Jump to content
Sign in to follow this  
José Antonio

YouTube muda algoritmo de Direitos Autorais após enxurrada de reclamações

Recommended Posts

José Antonio

69363051951011.jpg

A Google resolveu alterar o algoritmo do YouTube para reduzir reclamações de infrações de direitos autorais inválidos e começará a rever manualmente algumas reinvindicações em vez de bloquear automaticamente os vídeos em disputa. As informações foram divulgadas pela empresa nessa quarta-feira (03/10).

Atualmente, a gigante da internet responde às denúncias de violação de direitos autorais com bastante rapidez, mas muitas vezes elas são infundadas e o processo de recurso deixa muitos usuários que tiveram seus vídeos bloqueados frustrados – já que existem poucas opções para tentar reverter a situação.

Gafe com Michelle Obama

Um dos casos emblemáticos que forçou a empresa a rever a situação foi o vídeo do discurso na Convenção Democrata da primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, marcado erroneamente pelos algoritmos como “violação de direitos autorais” assim que foi postado no site. O mais curioso é que o YouTube era o parceiro oficial de streaming do evento. Mesmo assim, o sistema não hesitou em bloquear o vídeo logo que o evento terminou.

A Google veio a publico admitir a falha. De acordo com a gerente do setor de gerenciamento de direitos autorais para o Youtube, Thabet Alfishawi, os erros acontecem devido ao enorme volume de vídeos enviados e o grande número de pedidos de reinvindicações dos direitos autorais.

Alterações no sistema

Para resolver o problema dos falsos positivos e o abuso do sistema, a Google melhorou os algoritmos que identificam violações potencialmente inválidas. Neste caso, o sistema não analisará mais as reinvindicações de forma automática e colocará os vídeos em uma fila para serem revistos manualmente.

Atualmente, o YouTube conta com um sistema de filtragem projetado há cinco anos que permite que os detentores de direitos autorais possam fazer o upload de músicas e vídeos com uma “impressão digital”, armazenada em um banco de dados.

São 500 mil horas de “arquivos de referência”. Quando os vídeos são postados no site, o algoritmo responsável pela identificação de conteúdo verifica as informações baseado nesse banco de dados. Se houver uma correspondência total ou parcial, os detentores dos direitos podem solicitar a remoção automática ou inserir publicidade no vídeo – ganhando dinheiro cada vez que alguém o assiste.

Share this post


Link to post
Vinicius Maux

Se o mecanismo deles já era forte, imagina agora que mudaram. Será que poderá nos prejudicar ? Esses falsos positivos já me prejudicaram em uma competição de views uma vez...

Share this post


Link to post
Andy

Se no modo automático eles julgavam os meus vídeos estarem violando os direitos autorais, no modo manual vão confirmar :(

Share this post


Link to post
Lucas Fernando

O vídeo que dublei, da animação CH que a Anima Studios fez homenageando Chespirito, está recebendo reivindicações do SBT sob direitos do conteúdo visual.

Observação: O vídeo utilizado na dublagem foi postado pela própria Anima Studios :wacko:

Share this post


Link to post
José Antonio
O vídeo que dublei, da animação CH que a Anima Studios fez homenageando Chespirito, está recebendo reivindicações do SBT sob direitos do conteúdo visual.

Entre no processo de disputa, se for necessário. O SBT não possui direitos sobre o vídeo.

Share this post


Link to post
ON10BR

Até que enfim uma boa noticia (talvez), mas mesmo assim o Youtube vai demorar muito tempo para voltar a ser um site bom como era antes :muttley:

Edited by ON10BR

Share this post


Link to post
Andy

Se voltasse ao que era antes, eu seria banido imediatamente porque voltaria ao modo dos três avisos :D

Share this post


Link to post
chavesmaniaco1002

Google já mudou o algoritmo de novo. Tópico perdeu a utilidade, ainda mais que possuímos um tópico que abrange todas as notícias e informações sobre Youtube

Então.... :cadeado:

Edited by chavesmaniaco1002

Share this post


Link to post
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...