba Content renderia, apenas nesta região, cerca de R$ 16,1 milhões por mês para a divisão. Por ano, serão exatos R$ 193,2 milhões, um altíssimo valor.

Só com isto, RecordTV e SBT ganhariam R$ 84 milhões por ano cada uma, enquanto a RedeTV! fecharia um ano com um valor de RS 24 milhões - isto apenas contando o valor da maior região metropolitana do Brasil.

O dinheiro que as emissoras ganharão com as negociações deverá ser aplicado na produção de conteúdo. Elo mais fraco da corda, a RedeTV! espera que essa joint-venture ajude o canal a diminuir os horários vendidos em sua grade - hoje em mais de 50% no total.

A Simba surgiu da necessidade dos canais de cobrarem pelo seu sinal na TV por assinatura. Segundo elas, Globo e Band recebem dinheiro pelo seu sinal e todas as outras não conseguem um centavo das maiores operadoras do Brasil.

http://tvhistoria.com.br/NoticiasTexto.aspx?idNoticia=3418

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Mike Patton
Em guerra contra TV paga, RedeTV, Record e SBT reduzem preço e oferecem lançamento de três canais

C8cijtDXkAIpmUB.jpg

Desde o último dia 30, SBT, Record e RedeTV! estão fora da TV paga, com excessão da Vivo, em Brasília e na grande São Paulo. O motivo? Emissoras querem receber um valor por seus sinais, o mesmo que já acontece hoje com Globo e Band e outros canais.

Segundo o jornalista Daniel Castro, reuniões em busca de uma negociação com a Net e Claro até aconteceram, mas até aqui pouco foi concluído. O fato é que a Simba, representada pelas três emissoras, iniciou as ofertas pedindo 15 reais por assinante, o que foi considerado “impossível” pelas operadoras. Agora, o preço já teria caído para 7 reais, porém ainda assim essas operadoras acreditam que o valor é muito alto, já que teriam que desembolsar cerca de R$ 130 milhões ou R$ 1,5 bilhão por ano, considerada a atual base de assinantes.

Além de terem reduzido os preços, a Simba também ofereceu mais 3 canais: um de reprises, outro de notícias e mais um de esportes. As emissoras abertas também estão dispostas a começar a cobrar o valor cheio de 7 reais somente quando todo o Brasil estiver operando no sinal digital, o que deve levar cerca de 3 anos.

http://www.otvfoco.com.br/em-guerra-contra-tv-paga-redetv-record-e-sbt-reduzem-preco-e-oferecem-lancamento-de-tres-canais/

E a novela continua...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
leloedi

Só pra informar que a novela continua, como uma boa telenovela do SBT...

Depois da Vivo TV, negociações avançam e SBT, RecordTV e RedeTV liberam sinais da Oi TV

IMG_20170414_233412-1.jpg

As negociações entre a Simba Content e a Oi TV estão bastante avançadas. De acordo com fonte ouvida pela coluna, os sinais de SBT, RecordTV e RedeTV serão liberados já na próxima semana. “Falta apenas definir os valores, assim como com a Vivo TV (GVT e Telefônica), que foi a primeira a aceitar negociar. Não há um contrato fechado ainda, mas estamos se encaminhando para isso”.

Já as negociações com a NET e a Claro TV continuam. As duas operadoras aceitaram conversar, mas ainda não concordam em pagar pelos canais, o valor solicitado. A expectativa é de um acordo favorável entre as partes. 53% do mercado é o que representa o grupo que controla NET, Claro TV e Embratel. A Sky continua sendo a única operadora que sequer aceita conversar com a Simba.

A Vivo TV possui 8% do mercado e a Oi TV 5%. Juntas possuem cerca de 2,5 milhões de clientes.

Em tempo

A coluna também buscou respostas para informações veiculadas pela imprensa, sobre a criação de três canais (esporte, notícias e reprises), a serem vendidos em pacote, para as operadoras. Confirmamos que não há interesse da Simba em lançar um canal de esportes. Um canal de notícias, também não foi cogitado, até mesmo porque o Grupo Record, um dos integrantes da Simba, já possui a RecordNews. Já, um canal de reprises, uma espécie de “Viva da Simba”, esse sim faz parte de um planejamento a médio prazo. Um “Reviva/Replay”, unindo clássicos das três emissoras é uma realidade futura muito provável. Dentro da Simba, a informação de uma parceria entre CNN e RedeTV, esta também integrante da Simba Content, para a criação de uma espécie de “CNN Brasil”, gerou estranheza. Poucos acreditam na informação, até mesmo porque a Simba não está envolvida e a RedeTV, não possui sinal aberto e equipes jornalísticas, em muitas capitais brasileiras. Em Santa Catarina, por exemplo, o SBT SC, ex-afiliado, acaba cedendo imagens para a RedeTV, sempre que requerido. A emissora não tem afiliada e equipes por lá.

JÚLIO CÉSAR FANTIN

http://www.bastidoresdatv.com.br/colunas/depois-da-vivo-tv-negociacoes-avancam-e-sbt-recordtv-e-redetv-liberam-sinais-da-oi-tv

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Cleberson

To bem cansado ja de Carinha de Simba, e a Simba e o Lazaro.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Luciano Junior
Gigante da TV americana compra Sky

SÃO PAULO – A Comissão Europeia aprovou nesta sexta-feira (7) a compra da Sky, grupo britânico de televisão, pelo conglomerado norte-americano 21st Century Fox. O negócio foi aprovado pela comissão – espécie de Cade local – sem restrições por considerar que a aquisição não levanta preocupações com a concorrência dos meios de comunicação na Europa.

A empresa americana formalizou a oferta de US$ 14,6 bilhões por 61% do controle da Sky em dezembro de 2016. Antes, em 2011, a Fox já havia tentado adquirir a empresa, mas abandonou a oferta após um escândalo de escutas telefônicas envolvendo o grupo pertencente ao milionário Rupert Murdoch. Em 2014, a Fox também tentou comprar a Time Warner, mas não teve sucesso.

A 21st Century Fox é um dos seis maiores estúdios cinematográficos dos Estados Unidos e opera os canais Fox e National Geographic, enquanto a Sky é a principal operadora de TV paga na Áustria, Alemanha, Irlanda, Itália e Reino Unido.

http://www.infomoney.com.br/negocios/noticia/6333113/gigante-americana-compra-sky

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Cleberson

Viacom Brasil aumenta a distribuição de seus canais nas principais operadoras do país. Comedy Central no Pacote Basico da Claro/Net

viacom.png
 
A Viacom Brasil, proprietária de diversas marcas globais de entretenimento e seus respectivos canais de TV paga, anuncia mudanças e conquistas importantes na distribuição de seus canais nas principais operadoras do país.
 
O Comedy Central – única marca global multiplataforma 100% dedicada à comédia, 24 horas por dia – passou a fazer parte do pacote básico para os assinantes da NET e Claro HDTV (canal 137), desde a última sexta-feira, 5 de maio.
 
Para a Nickelodeon, uma das marcas multimídia de entretenimento para crianças e família mais reconhecidas e amplamente distribuída em todo o mundo, a novidade está no lançamento do canal Nick Jr. na SKY (canal 287), em HD, no ar desde o dia 28 de abril. O canal reúne atrações voltadas às crianças em idade pré-escolar.
 
A MTV também ganhou a versão HD na SKY, disponível no canal 285.
 
Já na Oi TV, a MTV – canal 134 (HD) – passa a integrar o pacote ‘mini-básico’ a partir desta quinta-feira, 4 de maio. Com a mudança, os assinantes passam a ter acesso à programação variada e multiconectada do canal, que é top of mind dos jovens brasileiros.
 
Rogério Francis, Diretor Sênior de Distribuição de Conteúdo da Viacom Brasil, avalia o momento da empresa como “muito positivo” e afirma que a estratégia é seguir ampliando a penetração das marcas nos domicílios brasileiros: “Além de oferecer mais qualidade aos conteúdos de canais consolidados e amplamente distribuídos como MTV e Nickelodeon, com o lançamento de canais HD nas principais operadoras do país, nosso objetivo para um futuro próximo é seguir ampliando o alcance de Comedy Central e Paramount Channel, que hoje já possuem uma base de assinantes bastante expressiva”, explica o executivo.



Esta matéria foi originalmente publicada aqui: http://www.ouniversodatv.com/2017/05/viacom-brasil-aumenta-distribuicao-de.html#ixzz4gWDJKoua 
 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Usagi chan
Postado (editado)

Chamada de estréia de Titanic no Telecine em 1999:

Chamada de estreias do Telecine no ano 2000 em 1999:

 

Editado por Usagi chan
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Victor235
Postado (editado)

Fazia um tempo que eu não assistia o "Setlist", programa de vídeo-clipes do BIS.

Estranhei. O programa antes trazia bandas alternativas, MPB, rock e abria espaço para estilos diferentes, que não passam no Multishow e afins.

Agora, exibem uma mistura onde uma música nada tem a ver uma com a outra, funk e umas músicas que qualquer um vê que são fruto de jabá.

Por exemplo, os únicos sertanejos tocados no programa (que antes nem tocava o estilo) foram Gabriel Farias e Pollyanna Maria, cantores com respectivamente cerca de 100 mil e menos de 600 inscritos no Youtube. Nem eu que escuto tudo de sertanejo os conhecia. As músicas também não tem nada que justifique "tocamos por ser diferente" ou algo do tipo. São sertanejos mesmo, a única diferença é que não são famosos. Não quero acusar, mas parece muito que receberam para exibir esses e outros clipes.

Em compensação, a música do Gabriel Farias, "Vamos ficar de boa" é bem legal, ainda que muito parecida com "Como é que a gente fica" (com direito a todas as paradinhas idênticas e em lugares idênticos, rs):

https://www.youtube.com/watch?v=we7iPAGEKCE?

Editado por Victor235

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
leloedi

:ponder::ponder::ponder:

Engraçado que até agora nenhum site noticiou isso...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Cleberson
2 horas atrás, leloedi disse:

:ponder::ponder::ponder:

Engraçado que até agora nenhum site noticiou isso...

Noticiou sim

DANIEL CASTRO - Publicado em 08/09/2017, às 15h32 - Atualizado às 18h11... - Leia mais em http://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/mercado/net-volta-distribuir-record-e-sbt-e-encerra-maior-guerra-da-tv-por-assinatura-16737?platform=hootsuite&cpid=txt

Maior operadora de TV por assinatura do pais, a Net fechou contrato com a Simba e volta a distribuir os sinais de Record, SBT e RedeTV! ainda nesta sexta-feira (8), encerrando um blecaute que já dura cinco meses na Grande São Paulo e no Distrito Fedral. O acordo, assinado hoje, também vale para a Claro TV, igualmente operadora do grupo Telecom Americas. As duas empresas tinham em maio 9.511.209 assinantes, 51% do mercado de TV paga brasileiro.

A Net e a Claro, como fizeram em agosto Sky e Vivo, concordaram em pagar um valor por assinante para as três redes de TV, que até março respondiam por quase 20% de toda a audiência do cabo e do satélite

O valor não foi divulgado. O Notícias da TV apurou com fontes que participaram diretamente das negociações que foi inferior a R$ 1,00. Inicialmente, a Simba Content, empresa formada pelas três emissoras, pedia R$ 15,00 por assinante 

Record, SBT e RedeTV! voltam ao line-up da digital Net nos mesmos canais que estavam antes, respectivamente 519, 509 e 508. As operadoras optaram por não fazer alarde com o retorno das emissoras

O contrato com a Net e a Claro encerra a maior guerra já travada entre emissoras e operadoras de TV por assinatura. Das grandes do mercado, apenas a Oi (1,4 milhão de assinantes) ainda não fechou acordo. 

No final de março, as emissoras da Simba adotaram estratégia sugerida por Silvio Santos e decidiram partir para o confronto. Notificaram as operadoras que elas, sem um acordo comercial, não poderiam mais carregar seus sinais digitais no Distrito Federal e na Grande São Paulo, primeiras metrópoles a desligarem a TV analógica.

Até então, todas as redes abertas eram carregadas gratuitamente pela TV por assinatura. Com a lei 11.485/11, que atualizou a legislação do setor, as emissoras passaram a ter o direito de cobrar por seus sinais digitais. 

Quando partiram para o confronto com as operadoras, as emissoras esperavam um clamor popular favorável a elas. Seus executivos imaginavam que, assim como ocorrera na disputa entre Fox e Sky, em janeiro, os telespectadores cancelariam assinatura e protestariam nas redes sociais

Em 30 de março, as três redes saíram do ar nas principais operadoras em São Paulo e no Distrito Federal, e o clamor popular que as redes esperavam não aconteceu. 

Pelo contrário, elas foram as maiores prejudicadas. Suas audiências caíram até 30%. Com exceção do SBT, até hoje elas não recuperaram a audiência que tinham em março. Para as operadoras, o corte também não foi bom. Elas perderam 136.787 assinantes em maio, segundo a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

Em crise, a Simba trocou seu executivo responsável pelas negociações com as operadoras. Saiu o ex-banqueiro Marco Gonçalves e entrou Ricardo Miranda, ex-presidente da Sky, nome de confiança do mercado de TV por assinatura

Em junho, com o desligamento do sinal analógico em Goiânia, as negociações tiveram um grande avanço. A Simba finalmente acenou com um preço que as operadoras estavam dispostas a pagar. Assim, conseguiu manter as três redes na TV paga em Goiás, mesmo sem um acordo comercial.

http://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/mercado/net-volta-distribuir-record-e-sbt-e-encerra-maior-guerra-da-tv-por-assinatura-16737?platform=hootsuite

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Raphael

E voltou mesmo aqui na Claro.

Sbt Rede SDTV de volta pra mim.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Chapolin

Tava mudando de canal agora à pouco, e vi que o Tooncast tá com o sinal aberto. Provavelmente por causa do dia das crianças.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Marcelo Jungbluth

Sim, aqui na Vivo também está aberto. Mas como assinamos o melhor pacote, então não faz diferença. :lol:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×