Jump to content
Sign in to follow this  
Raphael

SBT

Recommended Posts

Cleberson
Declarações polêmicas de ator causam discussão generalizada no 'Fofocalizando'

Os apresentadores Lívia Andrade, Leão Lobo, Chris Flores e Leo Dias bateram boca ao opinarem no Fofocalizando desta segunda-feira (04/11/2019) sobre a recente polêmica plantada pelo ator Juliano Cazarré ao refletir sobre o papel da masculinidade na formação de crianças.

Com opiniões controversas, os quatro bateram boca e foi preciso colocar panos quentes. Leo Dias concordou com parte das opiniões do ator, enquanto os demais apresentadores conderam o posicionamento.

"Além da força física, ele colocou como exemplo para o ser humano. É muito mais grave. Isso tá completamente errado", disse Lívia criticando a opinião do ator global. "Eu acho que é importante, não é fundamental, como não é fundamental a importância de uma mãe", acrescentou Leo Dias.

Discordando do colega, Chris Flores rebateu com doçura. "A figura paterna pode ser exercida por uma mulher brilhantemente", afirmou.

"Todo mundo tem direito a ter um pai e uma mãe", disse interrompendo a opinião da colega que continuou. "É tão importante o homem saber chorar, ele tem que poder ter sentimentos", diz.
Acuado, Leo Dias reiterou sua opinião impopular soltou o verbo. "Parece que eu sou do contra, só não sou certinho, politicamente correto como vocês", disse.
"Não, a gente te respeita muito", disse Chris.

"A gente não tá tacando pedra, não está te atacando, o que a gente não pode é tornar isso uma proporção gigantesca, tornar isso completamente agressivo. É importante a sua opinião, a do Leão, de quem tá em casa", encerrou Lívia.

PRONUNCIAMENTO

O ator Juliano Cazarré voltou a usar as redes sociais nesta segunda-feira (4) para se defender de críticas.
Ele levantou um debate sobre o papel do homem na família, que segundo ele é indispensável, ao passo que alguns usuários das redes pontuaram que as famílias chefiada por mulheres, sem a tradicional figura masculina, são quase a maioria no Brasil — correspondente a 32,1 milhões de domicílios, ou 45% do total, segundo dados atualizados do IBGE.
"Fiz um post de um gorila protegendo sua família e me chamaram de machista, fascista e taxidermista. Uma turma começou a me atacar e o bagulho foi parar na internet e no Twitter. Ouvi dizer que até o Fefito falou mal de mim no Morning Show. Imediatamente apareceram milhares de pessoas com bom senso mandando comentários de apoio. Meu número de seguidores aumentou. Isso só prova que muitas pessoas concordam e estão ansiosas em ouvir o óbvio. Homens: cuidem de suas famílias. Grande dia", disse ele. 

Fonte: https://contigo.uol.com.br/noticias/tv/declaracoes-polemicas-de-ator-motiva-discussao-generalizada-no-fofocalizando.phtml

Leo Dias revolta a web ao falar que mulheres não podem exercer determinadas funções

leo-dias-e-livia-andrade-no-fofocalizand

Na edição desta segunda-feira (4) do Fofocalizando, o formato falou sobre Juliano Cazarré, que causou polêmica na web ao falar no Instagram sobre masculinidade, dizendo que ela não se trata de uma construção social e que “faz do mundo um lugar mais seguro”.

Gabriel Cartolono, Chris Flores, Lívia Andrade e Leão Lobo discordaram da opinião do astro, enquanto Leo Dias foi favorável. O colunista ainda disse que mulheres não podem ser garis ou pedreiras por uma questão de força física.

“Por isso homens não competem com mulheres na Olimpíada”, exemplificou o jornalista. “Te provo e te garanto com exemplo vivo que a mulher pode”, rebateu Lívia, que seguiu divergindo com o colega de produção.

Nas redes sociais, a opinião de Leo Causou revolta. “Leo Dias falando mer** no programa. Alguém avisa ele que as mulheres hoje em dia são fortes suficientes e capacitadas para qualquer trabalho, seja ele físico ou não”, comentou um internauta.

Veja:

https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/noticia-da-tv/2019/11/leo-dias-revolta-a-web-ao-falar-que-mulheres-nao-podem-exercer-determinadas-funcoes?utm_source=Twitter&utm_medium=social&utm_campaign=TW-obsdatelevisao

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Cleberson

SBT ANUNCIA NOVO REALITY SHOW DE FUTEBOL

O SBT e a LCA ENTERTAINMENTS & SPORTS acabam de fechar parceria para a produção do reality “Uma Vida, Um Sonho”. A atração será comandada por Glenda Kozlowski e tem previsão de estreia entre os meses de maio e junho de 2020, indo ao ar nas manhãs de domingo. O programa contará com a participação de 22 jovens, com idades entre 18 e 20 anos, que sonham com uma carreira no universo do futebol. O público será o responsável por definir os vencedores em cada edição, ao vivo. O grande campeão do reality terá a oportunidade de entrar em um grande clube da Europa.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Cleberson
Justiça livra SBT de pagar multa milionária por fazer Maisa Silva chorar

A juíza Juliana Baldini de Macedo, da Justiça do Trabalho em Osasco, julgou improcedente uma ação civil pública movida pelo MPT (Ministério Público do Trabalho) contra o SBT desde 2017. A sentença foi assinada na última segunda-feira (4), e com ela a emissora se livrou do risco de pagar uma multa de R$ 10 milhões.

A ação pede a condenação do SBT por danos morais coletivos que teria causado por constranger e até agredir fisicamente três de suas funcionárias: a assistente de palco Milene Regina Uehara, a Milene Pavorô, a jornalista Rachel Sheherazade e a apresentadora Maisa Silva.

O reencontro serviria para Maisa e Dudu fazerem as pazes, mas o caldo entornou de vez. A atriz não suportou ver o apresentador no palco e caiu no choro. Para o procurador do Trabalho Gustavo Accioly, Maisa "sofreu grave constrangimento diante da violação de sua privacidade, intimidade e honra, caracterizando lesão aos direitos da personalidade, mediante abuso do poder hierárquico e discriminação do gênero feminino pela forma de tratamento dispensado".

O Ministério Público do Trabalho já estava de olho na programação do SBT. Desde o ano anterior, negociava a assinatura de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) em que a emissora se comprometeria "a não permitir, tolerar ou submeter seus empregados a situações de ofensas pessoais, xingamentos, humilhações, desrespeito, situações vexatórias ou condutas que implicassem desrespeito à pessoa humana".

A tentativa de TAC foi motivada por uma gravação do Programa do Ratinho em que o apresentador chutou uma caixa de papelão que se movia pelo cenário. O chute furou o papelão e teria atingido a nuca de Milene Uehara, que estava dentro da caixa. O programa alegou que tudo não passou de uma encenação. Para o MPT, houve agressão física e humilhação.

Como o SBT rejeitou o TAC, o procurador Accioly juntou o caso de Milene Pavorô ao de Maisa Silva. E incluiu ainda Rachel Sheherazade, que levou uma enquadrada de Silvio Santos no Troféu Imprensa daquele ano. O dono do SBT reclamou que a jornalista estava fazendo comentários políticos e deu um ultimato: "Se você quiser fazer política, compra uma estação de televisão e faz por sua conta".

Para o MPT, Sheherazade foi vítima de "tratamento desumano, depreciativo, constrangedor e discriminatório".

Adolescente com maturidade

Como não pode ajuizar ações em nome das supostas vítimas (dano moral individual), o Ministério Público age em nome do direito difuso (dano moral coletivo), aquele que diz respeito a toda a sociedade. Assim, os R$ 10 milhões que o SBT pagaria, se fosse condenado, iriam simbolicamente para todos os cidadãos. 

"Os atos praticados por esses apresentadores [Silvio Santos e Carlos Massa, o Ratinho] têm projeção difusa, que influenciam não apenas o conjunto de trabalhadores como também toda a sociedade com o mau exemplo e o grave constrangimento provocado", sustentou Gustavo Accioly.

A juíza Juliana Baldini de Macedo entendeu de forma oposta. "Nesse contexto, não há que se falar em dano moral coletivo, visto que para isto seria necessária demonstração cabal da existência de interesse inerentemente coletivo, difuso ou individual homogêneo, e não apenas um reflexo de suposta violação de direitos individuais", escreveu ela na sentença.

A magistrada também baseou sua decisão de inocentar o SBT nos depoimentos das "vítimas". Milene Pavorô disse que o chute de Ratinho não a atingiu e que fingiu ter chorado. À Justiça Trabalhista, Maisa Silva lamentou que muita gente não entendeu seu direito de não participar de uma "brincadeira", que ela não aceitaria a situação proposta por Silvio Santos "em nome do entretenimento".

Para Juliana Baldini de Macedo, tudo não passou de uma "verdadeira encenação artística", e Maisinha foi uma adolescente que agiu "com maturidade, se posicionou diante dos questionamentos e ataques nas redes sociais daqueles que tentaram repreender sua atitude [de rejeitar Dudu Camargo]".

"Não é demais frisar que grande parte da carreira de Maisa Silva foi construída ao lado de Silvio Santos, com gracejos mútuos", lembrou a juíza, que, por fim, não viu fatos "suficientes para demonstrar abuso do uso da liberdade artística ou de expressão capaz de ofender os direitos da personalidade das empregadas da parte ré [SBT]".

Cabe recurso da decisão. Procurado, o Ministério Público do Trabalho não se manifestou até a conclusão deste texto.

https://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/daniel-castro/justica-livra-sbt-de-pagar-multa-milionaria-por-fazer-maisa-silva-chorar-30681

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
E.R

:emosbt:

Conexão Repórter

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Cleberson

Tá faltando pauta pro Cabrini?

Não que a moça não mereça,  mais ne é um dos programas mais irrelevantes que já vi. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Homessa
Agora, Me Voy disse:

Tá faltando pauta pro Cabrini?

Não que a moça não mereça,  mais ne é um dos programas mais irrelevantes que já vi. 

Pensei o mesmo, mas imaginei que tenha sido pedido do SS.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Homessa
3 horas atrás, Me Voy disse:

Tá faltando pauta pro Cabrini?

Não que a moça não mereça,  mais ne é um dos programas mais irrelevantes que já vi. 

Poderia fazer um sobre o Liminha ou Luiz Ricardo, que têm muito mais tempo de SBT.

Edited by Homessa

Share this post


Link to post
Share on other sites
gustavo lins
4 horas atrás, Me Voy disse:

Tá faltando pauta pro Cabrini?

Não que a moça não mereça,  mais ne é um dos programas mais irrelevantes que já vi. 

Eu acho que alguns programas como esses são encomendas do Silvio.

Share this post


Link to post
Share on other sites
E.R

https://f5.folha.uol.com.br/colunistas/cristina-padiglione/2019/11/nova-hierarquia-da-globo-vai-afetar-programacao-de-canais-e-plataformas.shtml

:emosbt:

Sem folga financeira, o SBT estuda com mais atenção propostas de parcerias com produtoras independentes em 2020.

Isso inclui a realização de formatos de reality shows da Endemol Shine e Formata, que já têm atrações na emissora, mas também propostas como o seriado “A Garota da Moto”, feita com a Mixer.

Share this post


Link to post
Share on other sites
E.R

https://natelinha.uol.com.br/televisao/2019/11/21/sbt-cogita-dar-ferias-ao-fofocalizando-e-casos-de-familia-em-janeiro-136990.php

O SBT cogita dar férias aos programas Fofocalizando e Casos de Família em janeiro, com o objetivo de descansar os dois formatos, que durante praticamente todo o ano de 2019 ficaram em terceiro lugar na audiência, atrás da Record, além de serem envoltos de polêmicas e críticas.

Segundo apurou o NaTelinha, esse estudo está sendo realizado e por enquanto as respectivas produções não foram informadas de qualquer decisão. Caso seja confirmada, o SBT esticaria o Bom Dia & Cia e resgataria o Cinema em Casa, clássica sessão de filmes que está fora da programação desde 2011. Além disso, novelas e séries da Nickelodeon também foram ventiladas.

A princípio, a mudança seria válida para janeiro, mas caso os programas tirem férias e a sessão de filmes consiga atingir bons índices, os retornos do Fofocalizando e Casos de Família seriam adiados. A extinção deles, ao menos por enquanto, não é ventilada.

Esta não seria a primeira vez que o Casos de Família tiraria férias. Em janeiro de 2011, o programa comandado por Christina Rocha teve um descanso para dar lugar ao mesmo Cinema em Casa, numa época que o SBT estreou sua programação de verão. Dois anos depois, tirou férias mais longas, de quase três meses, para que o canal estreasse o Quem Convence Ganha Mais.

Com dificuldades para emplacar na audiência e sofrendo sucessivas derrotas para a Record à tarde, o SBT tentaria fazer uma contraprogramação, exibindo filmes antes da Sessão da Tarde começar na Globo e prepara um pacote de filmes de apelo para o primeiro mês do ano. Além disso, se aproveitaria da fragilidade do Se Joga, da Globo.

O Cinema em Casa estreou no SBT em 1988 e começou como uma sessão noturna. Depois, no entanto, passou a ser exibida diariamente, dando trabalho à Globo com diversos filmes clássicos como A Hora do Pesadelo, Brinquedo Assassino, etc.

A atração saiu do ar de forma definitiva em 2011, quando a emissora já não tinha mais um acervo tão grandioso em filmes, que pudesse suprir a necessidade diária.

Procurado pelo NaTelinha, o SBT disse que nenhum dos programas sairá de férias.

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
rafaelch

Alguém consegue responder se é possivel visitar o acervo do SBT? 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Homessa

Creio que não.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Homessa

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
gustavo lins
10 horas atrás, rafaelch disse:

Alguém consegue responder se é possivel visitar o acervo do SBT? 

Depende, você conhece alguém de dentro do sbt?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Professor Inventivo
11 horas atrás, rafaelch disse:

Alguém consegue responder se é possivel visitar o acervo do SBT? 

Até mesmo pra quem trabalha lá o acesso é restrito.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...