Jump to content
Sign in to follow this  
Bugiga

Fanfics e Remakes

Recommended Posts

caiochmaniaco2008

irei postar minha 1ª fanfic aki ateh semana ki vem pq num terminei de escrever

o nome eah:

Um Festival de Regressos!

Sinopse: Ano: 1993:

Dona Florinda recebe uma carta dizendo que Quico ira voltar! Junto com Quico virao novas SURPRESAS!

Aguardem....

Share this post


Link to post
Tiago

Chaves: Um Baile na Vila

Chaves©,Quico(Q),Seu Madruga(SM),Dona Florinda(DF),Dona Clotilde(DC),Prof. Girafales(PG),Seu Barriga(SB) e Seu Furtado (SF).

Ano: 1974

Chaves chega com seu bilboquê e chega Quico com um bem maior

e então eles resolvem fazer um Campeonato:

Q:Vamos fazer um Campeonato

C:Zás,Zás e eu ganhava tudo e ...

Q:Então tá,começa você

C:Vai ver como jogam os prifissionais

Q:ahã

C:Ganha quem não perde

Q:Mas é claro!

C:então eu jogo e ...

Q:Cale-se,cale-se que me deixa louco!

então Seu Furtado aproveita que Quico se distrai com seu bilboquê e rouba sua bola.

Q:Mamãããeee

DF:o que foi tesouro ?

Q:roubaram a minha bola

DF:ah

Q:Acho que foi uma bruxaria da Bruxa do 71!

DF:ah tesouro,só pode ser uma pessoa

Dona Florinda vai na Casa de Seu Madruga e dá um tablefe

SM:Mas o que que eu fiz ?

DF:Roubou a bola do Quico

SM:Eeeu,olha minha senhora,posso ser vagabundo mas nunca vou roubar e nem voltarei a fazer

SM:Isso é típico de um ladrão profissional

DF:é o que parece,nossa,já pensou o perigo que estamos correndo se tiver um ladrão de verdade aqui na vila!

SM:Calma,tive uma idéia,se me permite ?

DF:Fala

SM:Porque não fazemos uma festa pra animar,creio que com isso o ladrão não vá aparecer

DF:é uma boa idéia

então estão todos reunidos ali na vila:Chaves,Quico,Dona Florinda,Dona Clotilde,Seu Madruga,Prof. Girafales e Nhonho.

lá na festa Dona Clotilde começa a dar umas investidas

DC:Como vai drudru,está sozinho!,não quer dançar ?

SM:Ai caramba,não Dona Clotilde,agora não!

enquanto isso as crianças aprontam:Chaves,Quico e Nhonho,estão brincando de esconde - esconde,e Chaves se esconde debaixo da mesa e na hora de se levantar derruba a mesa

SM:CHAVES!

C:foi sem querer querendo!

SM:Só não te bato porque estamos numa festa!

Mais uma vez Dona Clotilde se aproxima de onde está sentado o Seu Madruga

DC:e agora não vai querer dançar

SM:está bem

então eles começam a dançar

então todos começam a elogiar e falar que um nasceu para o outro

DF:Que belo casal!

PG:Um casal perfeito

Q:Hahihihahihi

SM:Querem parar.a gente só dar dançando

chega o Seu Barriga e também fala

SB:Parabéns para os dois pombinhos

SM:Quer parar!

só que Senhor Barriga tinha recuperado a bola do Quico,mas antes que ele falasse isso,as pessoas interpretarem que ele era o ladrão,e todos batem no Sr Barriga.

isso vocês podem conferir também pelo meu blog,mas como sei que muita gente não visita ele,coloquei aqui.

Share this post


Link to post
Misterpom

TÍTULO: Um Marido Em Apuros

Roteiro: Mister Pom

Elenco:

Roberto Gómez Bolãnos - Chapolin

Carlos Villagrán - Sr. Carlos Gutierrez

Ramon Valdez - Policial

Maria Antonieta de Las Nieves - Vendedor de balas

Florinda Meza - Sra. Florinda Gutierrez

BLOCO 1:

Madrugada. Carlos Villagrán chega de uma partida de futebol dos casados contra os solteiros, de madrugada. Os amigos do time adversário fazem piada, dizendo de que "desta vez" a mulher dele irá matá-lo. Gabam-se de serem solteiros e "livres" e daí vão embora. Desesperado pela perspectiva de receber um tremendo esporro de sua esposa e que isso arruine seu casamento, ele chama pelo Chapolin.

Carlos: Oh, quem poderá me defender?

Chapolin: Eeeeu!

Carlos: O Chapolin Coloraaaado!

Chapolin: Não contavam com minha astúcia!

Carlos: Que bom que chegou, Chapolin Colorado!

Chapolin: Posso saber porque me chamou?

Carlos: É que não quero ficar solteiro.

Chapolin estranha e olhar esquisito para Carlos.

Chapolin: Está me estranhando? Porque se me chamou pra essas coisas, eu vou embora agora mesmo!

*Risadas*

Carlos: Não Chapolin, você não tá entendendo! É a minha esposa!

Chapolin: Eu sou sua esposa? Andou bebendo?

*Risadas*

Carlos: Não, digo ... eu não quero ficar solteiro da minha esposa!

Chapolin: Ah, claro. Suspeitei desde o princípio. Me diga, o que levaria sua esposa a te deixar assim, sem mais nem menos, como cachorrinho abandonado?

Carlos: Sabe o que é, Chapolin? É que eu estava jogando futebol com meus amigos e ela deteeeesta quando eu jogo futebol com meus amigos! Ela fica com uma raaaaiva, principalmente quando eu chego atrasado! E o pior é que essa já é a ...

Carlos começa a contar os dedos das mãos. Quando termina de contar seus dedos, começa a contar os dedos do Chapolin, que só o observa incrédulo. Pára por um tempo e fica pensando consigo mesmo, até que é interrompido.

Chapolin: E então?

Carlos: Perdi a conta.

*Risadas*

Chapolin: Bem, isso não vem ao caso! A questão é que sua mulher não gosta que você jogue futebol e volte de madrugada, não é isso?

Carlos: Sim, Chapolin. *triste*

Chapolin: Entendo, entendo. O que ainda não entendi como eu posso te ajudar com isso. Sabe como diz o ditado! Em briga de marido mulher, sempre apanha o mais fraco! Digo, em briga de marido e mulher, quem usa colher é porque ... deve estar com muita fome mesmo ... ou então está usando a colher como arma, porque afinal a colher ... bem você entendeu!

*Risadas*

Carlos: Sim, sim! Está vendo esta casa?

Carlos aponta pra sua casa.

Chapolin: Sim, bonita casa. Vai comprar?

*Risadas*

Carlos: Essa é a minha casa, Chapolin! Está vendo que as luzes estão apagadas?

Chapolin: Sim.

Carlos: Então, minha esposa deve estar dormindo e eu preciso da sua ajuda para entrar em casa sem que minha esposa perceba.

Chapolin: Claro.

Carlos: Está vendo aquela janela aberta? Ela dá para o banheiro! Eu quero entrar por aquela janela e pra isso preciso da sua ajuda.

Chapolin: E por que você não simplesmente entra pela porta da frente, como todo mundo?

Carlos: Porque a cadela da minha mulher pode latir e acordar a vizinhança inteira!

Chapolin: Mais respeito com a sua mulher!

*Risadas*

Carlos: Não, Chapolin! Me refiro à cadelinha de estimação da minha esposa! Se eu entrar pela porta, ela vai fazer um barulhão!

Chapolin: Entendi. Então é melhor começamos a trabalhar, certo?

Carlos: Certo, Chapolin! Me dá pé!

Chapolin: Como?

Carlos: Me dá pé!

Chapolin: E ficar perneta? Não, obrigado!

*Risadas*

Carlos: Me dá pé para que eu alcance a janela, homem! Não vê que sozinho não dá para alcançar a janela?

Chapolin: Suspeitei desde o princípio. Tudo bem, suba aqui.

Chapolin e Carlos ficam debaixo da janela. Chapolin junta as mãos de forma que Carlos posa pisar nelas e subir até a janela, mas Carlos não alcança.

Carlos: Ai, Chapolin! Levanta mais! É muito alta!

Chapolin: Estou tentando, não está vendo? Você tá muito gordo!

Subitamente, um policial aparece, começa a apitar. Carlos e Chapolin tomam um susto e Carlos cai no chão.

Ramon: Parados aí, seus malfeitores!

Carlos: Perdão, meu amor! Eu juro que essa foi a última vez! Eu prometo que vou voltar a jogar só pôquer de novo!

*Risadas*

Chapolin e o policial observam Carlos.

Chapolin: Seu burro, não vê que é um policial que quer te prender?

Carlos: Um policial? Ufa, que alívio! Pela barulho, achei que era a voz da minha mulher!

*Risadas*

Música de final de bloco.

- - - - - - -

BLOCO 2:

Música de início de bloco.

Ramon: Se rendam! Vocês estão presos por tentar assaltar a residência do Sr. e da Sra. Gutierrez!

Carlos: Mas como, homem, se eu sou o Sr. Gutierrez?

Ramon: Não interessa, vocês estão tentando invadir a casa e ... como disse?

Carlos: Eu disse que sou o Sr. Gutierrez, dono desta casa!

O policial se aproxima de Carlos e o reconhece

Ramon: Mil perdões, Sr. Gutierrez! A essa hora e com a iluminação da rua, não dá pra ver muito bem, afinal você sabe muito bem como ...

Carlos: Tá tá tá tá! Me ajudem a levantar!

O policial e o Chapolin ajudam Carlos a se levantar.

Policial: Alguém pode me explicar o que está acontecendo aqui?

Carlos: Ora, não está vendo que estou tentando entrar na casa pela janela?

Policial: E por que você não simplesmente entra pela porta da frente, como todo mundo?

Chapolin: Outro!

*Risadas*

Carlos: Se eu entrar pela porta da frente, a cadelinha de estimação vai latir e acordar minha esposa! E se ela me pega de novo voltando pra casa atrasado ...

Carlos faz gesto e barulho de pescoço sendo cortado

Policial: Entendi, claro.

Chapolin se dirige ao policial

Chapolin: Chega de perder tempo. Nos ajude aqui. Eu levanto ele e você me levanta.

Ramon: De acordo, Chapolin! Vou tentar ajudá-los!

O policial levanta Chapolin, que levanta Carlos.

Carlos: Isso, continuem! Estou quase alcançando!

Um vendedor de balas aparece, gritando bem alto.

Maria Antonieta: OLHA A BALA! OLHA A BALA!

Todos caem no chão de susto.

*Risadas*

Depois de 5 segundos, todos se levantam.

Chapolin: Silêncio! Está nos atrapalhando!

Maria Antonieta: Atrapalhando quem?

Carlos: Não vê que estou tentando entrar na minha casa, menino?

Maria Antonieta: E por que você não simplesmente entra pela porta da frente, como todo mundo?

Ramon: Outro!

Chapolin: Olha, dá o fora daqui!

Maria Antonieta: Vocês vão comprar bala?

Todos juntos: NÃO!

Maria Antonieta: Tudo bem, então. Se é assim ...

Chapolin e o policial se juntam pra tentar mais uma vez levantar Carlos até a janela.

Maria Antonieta: OLHA A BALA! OLHA A BALA!

Todos tomam susto de novo e caem no chão.

*Risadas*

Todos se levantam.

O vendedor de balas nota a presença do Chapolin.

Maria Antonieta: Chapolin Colorado?

Chapolin: Sim! Por que não se cala?

O vendedor comenta de forma triste.

Maria Antonieta: Bem, Chapolin ... eu sou muito pobre ... e preciso vender doces para sobreviver.

Carlos: Tudo bem, tudo bem! Mas precisa fazer todo esse escândalo? Toma, eu compro todas as suas balas.

Carlos entrega uma nota de 100 para o vendedor, que fica muito feliz.

Maria Antonieta: Muito obrigado, Sr.! As balas são muito deliciosas, tenho certeza que o Sr. vai gos...

Carlos: Tá tá tá tá! Vamos, deixe a gente continuar aqui o que a gente tava fazendo!

Todos se organizam mais uma vez pra tentar ajudar Carlos a subir na escada, enquanto o vendedor de balas conta o dinheiro.

A câmera passa a mostrar os 3 embaixo da janela.

Carlos olha pra Chapolin

Carlos: Vamos lá Chapolin, só mais um pouquinho!

Chapolin olha para o policial e diz

Chapolin: Vamos guarda, só mais um pouquinho!

O policial olha pro vendedor de balas e diz

Guarda: Vamos lá vendedor, só mais um p..... deixa pra lá ...

*Risadas*

Carlos: Consegui, Chapolin! Já estou com os dedos aqui na janela! Só mais um pouco!

O vendedor retira um pacote do seu bolso da calça.

Maria Antonieta: OLHA MAIS BALA! OLHA MAIS BALA!

Todos caem de susto mais uma vez.

*Risadas*

Maria Antonieta: Não querem bala? Vocês devem estar cansados, uma bala cairia bem!

Todos se levantam e o policial se dirige ao garoto.

Ramon: Escuta aqui, garoto. Você está vendo esse revólver aqui?

Maria Antonieta: Sim, sim.

Ramon: Então, ele tem MUITAS BALAS e eu estou pensando agorinha mesmo em dar todas pra você! O que acha, hein?

O vendedor percebe com a ameaça.

Maria Antonieta: Não, Sr. guarda bonitinho! Mas que coisa linda que é essa guarda! Eu já estou de saída, minha mãe está me chamando! Toma, pode ficar com as balas por conta da casa!

*Risadas*

O vendedor de balas entrega uma dezena de caixas com balas para o policial, tiradas de seu bolso.

Ramon: Melhor assim ...

Maria Antonieta: Tchauzinho, viu? Mamãe!

O vendedor de balas sai correndo.

O policial olha para Carlos e para Chapolin:

Ramon: Pronto ... alguém aí quer bala?

*Risadas*

Música de fim de bloco.

FIM DO BLOCO 2

- - - - - - -

BLOCO 3 (FINAL)

Música de início de bloco.

O policial e Chapolin continuam tentando erguer Carlos até a janela, sem sucesso.

Ramon: Eu não aguento mais. Tô exausto!

Chapolin: Claro! Estamos a meia hora tentando e você fica aí balançando feito cachorro com dor de barriga!

*Risadas*

Ramon: Vou lá prender alguns bandidos que é mais fácil. Adeus!

O policial vai embora.

Carlos: É Chapolim, acho melhor eu desistir.

Chapolin observa Carlos enquanto ele fala.

Carlos: Acho melhor eu encarar os fatos. Minha mulher vai brigar comigo e romper nosso noivado! Mas isso não é justo, Chapolin!

Chapolin: Mas é claro que não!

Carlos ganha confiança.

Carlos: Será que é certo uma mulher ter assim controle do que um homem faz ou deixa de fazer mesmo na sua hora de lazer?

Chapolin: Mas é claro que não!

Carlos: Será que um pobre homem que trabalha todos os dias de sol a sol não tem direito de jogar seu sagrado futebol aos domingos sem ser incomodado?

Chapolin: Mas é claro que não!

*Risadas*

Chapolin: Digo, mas é claro que sim! E digo mais, você vai bater nessa porta e quando ela atender, você vai mostrar a ela quem é que o homem da casa!

Carlos: Isso mesmo, Chapolin! Você é o máximo!

Chapolin: Não contavam com a minha astúcia!

Carlos bate à porta. Ninguém atende. Carlos bate mais uma vez na porta. Ninguém atende. Carlos bate pela terceira vez. Ninguém atende.

Chapolin: Nossa, sua esposa dorme que nem uma porta, hein?

*Risadas*

Carlos: Não entendo, Chapolin! Normalmente ela acorda até quando um fio de cabelo cai no chão!

Carlos olha pro lado.

Carlos: Veja, Chapolin! A minha esposa vem aí!

Chapolin: Nossa!

A Esposa aparece e Carlos se esconde atrás do Chapolin. Ela tira a chave da bolsa e dá de cara com o Chapolin em frente à porta.

Florinda: Desculpa, casa errada.

*Risadas*

Florinda se vira, anda um pouco, depois pára e reconhecer o Chapolin.

Florinda: Chapolin Colorado! Você por aqui?

Chapolin: Sim ... e esse idiota atrás de mim é o SEU marido.

Florindo: Meu marido? Carlos, é você?

Carlos: Não. Sou outro, querida!

*Risadas*

Florinda: Carlos, o que está fazendo escondido atrás do Chapolin Colorado?

Carlos: Ai, querida ... é que ... é que ...

Carlos percebe a situação invertida.

Carlos: Querida? O que VOCÊ está fazendo essa hora da madrugada fora de casa?

Florinda fica sem jeito.

Florinda: Bem, é que ... é que ... bem ... eu ...

Chapolin: E então?

Florinda: Bem, é que eu saí pra jogar vôlei com as minhas amigas. He he he.

*Risadas*

Chapolin e Carlos se entreolham furiosos e se aproximam da esposa e o começam a questioná-la.

Chapolin: E por onde esteve?

Carlos: Estamos te esperando esse tempo todo!

Chapolin: Onde já se viu uma coisa dessas?

Carlos: Um desrespeito com a gente!

*Risadas*

Música de fim de episódio.

O áudio nesse ponto já é bem baixinho e vai desaparecendo (fade out), só dando pra entender mais ou menos o que eles dizem.

FIM DO BLOCO 3

FIM DO EPISÓDIO

CRÉDITOS

Quem puder ler dar opinião, agradeço. Tentei ser o mais "realista" possível, considerando as limitações impostas pela época e o tempo mínimo de um episódio. Se curtirem, pretendo escrever mais quando tiver tempo livre. Vi que tem muitas fanfics de Chaves. Gosto mais de Chapolin.

Abraço.

Share this post


Link to post
Doutor Chapatin

Muito bom esse do Chapolin. Ri bastante. Vou ver se tento fazer uma fanfic do Chapolin.

Share this post


Link to post
Misterpom

Valeu pelo feedback, Doutor Chapatin! Vou ver se escrevo outros!

Abraço!

Share this post


Link to post
Lucas F T

Brevemente vou fazer um remake de "Vamos todos a acapulco". Esse remake será uma versão de 1989. Toda a saga em apenas um episódio de 40 minutos! Não percam!

Share this post


Link to post
Victor235

Brevemente vou fazer um remake de "Vamos todos a acapulco". Esse remake será uma versão de 1989. Toda a saga em apenas um episódio de 40 minutos! Não percam!

Literalmente já pode nos convidar pro batizado (o post vai completar 9 meses) rs

---

PS: subi mesmo, o pessoal tava querendo um tópico pras fanfics novas

Share this post


Link to post
Chandler

Quer ajuda pra fazê-la, Lucas FT? :D

Share this post


Link to post
Don_aCHiles

Muito bom os fanfics do pessoal.

Eu tava escrevendo "Vamos todos a Canc*n" com o elenco inteiro.

Share this post


Link to post
Chandler

Eu ainda tenho que fazer a minha.

Vou fazer "Um Fotógrafo Amador Trabalhando como Profissional", "A Despedida do Quico", "A Despedida do Seu Madruga" e "Natal na Casa da Dona Clotilde".

E, se Lucas FT ainda estiver pensando em fazer o remake de Acapulco, eu posso ajudá-lo. :P

Share this post


Link to post
Lucas F T

Eu ainda tenho que fazer a minha.

Vou fazer "Um Fotógrafo Amador Trabalhando como Profissional", "A Despedida do Quico", "A Despedida do Seu Madruga" e "Natal na Casa da Dona Clotilde".

E, se Lucas FT ainda estiver pensando em fazer o remake de Acapulco, eu posso ajudá-lo. :P

Cara ja tinha esquecido! :P

Intão sei lá acho que vou fazer essa fanfic. Fique disponivel pois acho que prescisarei de ajuda :joia:

Share this post


Link to post
Chandler

Cara ja tinha esquecido! :P

Intão sei lá acho que vou fazer essa fanfic. Fique disponivel pois acho que prescisarei de ajuda :joia:

Beleza! \o/

Share this post


Link to post
Victor235

Estou pensando em fazer uma também, mas estarei um pouco ocupado nos próximos dias

Share this post


Link to post
Gustavo-CH

Chaves

Chaves, Chiquinha, Quico e Nhonho estão brincando de amarelinha no pátio principal da vila, quando é a vez de Quico, Chiquinha vai até a escadaria e se senta; parecendo estar preocupada com alguma coisa:

Chaves: O que foi Chiquinha? Por que não vem brincar de “aramelinha” com a gente?

Chiquinha: É que eu estou preocupada.

Chaves: “Peocuprada” com o que?

Chiquinha: Com meu papi... Ta acontecendo algo estranho.

Quico para de pular amarelinha e vai se juntar à conversa:

Quico: Só agora você foi notar que ta acontecendo algo de estranho com seu pai? [risadas de fundo]

Chiquinha: Não é isso, idiota! É que, hoje mais cedo, a bruxa do 71 entrou lá em casa com algumas coisas de fazer comida e até agora não saiu de lá!

Nhonho: E o que tem de mal isso? Quanto mais comida, mais pança satisfeita!

Chiquinha: Se ela estiver preparando um feitiço pro meu pai?

Chaves: Pela cara dele já fez um feitiço há muito tempo, não? [risadas de fundo]

Chiquinha: Não que eu saiba.

Nhonho: Se for assim, eu vou pedir pro meu pai pagar a bruxa do 71 para ela fazer um feitiço no Seu Madruga para que ele pague suas dividas! [risadas de fundo]

Chaves: E se ela estiver cozinhando o Seu Madruga?

As crianças começaram a ficar amedrontadas, ainda mais porque já estava escurecendo:

Nhonho: Acho que vou pra minha casa...

Chiquinha: Não Nhonho, você vai ter de ficar até resolvermos o mistério.

Quico: Sim, o mistério do chimpanzé e da bruxa!

Chiquinha: O que!?

Quico: O mistério do Seu Madruga e da Dona Clotilde.

Chaves: Eu acho que vou dar piri-paque...

O menino do oito começou a se retorcer, mas Nhonho rapidamente lhe jogou água por uma tigela:

Chaves: Por que fez isso, gordo?

Nhonho: É que você já estava ficando hipopotamizado.

Chaves: Você vai ver, Nhonho!

Nhonho: Ver o que, hein? Ver o que, hein?

Chaves foi para bater no filho de Seu Barriga, porém Nhonho evitou lhe dando uma baita barrigada:

Chaves: Você vai ver na saída...

Nhonho: Que vou ver na saída o que!!!

Chiquinha: Vamos resolver esse mistério logo... Um de nós terá de entrar em minha casa e ver o que está acontecendo...

Quico, Chaves e Nhonho: Eu não vou!

Todas as crianças estavam com muito medo, teriam de fazer alguma coisa para saber quem entraria primeiro:

Chiquinha: Já sei! Cada um fala um número!

Chaves: 14!

Quico: 14!

Chiquinha: É um número diferente, Quico!

Quico: Mas, você pediu pra todos falarmos um número e não um número diferente. [risadas de fundo]

Chiquinha: O que você tem de burro, você tem de burro!

Nhonho: Quem não quer entrar primeiro fala: EU NÃO!

Primeiro Nhonho falou e depois Chiquinha e logo após Chaves, Quico foi o último que disse, então era ele quem teria de entrar. O menino foi devagarzinho até a casa de Seu Madruga e entrou de fininho, dando um grito; assustando as outras crianças:

Chaves: O-o que será que aconteceu com o Qui-Quico?

Nhonho: E você acha que nós sabemos?

Chiquinha: Será que a Bruxa do 71 fez algum feitiço nele?

Nhonho e Chaves: Aaaai!!!!

Chaves: Mas, nele funcionou muito rápido...

Nhonho: Claro, do jeito que é medroso e besta. [risadas de fundo]

Chiquinha já estava farta e queria logo desvendar o tal mistério:

Chiquinha: Querem saber? Eu vou entrar!

A menina, sem mais nenhum receio, entrou em sua casa, não sendo acompanhada por nenhum dos garotos. Nhonho e Chaves, do lado de fora, sentiram um delicioso odor no ar:

Nhonho: Hmm... Que cheiro delicioso.

Chaves: Cheiro?

Nhonho: Sim, não sente?

Chaves: Claro, veja...

O menino do barril, parecendo querer que Nhonho visse algo, se sentou no chão. Fazendo Nhonho acha-lo um idiota, mas não se importou e preferiu saber de onde estava vindo o cheiro, até que percebeu que vinha da casa de Seu Madruga:

Nhonho: Vou entrar na casa do Seu Madruga!

Chaves: Não vá, Nhonho!! Quem sabe esse cheiro não pode ser da Dona Clotilde que assou a Chiquinha?

Nhonho: Mas, não tem cheiro de carne... Tem cheiro de... hm... Vou entrar e descobrir.

Chaves: Não!! Não!!

O gordinho entrou na casa, e assim como as outras duas crianças, não saíram mais:

Chaves: O Chapolin Colorado sempre ensinou que devemos lutar contra os nossos medos! Eu sou uma criança, mas posso muito bem lutar contra a bruxa do 71 por mais que ela me lance uma de suas bruxarias.

Quando Chaves entrou na casa de Seu Madruga, viu que todos estavam bem:

Chaves: Espera... Por que você tinha gritado Quico?

Quico: Porque quando eu entrei me assustei com a cara do Seu Madruga.

Chaves: E por que o Nhonho sentiu um cheiro delicioso quando a Chiquinha entrou em sua casa?

Dona Clotilde: Porque eu havia terminado de fazer o bolo, ora!

Chaves: E cadê o bolo?

Nhonho: Quando entrei, terminei de comer o último pedaço...

Chaves: O último... Pe... Pipipipipipipipi!!!

E assim termina o episódio, gostaram?

Share this post


Link to post
Usagi White

Eu tava fazendo uma do Chapolin...mas não acabei por falta de ideias.Quando tiver eu coloco.

Eu fiz um remake de "animas proibidos" versão 80,mas depois eu coloco.

Também queria fazer uma de Pancada Bonaparte...mas por enquanto só tenho as piadas prontas na minha cabeça e não me acorra roteiro nenhum.Ç__Ç

Edited by Pópis-Iara

Share this post


Link to post

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...