Jump to content
Sign in to follow this  
Biia*~*

Sintetizadores

Recommended Posts

Biia*~*
Bom, pessoal, sei que talvez quase ninguém de atenção , mas enfim...


Ninguém falou, então, eu gostaria muito de abordar sobre.


Bom, um sintetizador, resumidamente falando, como um instrumento musical, serve para reunir ou gravar sons artificiais, fora da natureza mecanica. É conservado em uma "central" como um input. E depois é emitido e pode ser controlado mecanicamente, seja por teclado, ou até mesmo uma guitarra. Mas isso acabou sendo muito complexo, ainda mais com as evoluções tecnológicas.

Os sintetizadores podem ser analógicos ou eletronicos.


O mais antigo, que pelo menos, eu considero, é o theremin, que é origem russa, que são duas antenas de metal e são manipuladas a distancia.

E o mais famoso sintetizador, é o Minimoog (que voces tanto veneram nas BGMs), que no começo, ocupava paredes com seus módulos, mas foi diminuindo, para ser levado em apresentações ao vivo.


Bom, foi resumido demais, mas eu quis começar hoje

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruce Dubber

fogos-de-artificio-13547.gif

Desculpe. piadinha a toa, desculpe por isso e nos vemos no próximo tópico!

_____________________________________________________________________

Não conheço muito a respeito, mas só posso dizer que foi um erro começar a fazer músicas somente com sintetizadores, sem os velhos instrumentos conhecidos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
JoelJunior15

Também não entendo muito disso, mas sei que a abertura de "Um Maluco no Pedaço" usou esse recurso, e o resultado foi excelente... Vi isso num vídeo do YouTube recente do Will cantando a música de abertura, com um rapazinho no sintetizador. Ficou massa. :joinha:

E @Biia*~*, parabéns pelo tópico! Ótima idéia querida... :D

Edited by JoelJunior15

Share this post


Link to post
Share on other sites
Biia*~*

Um outro sintetizador usado que é famoso por quem entende, é o Korg MS-20 que completa 35 anos do início de sua produção. É um sintetizador monofonico. com arranjo tradicional de filtros e osciladores. Começou em 1978 e durou em 5 anos. Em janeiro desse ano, foi lançado uma reedição.

Teclado Sintetizador Analógico Korg MS-20 Mini

9e8703jizsnkil9xsba0.jpg

O sintetizador monofônico Korg MS-20, originalmente introduzido em 1978, é um instrumento cultuado até os dias de hoje, graças a seu som robusto e espesso, seu poderoso e icônico circuito de filtro analógico, e suas versáteis opções de encaminhamento de sinal. Mais de 300.000 pessoas puderam usufruir dos sons distintos do MS-20 original, do plug-in MS-20 para computador, ou do aplicativo iMS-20 para iOS.

Hoje, os sons do MS-20 renascem em hardware, como o MS-20 Mini. Os mesmos engenheiros que desenvolveram o MS-20 original reproduziram perfeitamente seu circuito para se acomodar em um gabinete em 86% do tamanho original, mantendo ainda assim a aparência distinta do modelo original.

[...]

O ESP (External Signal Processor) carrega o espírito do MS-20, permitindo usar a afinação ou o volume de uma fonte de áudio externa para controlar o sintetizador. Por exemplo, você pode inserir uma guitarra e usar o MS-20 Mini como um sintetizador de guitarra, ou inserir um microfone e usá-lo como um sintetizador de voz.

[...]

Nossos esforços para permanecermos fiéis ao original não foram limitados somente ao instrumento. Até mesmo a embalagem do MS-20 original, seu manual e sua carta de ajustes que explica como criar sons. Agora você pode experimentar o MS-20 assim como foi durante seu lançamento original em 1978.

Trechos extraídos do site da Korg Brasil

Uma novidade em relação, é entrada USB que permite a entrada de MIDI, e mesmo com filtros modificados durante seus 5 anos de produção, o filtro do MS-20 Mini foi o utilizado pelo modelo de lançamento.

Edited by Biia*~*

Share this post


Link to post
Share on other sites
Marcelo Cazangi

Parabéns Biia*~*, trazendo muito mais cultura para nosso forum...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Biia*~*

Nhaaaaaaa, muito obrigada por me receberem bem =)

Vou começar a montar um "dicionário" de alguns termos >_<

Acabei encontrando na net, um parágrafo sobre "O sintetizador segundo Robert Moog", que é sob olhar do grandioso Robert Moog.. Isso pode ajudar a explicar o que significa um sintetizador e qual sua função em uma canção:

“Os sintetizadores são diferentes de outros instrumentos, eles não tem um único timbre como o violão ou a bateria que o ouvinte pode identificar em uma audição. O sintetizador pode soar mais baixo ou mais alto, ou não ter afinação. Ele pode produzir um som percussivo ou com sustentação, opaco ou brilhante, magro ou gordo, liso ou áspero, familiar ou estranho. Ele pode evocar imagens de uma orquestra sinfônica, um sol nascente, uma nuvem de insetos e muito mais. O sintetizador possibilita que o músico construa sons eficientemente e intuitivamente, tornando-se uma extensão da imaginação do músico”.

^^

Edited by Biia*~*

Share this post


Link to post
Share on other sites
Don_aCHiles

Nossa, nunca ouvi falar nisso, mas pela a imagem do teclado acima deve ser bem massa. :)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Biia*~*

Nhaaaaaaaaaaaaaa...
O teclado é uma maneira de sequenciar ou de controlar as sínteses. Existem outros tipo (percussão, sopro), mas elas vem fabricadas em molde eletronico já. Geralmente, as sínteses são em uma nota só, ou em mais. Mas o teclado é a forma mais fácil controlar até então =)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Chambón

Os Beatles usaram sintetizadores em algumas últimas músicas de sua carreira, sobretudo por influência de George Harrison.

Tais como:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Biia*~*

Boa contribuição, eu nem sabia que os Beatles usavam.
E como os Beatles são, como digo? ... ditadores de tendencia...Devem ter usado algo da Moog, acho ... '-'
Se for desse álbum da capa propriamente dita...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Biia*~*

Malz por postar em seguida

Bom, só pra sugerir um link. É uma coleção de brinquedos musicais de outros carnavais. São simples tecladinhos que, mesmo singelos, não deixam de ser sintetizadores.

http://miniorgan.com

Share this post


Link to post
Share on other sites
Biia*~*

Bom, não é tão novidade assim...Mas esse é o Korg Krome

noticia870_img2.jpg

Aqui está uma lista das características que extraí do site oficial da Pride Music que a representa no Brasil:

  • O workstation KORG® ideal para qualquer estilo de tocar piano.
  • Sons de piano e bateria integrais, sem loop, derivados do KRONOS, e novos pianos elétricos desenhados para brilhar no palco.
  • Pianos elétricos com trocas de samples através de velocity em oito níveis, para um inigualável poder de expressão.
  • Controle claro e intuitivo através do exclusivo display TouchView colorido de 7 polegadas da KORG®.
  • Sons de bateria que oferecem canais de mixagem separados para captação direta e de ambiente, para qualidade de estúdio.
  • A função Drum Track reproduz ritmos realísticos e inspiradores ao toque de um botão.
  • Sons em demanda no momento, criados por profissionais conceituados, incluindo 640 Programs e 288 Combinations.
  • Efeitos poderosos com 5 Insert FX, 2 Master FX, e 1 Total FX, além de EQ por pista/timbre.
  • Distinto design de painel em alumínio expõe um senso de qualidade.
  • Conexão USB com seu computador, além de um slot para cartões SD para armazenamento de dados.
  • Você pode usar o KROME Editor para editar sons em seu computador.

O Korg Krome tem algumas funções derivadas do Kronos, que foi lançada em 2011, pela minha impressão, como "top" de linha corrijam-me se eu estiver errada . O Kronos talvez não seja tão expressivo em vendas, mas acabou se tornando queridinho de muitos profissionais. E como o Kronos passou por um "update" em julho de 2012 tendo um X acrescentado ao seu nome, o Krome serve como uma opção de menos custo, aparentemente... o Kronos super top nos EUA tem custo médio de U$$ 3500 Maaaaaaaas, o Krome, dito pra ser mais barato, aqui no Brasil, encontrei por R$ 5.740 reais, a versão de 61 teclas /sad.

PS: Disponível em versões de 61,73 e 88 teclas, mais uma vez de acordo com o site da Pride Music. O de 88 deve custar o preço de um carro D=

É pra chorar muito nesta hora D=

Edited by Biia*~*

Share this post


Link to post
Share on other sites
Biia*~*

NOTÍCIAS

arpodyssey.jpg

Bom, gente, este é o ARP Odyssey!
Ele foi lançado em 1972 pra afrontar o Minimoog no quesito portabilidade... e isto funcionou!!! Muita gente do mainstream musical passou a usá-lo e foram muitas afirmações positivas a respeito. O da foto é da época do lançamento, em 72 e passou por mais duas reestilizações: uma em 75 e outra em 78 ^^ E durou até 1981^^
E assim como o Minimoog, acabou se tornando um sintetizador analógico memorável *O*
Pode-se até encontrar a venda tá, exagerei ou procurar emuladores virtuais...uma certa saudade, né?
Só que esta saudade tem data pra acabar ^^
Em setembro o ARPOdyssey será relançado, mas não pela ARP... pela KORG O_O...
esta amada empresa japonesa ficará a cargo de recriá-lo, procurando manter suas qualidades analógicas o máximo possível e colocar algumas adaptações modernas pra hoje, como MIDI, por exemplo, se no projeto for viável...
E na administração, estará Dave Friend que já foi presidente da ARP!!!!

Setembro é o mês do meu aniversário, então quem quiser me dar um desses de presente, agradeço! *corre pras montanhas* :P

Edited by Biia*~*

Share this post


Link to post
Share on other sites
Biia*~*

Galerinha, mês passado,a Roland lançou o XPS-10. Um synth destinado pra ser barato (leia-se: na media dos 2.500 reais, acreditem,!os tops custam até na faixa de 10.000 reais).

Ele é considerado leve...só 4 kg e tem aquela indispensável função de importar mídia de áudio para o teclado e reproduzir no Audio Pad, se meu raciocínio tiver correto. E ainda tem efeitos étnicos, não sei se em padrão mundial...

Enjoy *0*

http://roland.com.br/products/details/200125

Share this post


Link to post
Share on other sites
Chambón

Não tinha reparado antes, mas o The Who abusa de sintetizadores em diversas passagens dos seus clássicos álbuns Who's Next (1971) e Quadrophenia (1973):

Não que seja muito importante, hehe. Postei só pra retratar como o instrumento alcançava cada vez mais popularidade entre os músicos do período.

Ainda na Inglaterra, o mesmo tinha bastante destaque na cultura popular, pela forma como era exposto e trabalhado pelo tecladista Keith Emerson, membro do Emerson, Lake and Palmer. Diria que 90% do trabalho deles deriva do uso de um sintetizador.

https://www.youtube.com/watch?v=kNujO9k9ocw

Na canção acima, elevaram as manobras do teclado em direção ao nirvana espiritual.

Aliás, é impossível imaginar clássicos, como Tom Sawyer - do Rush - sem a presença icônica do recurso:

Sei lá, suspeito que curto sintetizadores. Já admirava a ''batidinha vibrante'' muito antes de sonhar em conhecer o que causava aquilo. :P

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...