Jump to content
Sign in to follow this  
Victor235

Com quantos anos você deu seu primeiro beijo?

Recommended Posts

Don CHelipe

Se eu não quiser beijar, problema meu. Ora, tem muitas outras coisas legais na vida além disso. E não fico todo o dia na frente do PC, Chelipe, caso isso tenha sido direcionado a mim. Mas também não me socializo muito, meu círculo de amizades tem um nível intelectual baixo, não consigo manter um diálogo realmente interessante.

Eu mesmo, tenho poucos amigos, aqueles de confiança, e nem por isso sou infeliz ..

Cara, eu nem tenho muito o que falar, pra mim pessoas que não vivem são estranhas, pessoas que não se socializam, que não experimentam a vida, mas, a vida é de cada um e no final dela é que você percebe que poderia ser muito mais feliz se a tivesse vivido. Sugiro que assista o filme clássico: Curtindo a vida adoidado. Sem comentários adicionais.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gabriel Maciel

O ruim disso de usar o PC demasiadamente, é que a vida passa, e você continua sentado na cadeira vendo ela passar numa tela.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruce Dubber

O computador nada mais é do que um hobby, não devemos fazer dele nosso meio de vida. :joinha:

Mas, sou BV. :P

Share this post


Link to post
Share on other sites
Chambón

No meu caso, nem é tão por falta de socialização, é mais pela minha alta timidéz e também porque sei que ainda não estou preparado para isso...

E vou de [2] no SF: ''meu círculo de amizades tem um nível intelectual baixo, não consigo manter um diálogo realmente interessante.

Eu mesmo, tenho poucos amigos, aqueles de confiança, e nem por isso sou infeliz ..''



Share this post


Link to post
Share on other sites
Clark Kent

É normal jovens ficarem fissurados o dia todo no computador, eu conheço muuuuuita gente da minha idade assim, (inclusive eu :P). Mas com os estudos, trabalho e mais reponsabilidades que virão pela frente creio eu que isso passa.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Victor235

O que tem de mais beijar outra pessoa? Por acaso isso "não é de Deus"? Beijar "corrompe" as pessoas?

Acho que não tem nada a ver uma coisa com a outra. A pessoa pode acreditar em Deus, ser religiosa e beijar... Nestes eventos (leia abaixo), a tal "Operação Desgrude" não permite beijos nem entre casais.

NOTÍCIAS
Sem álcool nem pegação, baladas gospel adotam funk e axé para varar madrugada
Por Clarice Sá - iG São Paulo | 09/12/2013 06:00 - Atualizada às 09/12/2013 14:47
Equipes especializadas atuam para evitar beijo de casais. Versos adaptam som das ruas aos ensinamentos da igreja, como o sucesso "Passinho do Abençoado"

Três mil jovens se reúnem para dançar ao som de batidão no Rio de Janeiro até as 6h. Em São Paulo, música eletrônica bomba na pista agitando seis mil pessoas, a maior parte delas com idade entre 16 e 26 anos. As baladas investem também em funk, axé, hip hop, black music e forró. Tudo gospel. Versos como “Graça Maravilhosa” ou um remix de “Paz do Senhor” são entoados pelo público. Eles não rebolam até o chão, não ingerem álcool e, quando formam casais, não podem "se amassar" na pista. A ideia é curtir a noite sem ferir os preceitos cristãos.

60l54hv2m2x30fbdsm3wi0z5s.jpg
Gospel Night só termina as 6h. Foto: Divulgação

Para beber, refrigerante, energético e coquetel sem álcool. Pegação, nem pensar. A equipe da chamada “Operação Desgrude” fica de olho nos casais mais assanhados. “Se beijar, a gente vai lá e separa.” conta o DJ Marcelo Araújo, do Ministério Voz de Deus. Pioneiro deste tipo de balada, ele organiza há 15 anos a Gospel Night, que acontece de três em três meses no Melo Tênis Clube, na Penha, zona norte do Rio de Janeiro. "A proposta é se divertir sem se corromper. Não se embebedar, não ter que dançar até o chão, nem ter que andar com roupa sensual para chamar a atenção de alguém e ter um encontro naquela noite. Não precisa ficar com 500 pessoas na noite só para se animar."

Passinho do Abençoado
O som é pop e não poupa ninguém. A banda de axé DOPA, por exemplo, foi fundada em 2007 e contou com a produção de um dos percussionistas de Ivete Sangalo. Músicos do Parangolé e Harmonia do Samba também já participaram das gravações do grupo. As letras, no entanto, têm sempre conteúdo religioso. O hit “Vai se converter” traz os versos “Tira onda de crentão/ quem vê pensa que ele é santo” e investe no refrão “Vá se converter/ senão o inimigo envergonha você”.

No funk, um dos hits é o “Passinho Abençoado”, de Tonzão, ex-integrante do grupo Os Havaianos, que aposta na versão gospel da dança: “O mistério é profundo/acho bom ficar ligado/quando ver o pretinho mandando/o passinho do abençoado. Qual é o cumprimento do crente? Paz do senhor”. No mesmo estilo, Adriano Gospel Funk fala de paquera: “A embalagem é bonita/ Mas tenho que analisar/ Se for de Deus, eu abraço/ Se não for, chuta que é laço”. O DJ Emerson MK, de Campo Grande, aposta no eletrônico como meio de conquistar a juventude. Um dos remixes do álbum recém-lançado “Jesus é Vida” traz entre as batidas uma forte crítica ao consumo de drogas ilícitas: “O diabo é maconheiro e o inferno é um gigantesco bagulho aceso.”

“DJ Pastor na área”
Além do cardápio musical gospel, mesa de bilhar, fliperama, torneio de basquete de rua e competição de videogame esquentam a noite na Comunidade Evangélica Crescendo na Graça, no Itaim Paulista, zona leste de São Paulo. Todo último sábado do mês, o DJ Pastor comanda as picapes há 13 anos, com uma coleção de canções que chega perto dos 4 mil hits nacionais e internacionais.

Quem criou a igreja há mais de dez anos foi o próprio DJ, que atende também por Anderson Dias Barbosa. Ele é de família evangélica, mas se afastou da vida religiosa na juventude justamente para poder sair para dançar. É isso o que ele oferece hoje.

O custo de R$ 5 ajuda a financiar o projeto Rei das Ruas, criado há três anos para ajudar no tratamento de dependentes de drogas que frequentavam a festa - e eram proibidos de consumir drogas no local. Segundo o pastor, mais da metade dos frequentadores não são evangélicos. "A balada não tem o intuito de convertê-los, mas de levá-los a pensar", diz ele.

“Em um determinado momento, tem uma palavra. ‘Olha bróder, vou falar para você hoje de uma parada, um cara que morreu por você, pela sua mãe’, e acaba atingindo um objetivo nosso que é fazer o cara refletir sobre a palavra de Deus”, conta Barbosa. Depois da pregação, a pista continua aquecida. A festa vai das 23h até as 4h. Para o ano que vem, o plano é organizar a primeira rave gospel, com 22 horas de som sem parar e criar a radioweb Balada Gospel.

Micareta gospel
É também uma igreja que abriga a maior balada gospel do Brasil. Seis mil pessoas participaram da Sky na sede da Renascer, na Mooca, zona leste de São Paulo. A festa rola há seis anos e também agita pistas de Jundiaí e Guarulhos há dois e pode ser levada para o Nordeste. A balada costuma contar com três bandas e tocar todos os estilos. “Nosso foco principal é trazer essa galera que não é evangélica para curtir o evento”, conta Alexandre Ricardo Pereira, um dos organizadores. Este junho deste ano, a Renascer organizou, também na sede da Mooca, a primeira Moocareta, uma micareta gospel que deve ter mais uma edição em 2014.

Críticas
Ainda que haja controle rígido em relação ao consumo de álcool e os próprios frequentadores evitem trajes e danças sensuais, este tipo de evento é alvo de críticas de grupos religiosos e fiéis tradicionais. “Há uma certa repressão. Tem pastores que proíbem os membros de participar”, diz Pereira. Ao ouvir uma crítica, o DJ Marcelo Araújo, do Ministério Voz de Deus, costuma convidar o autor para sua festa. “A gente encara a música como louvor a Deus. Eles passam a olhar com outros olhos quando ouvem as letras. Todas têm mensagens totalmente evangélicas”, conta o pastor Neto Marotti, baixista e líder da banda DOPA. “Vai pecar por quê?”, diz o hit “Quem Ama Espera”, parte da campanha da Renascer contra o sexo antes do casamento.

http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2013-12-09/sem-alcool-nem-pegacao-baladas-gospel-adotam-funk-e-axe-para-varar-madrugada.html
(mais fotos no link)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Professor Baratinha

Não sei por que raios esses crentes se metem a imitar as festas mundanas

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
JoelJunior15

Não sei por que raios esses crentes se metem a imitar as festas mundanas

Pois é né? Se é pra seguir uma coisa, que siga de verdade! E não ficar em cima do muro.

É igual aquele ditado que fala: "É igual o crente Raimundo. Um pé na Igreja, e o outro no mundo". :muttley: :muttley: :muttley:

Edited by JoelJunior15

Share this post


Link to post
Share on other sites
Don_aCHiles

Estava me lembrando desse tópico e agora tenho que revelar uma coisa:

Com 12.
Foi mais por experiência...

Isso foi mentira minha, perdi meu BV com 17 e com minha atual namorada.

Porém, isso de ser BV sempre escondia de todos. Porém vi depois que não tinha pra que me envergonhar disso, mais precisamente depois que comecei a namorar. Contei pra ela a verdade (ela gostou muito inclusive), contei pra uns amigos e agora estou contando aqui.

Imaginem: Ninguém, ninguém mesmo sabiam disso antes.

Não acho certo contar algo aqui que não é verdade, então essa é a verdade pessoal. Não contei antes creio que por ter vergonha, tem gente que fala abertamente sobre isso, eu não, não conseguia. Hoje vejo que é muita besteira, ser BV não é doença.

E na real, perder com alguém que se gosta não tem coisa melhor, não mesmo. Por fim, valeu muito ter esperado.

Se tem alguém daqui que era que nem eu, não se envergonhe disso. :ohok:

EDIT: Contei pra ela e pra esses meus amigos faz tempo já, aqui eu não me lembrava se tinha dito ou não a verdade.

Edited by Don_aCHiles
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Clark Kent

Aquiles abrindo o jogo kkkkk

Eu falei a verdade, foi com 6 anos mesmo, foi uma troca de gosma horrível asusahuasuashuaashue e ainda minha mãe viu :/

  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Victor235

Mas você sabia o que era?

É isso aí, Aquiles, parabéns pela atitude.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
gustavo lins

14 anos,foi com a minha primeira namorada, a primeira vez não foi legal,na primeira tentativa eu bati o dente no dela :duh:, só depois na segunda tentativa é que rolou direito

Share this post


Link to post
Share on other sites
João A pão de ló!

Beijo de prima vale??? :v

Se não valer, eu ainda não tive essa oportunidade... :(:cry2: e tô com 17 anos kkkkkk

Essa é a vida minha gente. :P

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruce Dubber

Beijo de prima vale??? :v

Se não valer, eu ainda não tive essa oportunidade... :(:cry2: e tô com 17 anos kkkkkk

Essa é a vida minha gente. :P

Acho que vale, hein. Maioria aqui já pegou ou pensa em pegar uma prima. hsuahsuasha

Share this post


Link to post
Share on other sites
Victor235

Acho errado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...