Jump to content
Sign in to follow this  
Alan1509

Ebola

Recommended Posts

Alan1509

Tópico para a discussão do vírus ebola, o vírus perigoso e incurável que está se espalhando rapidamente pela África Ocidental

NOTÍCIAS

Americano infectado com ebola na África chega aos EUA

2014-738090873-20140730164101811afp.jpg_

Em foto antiga, o médico Kent Brantly aparece em atendimento na África

Um porta-voz da Força Aérea americana afirmou que um paciente infectado com o vírus do ebola na África chegou na base aérea militar que fica nos arredores de Atlanta e está sendo levado para um hospital na cidade. Informações apontam que se trata do médico Kent Brantly.

O tenente-coronel James Wilson também afirmou que este é o primeiro americano a chegar e que mais um outro também será transportado.

Na manhã deste sábado, um grupo missionário que atua na África afirmou à agência Associated Press que um avião transportando o médico Kent Brantly deixou a região.

Dois americanos estão gravemente doentes. A informação oficial é que ambos devem ser tratados no hospital da Universidade de Atlanta. Kent deve chegar no centro médico ainda neste sábado em um jato particular equipado com uma cápsula especial para transportar pacientes com doenças altamente infecciosas. O segundo infectado deverá ser transportado nos próximos dias.

É a primeira vez que alguém com o vírus do ebola é levado para o continente americano. O tratamento será feito em uma das mais sofisticadas unidades de isolamento hospitalar do país. Jornalistas já estão no hospital a espera da chegada de Kent e ainda não há a presença da polícia no local. Autoridades norte-americanas estão confiantes que os pacientes podem ser tratados sem colocar a população do país em risco.

O hospital tem seu próprio equipamento para testar amostras, o que evita que substâncias saiam do local. Além disso, há uma cuidadosa divisão das unidades como forma de prevenção.

A outra americana que será transferida é Nancy Writebol, que participou de ajudas humanitárias em um hospital liberiano. Ambos os casos foram descobertos semana passada.

AUTORIDADES AFIRMAM QUE TEMOR É INJUSTIFICADO

Autoridades explicaram que o temor de uma epidemia de ebola nos Estados Unidos é totalmente injustificado.

"É importante que não deixemos o medo do desconhecido se sobrepor a uma abordagem racional de controle de qualquer doença infecciosa", afirmou Barbara Reynolds, porta-voz do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), envolvido no processo de transferência dos pacientes, em entrevista por e-mail ao "Washington Post". Ela pediu à população que reclamava nas redes sociais sobre a chegada dos doentes que tivesse "compaixão pelas pessoas dos Estados Unidos que se voluntariaram para ir à África Ocidental ajudar a combater a maior epidemia de ebola da História".

Barbara informou ainda que o avião usado é capaz de transportar em segurança até mesmo quem sofre de doenças transmissíveis pelo ar, o que não é o caso do ebola. A febre hemorrágica é transmitida somente pelo contato direto de mucosas (olho, nariz e boca) com fluidos corporais de pessoas doentes.

"Lembrem-se de que o ebola não é transmitido pelo ar como muitas outras doenças letais são. Outra coisa: o ebola só é transmitido por pessoas que já mostram sinais da doença. Nós continamos trabalhando com a OMS e outras agências federais para proteger a saúde dos americanos aqui e no exterior", escreveu a porta-voz na sexta-feira.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ViniCH

Eu tenho medo dessa praga chegar aqui no Brasil...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Usagi White

Espero que não se torne uma Pandemia com foi aquela gripe espanhola e a gripe H1N1.

Só seriamos infectados se fosse por algum africano que veio aqui,na copa por exemplo.

Não sei pq acho dificil alguém do Brasil ir lá para a África. Ainda tem gente que tem esse conserto de que a África é um país triste cheio de doenças,pobreza e selvagem.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Alan1509

NOTÍCIAS

Risco de ebola propagar-se para Brasil é baixo, segundo Ministério da Saúde

Não há nenhum caso suspeito ou confirmado da doença no país. Anvisa e Ministério recomendaram mais rigor em fiscalização de aeroportos.

ebola_1.jpg

O risco de propagação do ebola para o Brasil é considerado baixo, de acordo com o Ministério da Saúde. Em nota divulgada nesta sexta-feira (1º), a pasta afirmou que não há nenhum caso suspeito ou confirmado da doença no país. A infecção, altamente letal, matou 729 pessoas desde fevereiro, de acordo com balanço divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quinta-feira.

“Como o Ebola é transmitido pelo contato direto com sangue, secreções, órgãos e outros fluidos corporais de pessoas ou animais infectados, a transmissão para outros continentes é considerada como pouco provável”, afirma a nota do Ministério da Saúde.

As infecções estão concentradas na República de Guiné, em Serra Leoa e na Libéria. A Nigéria também registrou um caso. De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério da Saúde, se um passageiro viajando para o Brasil a partir de um desses países apresentar sintomas durante o voo, a tripulação deve contatar o aeroporto de destino, onde uma equipe de vigilância sanitária deverá avaliá-lo e determinar a conduta a ser adotada.

A assessoria de imprensa afirma, ainda, que não há um plano de contingência específico para o ebola. Mas, se um caso for identificado no país, o governo deve recorrer ao Plano de Resposta às Emergências em Saúde Pública, que determina as medidas a serem adotadas em situações de epidemias e desastres. Até o momento, a OMS não fez restrições a voos nem orientou o fechamento de fronteiras por causa da epidemia.

Nesta sexta-feira, o ministro da saúde, Arthur Chioro, afirmou que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Secretaria de Vigilância em Saúde fizeram recomendações aos controles de fronteiras no Brasil, apesar de não haver reforço de fiscalização em locais como portos e aeroportos.

"Não houve nenhum reforço. Apenas a nossa Secretaria de Vigilância em Saúde e a Anvisa, responsáveis pela fiscalização em aeroportos e portos, fizeram recomendações para que nossos fiscais sejam ainda mais rigorosos e fiquem mais atentos", disse o ministro.

Risco não é zero, mas é muito baixo

Segundo o infectologista Pedro Tauil, do Comitê de Doenças Emergentes da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), ainda é difícil avaliar os riscos de chegarem casos da doença no país. “Sabe-se muito pouco sobre a epidemiologia da doença, não se pode dar afirmativa categórica sobre se ela pode se espalhar pelo mundo ou não. Pode haver casos esporádicos de um viajante infectado viajar para outro país.”

O infectologista Bruce Hirsch, do North Shore University Hospital, nos Estados Unidos, afirmou à Reuters que a fase de maior transmissibilidade do vírus ocorre quando os pacientes estão em estágio terminal, com sangramentos internos e externos e vômito e diarreia intensos. Nessa fase da doença, o paciente já está próximo da morte e provavelmente muito doente para viajar, o que reduz o risco de propagação da doença para outros continentes.

“É possível, é claro, que uma pessoa pense que está com uma gripe, entre em um transporte e só então desenvolva os sintomas mais graves. Essa é uma das coisas que nos preocupam”, disse o especialista, em uma entrevista por telefone à agência. “O risco (de propagação do ebola para a Europa ou para a América) não é zero, mas muito baixo”, completou.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ViniCH

Felizmente, pelo menos nesse quesito espero que a justiça do Brasil preste.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tony Nelson

Espero que seja baixo mesmo a chance dele se propagar pra cá, tanto pros outros países da América.

Triste o médico lá ajudar tanta gente a ficar vivo e poder acabar morrendo por causa da Ebola. Literalmente dando a vida no seu trabalho.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Chambón

''Tópico para a discussão do vírus ebola, o vírus perigoso e incurável que está se espalhando rapidamente pela África Ocidental''

Nem um pouco desesperador. Podemos dormir tranquilos com os pés fora do cobertor hoje.

Share this post


Link to post
Share on other sites
chavesmaniaco1002

é bem dificil vir pra cá, a não ser que tenha muita negligencia pra chegar e se espalhar acho que estamos a salvo..por enquanto..

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tony Nelson

''Tópico para a discussão do vírus ebola, o vírus perigoso e incurável que está se espalhando rapidamente pela África Ocidental''

Nem um pouco desesperador. Podemos dormir tranquilos com os pés fora do cobertor hoje.

Parece sinopse de filme :P -q

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ramyen Matusquela

NOTÍCIAS
Vírus Ebola Pode ter chegado a Nova Iorque

Homem que esteve recentemente no oeste africano apresentou sintomas típicos da infecção pelo vírus que causa a epidemia

Um homem recém chegado do oeste africano apresentou febre e sintomas gastrointestinais que poderiam ser do vírus ebola, que mata 90% dos infectados e já atinge vários países africanos. Segundo informações do New York Times, o homem está sendo examinado em no hospital Mount Sinai, em Manhattan, em uma área de isolamento.

Segundo o porta-voz do hospital, todos os passos para manter seguros os pacientes, visitantes e profissionais do hospital estão sendo tomados.

O porta voz do New York City Health and Hospitals Corporation afirmou que o alerta de segurança foi elevado ao último grau.

O ebola já matou cerca de 900 pessoas dos 1.300 registros de infectados nessa epidemia.

IG

Edited by Ramyen

Share this post


Link to post
Share on other sites
ViniCH

Apenas 1300 com ebola? Pensei que era mais...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Chad'

Sendo que "apenas" 900 dos 1300 morreram...

Share this post


Link to post
Share on other sites
ViniCH

Mas eu pensei que era algo do tipo 1 milhão de pessoas...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Alan1509

NOTÍCIAS
Nigéria confirma segundo caso de ebola

Médico teria atendido liberiano-americano que morreu em Lagos no mês passado

2014-739331078-20140804120603661ap.jpg_2

ATLANTA - As autoridades de saúde da Nigéria confirmaram nesta segunda-feira o segundo caso de ebola no país mais populoso da África. Outras oito pessoas que ajudaram a tratar um liberiano-americano que morreu da doença em Lagos no mês passado foram colocadas em quarentena.

“Um dos médicos que atendeu a vítima liberiana-americana teve resultado positivo para o vírus Ebola”, disse o ministro da Saúde Onyebuchi Chukwu em Abuja, capital da Nigéria, e complementou que ele está sendo tratado em uma instalação isolada.

Chukwua afirmou ainda que 62 pessoas que entraram em contato com o falecido liberiano-americano, Patrick Sawyer, estão sendo monitoradas por sintomas da doença.

Sawyer, um consultor do Ministério das Finanças da Libéria, estava doente no momento em que ele chegou em Lagos da capital da Libéria, no mês passado. Ele disse aos funcionários do hospital que pensou que estava sofrendo de malária dois dias antes de os médicos confirmarem que ele tinha ebola. Ele morreu no dia 25 de julho.

Autoridades nigerianas treinaram técnicos de laboratório e funcionários públicos a como entrar em uma casa e buscar o vírus. Em quatro dias, eles transformaram um prédio abandonado do governo em uma unidade de isolamento. Em uma semana, conseguiram encontrar e ligar para pessoas que possam ter tido contato com Patrick Sawyer.

Quando o governo recebeu a lista de passageiros do voo de Sawyer, estava faltando informação de contato de 18 dos 48 passageiros no voo. A companhia aérea rastreou os passageiros entrando em contato com os funcionários que reservaram o voo, e o governo da Nigéria descobriu outros acionando as embaixadas locais. Por sorte, o avião estava cheio de trabalhadores do governo que estavam a caminho de uma conferência, então era mais fácil para os diplomatas encontrarem.

Uma equipe de profissionais de saúde ligaram para as pessoas com a notícia que eles poderiam ter ebola. "Você está se sentindo febril?", foi a pergunta de abertura da ligação, conforme Oluwakayode Oguntimehin, um secretário permanente de Lagos, disse ao "The Wall Street Journal".

O surto da doença levou os presidentes da Libéria e da Serra Leoa a ficarem em casa esta semana, em vez de participarem de um encontro entre cerca de 50 líderes africanos e o presidente dos EUA, Barack Obama, em Washington.
Edited by Alan1509

Share this post


Link to post
Share on other sites
Alan1509

NOTÍCIAS
Paciente infectado com vírus Ebola chega à Espanha

2014-08-07T131330Z_900644018_GM1EA871MP4
O missionário Miguel Pajares, que contraiu o Ebola, chega à Espanha

O último paciente europeu infectado com o vírus Ebola chegou nesta quinta-feira (7) à Espanha para ser tratado, de acordo com o Ministério espanhol da Defesa. A epidemia está se agravando no oeste da África. A Libéria decretou hoje estado de emergência e os médicos da Nigéria interromperam a greve iniciada no dia 1° de julho.
O missionário Miguel Pajares Martin, 75 anos, aterrissou na base aérea de Torrejon de Ardoz, perto de Madri, por volta das 8h. Uma outra missionária também estava a bordo do Airbus 310 militar, mas, aparentemente, não contraiu o vírus. O responsável da secretaria de Saúde de Madri, Francisco Javier Rodriguez, declarou que, se isso for confirmado, ela não precisará ficar internada. Já o missionário tem febre, mas não apresenta hemorragias.

O avião é equipado para evitar o contágio da tripulação. O coronel que dirigiu a operação de repatriamento disse que os meios para transportar os doentes eram escassos e eles foram obrigados a cobri-los com roupas especiais. Em Madri, os dois missionários foram levados para o hospital em uma cápsula hermética, em duas ambulâncias diferentes. Ambos estão em uma área isolada para proteger os outros pacientes.

Segundo o governo, outros países, como a França, entraram em contato com a Espanha para saber qual protocolo estava sendo aplicado. Uma das principais medidas é evitar o contato direto com o doente, já que o Ebola é transmitido pelo sangue ou suor, caso o paciente apresente sintomas.

Nigéria experimenta novo tratamento

A Espanha prefere não utilizar o tratamento experimental proposto por cientistas americanos, que está sendo aplicado pela Nigéria com bons resultados. O secretário da Saúde da região de Madri disse que o soro não será usado "sem provas científicas." Os médicos nigerianos suspenderam hoje uma greve iniciada há um mês para atender novos casos.

A Libéria decretou estado de emergência por 90 dias na madrugada desta quarta-feira. A presidente Ellen Johnson Sirleaf estima que o avanço da doença "exige medidas extraordinárias." A epidemia de Ebola, a mais grave desde o surgimento do vírus, já deixou mais de 930 mortos, a maior parte na Libéria, Guiné e Serra Leoa, além de dois na Nigéria.

Diante da gravidade da situação, o comitê da OMS (Organização Mundial da Saúde) que avalia as normas sanitárias internacionais está reunido desde quarta-feira para determinar se a epidemia constitui uma ‘’emergência de saúde pública de alcance mundial.’’

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...