Jump to content
Sign in to follow this  
Raphael

Tópico das Emissoras da TV Aberta

Recommended Posts

Raphael

Tópico para postagens de notícias, novidades, variedades e tudo relacionado com as emissoras brasileiras de TV aberta.

Tópico de 2011 e 2012
Tópico de 2013

Share this post


Link to post
Share on other sites
Clark Kent

Globo volta a postar links no Facebook




A Globo reviu sua posição de não publicar links no Facebook e, desde segunda-feira, 30, vem postando conteúdo com URLs que levem a seus sites. A novidade já está valendo na página do jornal O Globo e, em breve, deve ser estendida aos demais veículos do grupo.

As Organizações Globo vetaram a postagem de links no Facebook em abril do ano passado, quando todos os funcionários receberam um e-mail informando sobre a decisão. Entraram G1, as diversas revistas da Editora Globo, o jornal O Globo etc.

No mês seguinte, a empresa aumentou a polêmica ao afirmar que a maior rede social do mundo é irrelevante para a Globo. Juarez Queiroz, CEO da Globo.com, declarou que algo entre 1% e 2% da audiência dos sites vinham de lá.

Em junho, a emissora foi mais longe ao proibir que programas da casa citem o Facebook ou o Twitter. Sempre que houver necessidade de se falar dos sites, o primeiro deverá ser substituído por "uma grande rede social" e o segundo, por "rede social de mensagens curtas". Na época, a emissora explicou ao Olhar Digital que, "por política comercial da Globo, marcas quando citadas são entendidas como merchandising".

Agora, pelo menos no Facebook, as coisas estão como eram para a página do jornal do grupo. E, de acordo com o Meio&Mensagem, as do G1, da Rede Globo, entre outros, devem voltar a postar links novamente em breve.

Olhar Digital




Globo tenta emplacar novo programa de Marcelo Adnet em abril




Depois do desastre que foi O Dentista Mascarado e algumas participações pouco expressivas no Fantástico, Marcelo Adnet continua esperando sua vez na Globo.

Mas essa espera vai durar pouco, já que está prevista para abril a estreia do novo programa do humorista. Segundo o Uol, o texto do programa será assinado pelo próprio Adnet e por Marcius Melhem, que também fará parte do elenco.

A atração, intitulada “Tá no ar”, será uma sátira aos programas de auditório mais bizarros da telinha. Nos bastidores, fala-se que será algo bem parecido com o que Adnet fazia na MTV.

Vamos ver se agora dá certo…

ClicRBS




Com o constrangedor Cortiço Treme Treme, Rede TV! mostra que ainda não tem vocação para a dramaturgia




Foram muitas as tentativas de fazer dramaturgia na Rede TV!. Há alguns anos, anunciou-se a produção de uma minissérie sobre o Marechal Rondon, com direção de Fábio Barreto. Depois, falou-se em "Noronha", ideia de Andreia Dallevo, filha de um dos donos da emissora. Ambos os projetos acabaram engavetados. Sem grande novidades e repleto de piadas manjadas, o "Feira do Riso" não teve vida longa. Agora,o canal tentou inovar em seu fim de ano com "Cortiço Treme Treme", um especial no qual o elenco da casa atua - ideia já usada pela concorrência em outros anos.

Por mais boa vontade que se tenha para assistir ao programa dirigido por Alexandre Frota e escrito por João Kleber, não dá para entender como um projeto como estes foi posto no ar. A iniciativa é louvável, mas faltou capricho. E não se está falando aqui de problemas de acabamento. O problema surge a partir do roteiro, absolutamente desengonçado, em que uma situação não casa com a seguinte. Por exemplo: Rocco (João Kleber) consegue por telefone a presença de Roberto Carlos e Faustão em sua festa de réveillon. Em seguida, é visto implorando para Marlene Jet Set (Daniela Abuquerque, primeiro nome anunciado na abertura, embora tenha apenas três cenas rápidas, antes de Luciana Gimenez, "mocinha" do enredo) para que ela consiga famosos para seu evento. Ou as sequências foram ao ar fora de ordem, ou faltou atentar para detalhes básicos de cronologia. A problemática do protagonista, aliás, perde a chance de ser explicada de cara para dar lugar a uma cena interminável - e constrangedora - de um assalto.

As situações nas quais alguns dos apresentadores da Rede TV! são inseridos não apresentam conexão clara. Faa Morena e Rodrigo Capella, por exemplo, surgem totalmente alheios à história, em mundos próprios. Aliás, eles podem se considerar uma exceção, já que João Kleber, curiosamente, não participa de suas cenas - o apresentador está presente em praticamente todo o especial, que acaba soando mais como egotrip de sua parte - que faz imitações, posa de galã na chuva e exagera nas caretas - do que qualquer outra coisa. Diretor do programa, Alexandre Frota, que substituiu Marcelo de Carvalho em seu papel, surge mais comedido e comprometido com o papel. A direção, no entanto, forçou a barra em atores falando diretamente para a câmera, encheu linguiça com inúmeras tomadas da cidade e apelou, mostrando mulheres de fio dental na varanda ou desfilando pelo cenário numa remissão involuntária aos desfiles de lingerie do "Superpop".

A cenografia é pobre. A casa da cartomante vivida por Sonia Abrão, por exemplo, tinha um buraco negro no lugar de porta, que, em outra sequência, surgia ali, do nada. No quesito atuação, Luciana Gimenez, infelizmente, não convenceu como empregada doméstica. Mas podem-se destacar os trabalhos de Sônia Abrão, Rodrigo Capella, Micheli Machado e Pedro Manso - subaproveitado em sua hilária imitação de Agnaldo Timóteo. Se a Rede TV! pretende mesmo investir em dramaturgia é bom que ela olhe atentamente para seus inúmeros problemas. Deve começar contratando quem saiba escrever uma história com cadência e coerência, para começar. Investir no básico. Para ficar ruim, "Cortiço Treme Treme" ainda tem de melhorar muito.

R7




Band vai para a Justiça contra Danilo Gentili




Depois de perder Sabrina, no Pânico, que terá sua multa rescisória paga pela Record, emissora que a contratou, a Band deve acionar Danilo Gentili judicialmente por tê-la trocado pelo SBT. Ele teria deixado vários compromissos pendentes com a antiga emissora para assinar o contrato com sua nova casa. O caso do apresentador está sob os cuidados do departamento jurídico da Band para que sejam tomadas as medidas cabíveis, de acordo com a colunista Vivian Masutti, da Folha de São Paulo.

A emissora também deve definir o futuro do programa Agora É Tarde, que continua em sua grade, na próxima semana. Depois de surgirem boatos de que a substituta de Gentili seria Dani Calabresa, agora, alguns setores da emissora pensam em resgatar Rafinha Bastos para ocupar o posto. Já Gentili está pensando na formação da equipe de seu novo programa. No Twitter, ele postou que adoraria que Moacyr Franco fizesse parte dela. “É a cara dele aquela posição de honra”, escreveu, referindo-se ao papel que, na Band, era de Marcelo Mansfield.

Com exceção de Mansfield, que teria “pulado fora em cima da hora”, todo o grupo que dava suporte ao apresentador no Agora É Tarde também assinou contrato com o SBT, o que inclui os humoristas Léo Lins e Murilo Couto, a banda Ultraje a Rigor e a assistente de palco Juliana Oliveira. Mesmo no SBT, o programa de Gentili deve continuar com o mesmo formato do Agora É Tarde e vai ocupar o horário que já pertenceu a Jô Soares no passado. Inclusive, Gentili será concorrente direto do apresentador agora. “Já estou me preparando para isso. Mandei fazer um terno com o tecido da cortina da casa da minha mãe e comprei um bongô para tembém entrar no ar fingindo que sei tocar”.

Justificativas

Esta semana, Gentili finalmente comentou sua saída da Band. De acordo com ele, a emissora queria reduzir o programa e cortar salários da equipe, enquanto o SBT ofereceu o contrário. “Foi uma decisão dificílima e que me tirou bons dias de sono. Tenho muito respeito e carinho pela Band, porém, as circunstâncias que a emissora acenava para o nosso futuro lá não pareciam tão boas. Coincidentemente, na mesma época, o SBT apareceu com propostas diametralmente opostas ao cenário que se levantava para a gente no Grupo Bandeirantes”, declarou, em entrevista ao IG.

Para o apresentador, a tradição do SBT também contou na hora da decisão. Desta forma, ele classificou a proposta da emissora como “irrecusável”, como admitiu em entrevista ao UOL. Por isso, o apresentador acredita que vai ter que se esforçar mais. “As piadas que eu faço, os quadros, tudo isso precisa ser melhorado. Se estamos indo para uma emissora maior e mais gente vai nos ver, a gente precisa afinar muito mais, lapidar o que tem feito”, afirmou ao UOL. Sobre o possível processo da Band contra ele, Gentili apenas disse que está tranquilo e que sua saída foi feita da forma mais clara e honesta possível.

Paraná-Online




Band tira programa da gaveta no verão




O período do verão será marcado por algumas estreias na tela da Bandeirantes. A partir da próxima segunda-feira, 6, a emissora coloca no ar o reality “Quem Quer Casar Com Meu Filho”, que terá a função de preencher as noites de segunda-feira enquanto a equipe do CQC está em férias.

Apesar de inédita, a atração está gravada desde 2012. Comandado por Adriane Galisteu, o programa mostrará as tentativas de mães dispostas a encontrar um par perfeito para seus filhos. Os episódios mostrarão cinco famílias de estilos diferentes. Quatro mães buscarão uma nora para os filhos heterossexuais enquanto outra tentará encontrar o genro perfeito para o filho homossexual.

Ao longo dos dez episódios do reality, cada um dos rapazes terá de avaliar os preferidos entre dez concorrentes. A cada semana, algumas e alguns dos participantes são eliminados, tendo como ajuda principal, obviamente, a opinião da sogra. No episódio final, quando restar apenas um participante, os rapazes deverão dar a sentença, colocando um anel (que representa o amor verdadeiro) na candidata – ou candidato – escolhidos ou nas próprias mães (no caso de preferirem continuar solteiros).

Séries também são apostas de sucesso

Além do reality, a emissora também apostará nos seriados estrangeiros para atrair a atenção dos espectadores na faixa noturna. Quatro produções fazem sua estreia na tela da Band nos próximos dias. Nessa quinta-feira, 2, entrou no ar Como Eu Conheci Sua Mãe (How I Meet Your Mother). A série, de grande sucesso no mundo, será exibida de segunda á sexta-feira, às 21h30.

As noites de terça-feira foram reservadas para o seriado Justiça Implacável (True Justice), que irá ao ar às 22h30 e para a série de suspense e terror Uma História de Horror Americana (American Horror Story), que será exibida às 23h30. Já nas quartas-feiras, a emissora dará espaço á série Filhos da Anarquia, que será exibida à 0h30.

Para as quintas, a Band reservou o produto que já faz parte de sua grande: a terceira temporada de The Walking Dead.

Meio e Mensagem


Share this post


Link to post
Share on other sites
JoelJunior15

Nossa, que lote de notícias!

Quanto às duas últimas notícias é o seguinte:

Acho frescura a Band render essa história. Se o contrato foi cancelado, e o SBT pagou a rescisão não têm direito de reclamar mais nada.

E quanto ao programa da Galisteu já estava mais do que na hora. Mesmo que o formato não me agrade nenhum pouco, ela falava tanto no "Muito Mais", que no mínimo deixava curiosidade.

Edited by EuAmoOFabricio

Share this post


Link to post
Share on other sites
Biia*~*

Eu não sabia que a RedeTV! fez este especial de fim de ano. Deve ter ficado hilário pra não dizer péssimo, e eu ri do que falaram do roteiro e da atuação de João Kleber, primeiro com o apelido de "egotrip" que o definiu perfeitamente e pooow, no "Voce na TV",enrola milhões quando podia ser mais direto. Mas neste cortiço ele foi mais direto quando podia ser mais enrolado...algo assim >_<

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gabriel Maciel

Eu não sabia que a RedeTV! fez este especial de fim de ano. Deve ter ficado hilário pra não dizer péssimo, e eu ri do que falaram do roteiro e da atuação de João Kleber, primeiro com o apelido de "egotrip" que o definiu perfeitamente e pooow, no "Voce na TV",enrola milhões quando podia ser mais direto. Mas neste cortiço ele foi mais direto quando podia ser mais enrolado...algo assim >_<

http://www.youtube.com/watch?v=-3CA2djc72E

Aqui o especial completo, Biia.

Eu vou confessar que ri de tão trash e sem sentido que ele foi, mas a Rede TV precisa de produtos assim, mesmo que seja mal feito, o especial deu 1 ponto em plena noite de ano novo e ainda empatou com o SBT deixando a emissora da Anhanguera em quinto.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Usagi White

Hoje em dia,algumas coisas de tão ruim fazem sucesso. :D

Eu não vi. E não me interessa ver.

Dizem que ainda tem gente que acredita que Casos de Família e o programa de João Kleber(eu acho que é "Você na TV",mas não tenho certeza então me corrijam se eu estiver errada) são tudo verdade e não armação.

Edited by Usagi chan

Share this post


Link to post
Share on other sites
Alan1509

NOTÍCIAS

Record corta cenas de sangue e sexo e transforma série “Spartacus” em série bíblica

47 minutos atrás por Aaron Racanicchi
spartacus+nova+temporada.jpg

Sexo gay em “Spartacus”

A Record promoveu uma série de cortes na série “Spartacus” que teve sua estreia na noite do último domingo (05) na tela da emissora. Segundo o site do colunista Daniel Castro, a emissora realizou uma série de cortes na série que foi exibida após às 23h.

O canal teria cortado duas das principais características do enlatado: sangue e sexo. Isso porque, todas as cenas de lutas e as mais picantes foram simplesmente cortadas.

O sangue na versão original que é farto e em câmera lenta, foi praticamente dizimado. A emissora exibiu batalhas e golpes, porém cortou justamento o momento que o sangue espirava. Desta maneira, o subtítulo “sangue e areia” da primeira temporada (2010) perdeu o sentido.

Com os diversos cortes, a Record transformou “Spartacus” praticamente em uma série bíblica, inclusive pode-se ressaltar algumas referências visuais de “José do Egito” (2013) à produção norte americana.

A emissora ainda cortou do primeiro episódio, uma cena na qual a cabeça de um soldado é degolada. Diálogos também foram cortados. Também não foram ouvidos nenhuma das palavras presentes na série referente ao órgão da mulher: “Vou f… a sua mulher”, presentes em overdose na versão na integra.

“Spartacus” tem homossexualidade explícita e já no primeiro episódio foi cortada uma rápida passagem em que uma escrava beija o seio de outra mulher, imagina então quando vierem as cenas de sexo entre homens.

Edited by Alan1509

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gabriel Maciel

''Spartacus'' é uma série bem macabra mesmo, ainda não entendo o porquê da Record ter a comprado, estão jogando dinheiro fora. CSI tem mais sangue ás 21h do que a Record fez ás 23h, que é um horário quase irrestrito á regras do Ministério da Justiça.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Biia*~*

Concordo plenamente >_<

Nunca vi esta série, mas que tipo de audiencia vão conseguir? Só se for milagrosamente do Planeta Marte -qqqqq

Share this post


Link to post
Share on other sites
Clark Kent

Quanta viadagem. <_<

Será que vão fazer cortes em Breaking Bad? Pois tem algumas cenas fortíssimas de morte. :)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Don_aCHiles

Báh, pra que comprar a série se não a exibem na íntegra? Que ridículo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
JoelJunior15

Se a Record já sabia como era, não devia nem ter comprado...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Biia*~*

Báh, pra que comprar a série se não a exibem na íntegra? Que ridículo.

Record açougueira =P

Share this post


Link to post
Share on other sites
Clark Kent

Pelo ibope! Globo mira no ineditismo e acerta na estratégia do SBT

NOvaleapenadowalcyrCAPA.jpg

Ontem a Globo surgiu com uma iniciativa inédita. A partir de semana que vem, duas novelas serão exibidas no Vale a Pena Ver de Novo. Primeiro entrará no ar os momentos finais de “O Cravo e a Rosa”, e logo em seguida entrará coladinho a primeira semana de “Caras & Bocas”. O comercial da emissora destaca o quanto isso é inédito e especial, mas será que é verdade?

Como até mesmo alguém com graves problemas de memória já deve ter observado, essa é exatamente a mesma estratégia usada desde sempre pelo SBT na promoção de suas novelas, colando o final de uma trama de sucesso na sucessora. E não é a primeira vez que a Globo copia a emissora de Sílvio Santos, porque as chamadas nas propagandas da emissora estão cada vez mais parecidas com o estilão descontraído das vinhetas da emissora mais feliz do Brasil.

Embora a estratégia seja realmente boa (a Globo não é nem louca de perder a audiência elevada de “O Cravo e a Rosa”, superior à de “Joia Rara” e “Além do Horizonte”), analisando friamente não passa de uma derrota amarga para o telespectador. Isso porque fará com que, durante uma semana, tenhamos três novelas de Walcyr Carrasco exibidas simultaneamente na mesma emissora (isso porque estamos excluindo o “Sítio do Pica-pau Amarelo” na Cultura, também do autor).

Com uma repetição excessiva de programas, inclusive do mesmo autor, já podemos começar a dizer que a Globo deu mais um passo em seu processo de SBTização.

Tribuna Hoje

Share this post


Link to post
Share on other sites
Biia*~*

Eu nem percebi >________________________<

E não me lembro do SBT fazer isto, não me lembro mesmo

Podemos dizer que a Globo está saindo de sua mansão para morar em uma Quitinete xD

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...