Jump to content

QUADRINHOS & GIBIS


Victor235

Recommended Posts

  • Replies 7.4k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

  • Victor235

    3292

  • Ramyen Matusquela

    1228

  • Usagi White

    801

  • E.R

    325

E.R

EXYSBDwVAAAcngf?format=png&name=small
 

Chico Bento

EXYkqf4XkAIYRPQ?format=png&name=small
 

Penadinho

 

  • Like 1
Link to post
E.R

EXdk_cYWoAEicTv?format=png&name=small
 

Xaveco

EXdwgtmWoAEFCE9?format=png&name=small
 

Penadinho

  • Like 1
Link to post
Victor235
Em 08/05/2020 às 03:21, E.R disse:

EXdwgtmWoAEFCE9?format=png&name=small

Nem sabia que o Cremadinho se chama Zé :P 

Link to post
Victor235
IoUV7qo.jpg?1

aQ8TPWs.jpg?1

Tio Patinhas (Culturama) # 13, de abril de 2020, começa com histórias curtas. "Preocupação bissexta" mostra uma tradição da cidade de Patópolis e investe na ideia de Patinhas se mostrar "durão" na frente de Brigite e, ao mesmo tempo, fazer certos acenos para agradá-la. Nesta história também podemos ver o nome completo da pata, Brigite McBridge. Em um efeito de perspectiva, um desenho mostra Dona Cotinha como se ela estivesse chutando um helicóptero, que levantava voo metros atrás.

C1tiSoL.jpg?1

KfjEwCR.jpg?1

"O dia em que a Caixa-Forte caminhou" e "Questão de tração" apresentam ideias parecidas. Na primeira história, Prof. Pardal instala um novo sistema de segurança na Caixa-Forte que, ao interpretar que o enorme cofre estava sendo atacado, mudou-o literalmente de lugar. Na segunda história, por sua vez, Pardal instala propulsores de foguete sob a Caixa-Forte, o que faz o cofre sair "voando" por aí. No final da trama, Patinhas lamenta sobre uma grande quantidade de ouro em pó que perdeu, mas o pato poderia ter procurado outra alternativa, como buscar parte das partículas utilizando um helicóptero antes que as mesmas congelassem na tempestade.

NQItbqQ.jpg?1

"A grande corrida sem fim" é uma história que irá agradar os ciclistas, e traz um recurso interessante ao não revelar quem venceu o Tour de Calisota. Na página 34, podemos ver até mesmo um mapa da Calisota, com indicações como "Rio Tulebug". No gráfico de vendas da primeira página da história, acredito que "PAP" deveria ser "PMP", as iniciais do nome de Patinhas. Já no papel segurado por Batista na página 61, o tempo de prova de Van Pedalen aparece como "0:00".

-----

6LZng98.jpg?1

  • Like 1
Link to post

EX4ocOqWkAA3F8D?format=png&name=small
 

Cascão

EX2qZpdXgAMuVLE?format=png&name=small

Chico Bento

EX3aSejXQAA3Rqy?format=png&name=small

Penadinho

  • Like 1
Link to post
Victor235
NOTÍCIAS

0i92ypj.jpg?1

jD0UU3P.jpg?1

O chapéu e a roupa usados por Peninha na capa de Pato Donald (Culturama) # 13, lançado em abril de 2020, lembra a vestimenta do personagem Ranfrei Bogar. Com exceção de uma pequena história de seis páginas, esta edição dedicou-se integralmente à sub-série "A Patada", combinando com o brinde que os assinantes da Culturama receberam no mês de abril. Lembrando a antiga série "Quadrinhos do Peninha", a história "O biscoito arrasador" abre espaço para um quadrinho publicitário que teria sido publicado no jornal A Patada. Durante a leitura, também reparei na cor roxa das pálpebras dos patos e na última citação da palavra "conta", que, ao contrário das demais, não foi destacada em itálico como pedia o contexto.

0ascODV.jpg?1

Este número trouxe artigos traduzidos de Topolino (libretto) # 3340 (novembro de 2019), edição que também serviu de base para a capa do "Mickey" do mês. O primeiro artigo cita o Brasil e o personagem Gedeão, irmão de Patinhas.

OMnXCNG.jpg?1

O segundo artigo apresenta os personagens Disney como se praticamente todas as figuras do universo dos patos trabalhassem na redação de Patinhas, até mesmo Prof. Pardal ("criando e atualizando a seção de notícias online"), Maga Patalójika e Urtigão (que sempre nega entrevistas para a equipe de A Patada). Até os concorrentes do jornal de Gedeão aparecem no artigo. Na citação a Huguinho, Zezinho e Luisinho, soaria melhor "Meio Ambiente".

ULDYBOT.jpg?1

yfH8b6d.jpg?1

3x3dFtq.jpg?1

Na história "Jornalistas de Salto Alto", Donald aparece lendo um gibi do Mickey. Em duas páginas subsequentes, o carro de Donald aparece com tons diferentes. Na segunda página da história, Patinhas aparece com traços um pouco estranhos:

D2Ebfxe.jpg?131a

vOMbb8J.jpg?1
@Usagi White

Pensei que a placa de um carro que pode ser visto em "O Lírio das Montanhas" fosse uma referência a outra história dinamarquesa (D 34171), mas o Inducks não encontrou nenhuma HQ com este código.

SvKBB9z.jpg?1

  • Thanks 1
Link to post
Victor235
WnCOWKv.jpg?1

GsOKLai.jpg?1

gD9N8Oq.jpg?1

Dentre as edições de abril de 2020, destaca-se a capa de Mickey (Culturama) # 13, adaptada de Topolino (libretto) # 3340 (novembro de 2019). A edição trouxe para o Brasil o prólogo e a primeira história da sub-série "Topolino Giramondo" ("Mickey pelo Mundo"). Apesar da história ser recente, podemos ver nela a ilustração de um antigo GPS. Personagens diferentes, como o garotinho Lúcio, não foram cadastrados no Inducks. A história afirma que Mickey ficou "sete dias deslizando pelo grande rio". Contudo, anteriormente o rato havia mencionado "uma semana" como sendo o tempo total de toda a sua viagem. Na página 38, a interjeição "rá!" deveria ser substituída por "hã?!". Dez páginas antes, podemos ver os pés de Mickey Mouse:

QkVBaQ1.jpg?128/p. 26

3YWYSHa.jpg?1

No universo da história "A Tapeçaria de Rateux", os personagens Disney assumiram os seguintes nomes: Coronel Cintra (Normando Cintrald), João Bafo-de-Onça (Bafoldo, o Saxão), Fuinha (Fuinhuldo), Professor Intrigatão (Intrigato), Minnie (Minnie de Hastings), Clarabela (Clarabela de Brighton), Tudinha (Rainha Tudigonda), Mickey (Guilherme Mickin) e Horácio (Conde Horácio). A história mostra como são feitos tapetes a base de tear. Em dado momento, Mickey revela que "conseguiu abrir as calcetas". A palavra se refere a "argola colocada no tornozelo de um prisioneiro que se une à sua cintura através de uma corrente de ferro, ligando-o, por sua vez, a um outro prisioneiro".

ilqIJ67.jpg?1
-----

FyWSvXk.jpg?1

  • Like 1
Link to post

EYWNah9WoAEcNhg?format=png&name=small

Cebolinha

EYQ9Di-XYAgJ5Xk?format=png&name=small

Chico Bento

EYben0cXkAIfUzw?format=png&name=small

 

Penadinho
 

 

Link to post
Victor235
NOTÍCIAS

PrCB0ri.jpg?1

KrdF8Dw.jpg?1

KBcntAY.jpg?1

Em "A disputa pela Vila Rosa" (Aventuras Disney (Culturama) # 13, de abril de 2020), Patinhas demonstra interesse em conseguir objetos do gângster Al Chefone (paródia de Al Capone, que aqui também tinha certo interesse por música) para "devolvê-los à cidade em troca de um desconto nos impostos". Em histórias mais antigas, porém, o pato já se apropriou de tesouros que eram frutos de pilhagens e roubos sem precisar desta "justificativa". Nesta história vemos que a Vila Rosa, local cujas ruínas escondem os segredos de Fantomius, localiza-se em Roseiral, um distrito da zona rural de Patópolis. Donald consegue continuar com a titularidade do local devido a "uma velha lei de Calisota, jamais revogada". Pra quem não sabe, a vila deveria na realidade pertencer a Gastão, mas detalhes não serão dados para não "furar" a história. Nos desenhos, vemos que alguns livros "desapareceram" do cofre de Patinhas em dois desenhos sequenciais.

5JeebIz.jpg?1
@Usagi White

Muxiim8.jpg?1

Em "Peninha, Bacaninha, Ranzinzinha!" (tinha que ser obra do Faccini), Peninha entra no "caleidoscópio dos opostos" do Dr. Milagre e depara-se com dois universos opostos. Neles, os personagens Disney assumem os seguintes nomes: Pato Donald (Cordato Donald e Chato Donald), Margarida (Marquerida e Amargarida), Tio Patinhas (Tio Candurinhas e Tio Mesquinhas), Gastão (Galantão e Tristão), Prof. Pardal (Prof. Altastral e Prof. Baixastral) e Huguinho, Zezinho e Luisinho ("sobrinhos de Cordato Donald" e Ogrinho, Azedinho e Ruinzinho). Também aparecem as duas personalides diferentes de Peninha e "Primo Rudolfo" (qual será a referência deste?).

G55WU1N.jpg?1

-----

yuxQc0N.jpg?1

Edited by Victor235
  • Like 1
Link to post
Victor235
NOTÍCIAS

w2X76b5.jpg?1

8N5ScE3.jpg?1

Pateta (Culturama) # 13 foi lançado em abril de 2020 e trouxe duas histórias. A capa foi baseada em "I Grandi Classici Disney (2s) # 47, lançado na Itália em novembro de 2019, com pequenas alterações no posicionamento da imagem de fundo (que aparentemente é uma página da própria história) e no degradê. "O sol da noite" começa com um "prelúdio" onde vemos um garotinho chamado Jonas. Na história em si, vemos que Pateta parece gostar de rock. Ao rodar uma fita "surpresa", o personagem diz "Iac! Espero que seja rock!". Cavazzano desenhou Pateta com pernas e braços finíssimos nesta história.

HQfB3D9.jpg?118a / PTT pg 16 sol

"O Homem de Bosquescuro" investe na ficção científica ao trazer de volta à realidade um homem pré-histórico que ficou congelado desde a Era Glacial. "Decerto é um habitante primitivo de alguma aldeia da região hoje chamada de Bosquescuro, e enfrentou um período glacial... há uns 12 mil anos. O gelo o manteve conservado até hoje!", avalia Prof. Zapotec. Não demorou muito para o cientista sugerir enviar "Gak" de volta para a casa com a Máquina do Tempo. Na página 57, vemos um carro com a placa PAT. Será alguma referência ao gibi do Pateta (embora oficialmente seu código atual seja PTCL)?

aeqx9E6.jpg?1

 

  • Like 1
Link to post
Victor235
Ju7u1z7.jpg?1

7BuWX9K.jpg?1

zP0Hv0a.jpg?1

Em abril de 2020, também chegava às bancas (ou não) Histórias Curtas (Culturama) # 09. Em "O Trem-Mistério", Minnie convida Mickey para um passeio em um trem onde seria encenado um mistério e os participantes atuariam como detetives para resolvê-lo. Achei curioso o interesse de Minnie no caso, já que em outras HQs muitas vezes a rata não parece se interessar pelo trabalho de seu namorado, que é detetive.

VJcOiFw.jpg?1

25dLiXE.jpg?1

whHHES8.jpg?1

OxTkV1h.jpg?1

Em "Ciúme fora de tom", Donald relembra uma canção que escreveu para Margarida quando os patos começaram a namorar. "Até as remelas de seus olhos pela manhã... me fazem feliz e enfrento o dia com afã", dizia a letra. "Só preciso trabalhar melhor esses versos, acho!", se anima o pato, que vai a um estúdio gravar uma canção para seu aniversário de namoro, aproveitando que Margarida estava curtindo o som de uma banda.

mxOaCHZ.jpg?1
@Usagi White

ZijyJUo.jpg?1

"O amuleto do mal" reúne os heróis Superpato e Superpata. Também aparece um vilão chamado de "Sr. Doninha". Chama a atenção o fato do dispositivo que bloqueia o alarme ter sido instalado tão próximo à janela.

6IIIHXv.jpg?1

"Obra-prima rejeitada" traz uma boa piada: Peninha - "Estudei direitinho o Como Escrever um Livro de Enorme Sucesso, que comprei logo após o lançamento... com 97% de desconto" / "- E isso não lhe sugeriu nada? Raciocine..." / "Sim! Que títulos chamativos são garantia de sucesso!".

d8ZFGGp.jpg?1

2UqJXub.jpg?1

Os traços de Giulio Chierchini em "Vovó Donalda de Tanque Vazio" passam a impressão de que esta história italiana foi feita há alguns anos, mas ela está datada no Inducks como sendo do ano passado.

  • Like 1
Link to post
Victor235
KkQtbZQ.jpg

ICMl24p.jpg?1

Almanaque Disney # 104, de janeiro de 1980, trouxe como destaque de capa a história "Uma aventura tropical no Alasca", da dupla Fallberg e Murry. O "velho mastro de totens" é multicolorido na ilustração de capa, porém, aparece apenas marrom nas páginas da história. Antes de saber sobre o totem, Mickey afirmou que o objeto poderia ser "um toro de árvore". A palavra está correta e refere-se a um "tronco de árvore derrubado limpo dos ramos". O rato também usa as expressões "banho turco" (segundo o Infopédia, "exposição numa sala a elevada temperatura e cheia de vapor, seguida de uma imersão em água fria") e "germe de uma ideia". Fuinha, o vilão de mil nomes, é chamado de Lupino. Nesta tradução, Dundum foi chamado de Botina. A história não mostra como Mickey e Pateta carregaram o pesado Botina de volta à tribo após ele ter desmaiado.

O5ntV01.jpg?1

"O Chefe T.I.M.Ã.O." trouxe o personagem Dudley Dimdome III, que recebeu em português o criativo nome Clemente Capto. Trata-se de um impostor, que prendeu o verdadeiro chefe dos Escoteiros-Mirins em uma velha cabana. "Eu só queria tomar o lugar dele num fim de semana e realizar meu sonho de criança... ser um grande chefe!", confessou o homem. "Que vergonha!", responderam os sobrinhos de Donald.

jAAbiku.jpg

dfl63xA.jpg?1

"Quando as máquinas param" mostra Margarida tentando facilitar seu trabalho doméstico com a compra de máquinas modernas. A história de 1978 menciona até um "aparelho pra passar a roupa".

HMFepkG.jpg?1

"Cabeça-de-vento" fala sobre um vento quente que sopra sobre a floresta, mexendo com o psicológico de seus habitantes. A trama menciona os nomes "éolo", "simum" e "siroco", que referem-se a grandes ventanias reais que sopram do Deserto do Saara. Afetado pelo vento, Lobão tenta assoprar a casa dos Porquinhos, que fazem referência ao clássico conto que originou tais HQs ("Bolas! Ele não tentava soprar a casa abaixo desde o dia em que ela ficou pronta!").

Ki2oRK8.jpg?1

Em "O cavaleiro da Mancha Azul", Gilberto transforma o relógio do avô de Pateta em máquina do tempo (o que aparentemente deixa sua função de marcar a hora incorreta). Pateta viaja para a "Idade das Trevas", come um amendoim silvestre e transforma-se em Supercavaleiro (num mix de "coincidências", pois além de haver superamendoins na Idade Média existe outro personagem baseado no Superpateta que leva o nome Supercavaleiro em outras histórias). Para voltar ao tempo atual, Pateta usa uma "chave do tempo". Quando chega ao presente, descobre que Gilberto "ficou chateado e resolveu fazer uma viagem até o ano dois mil", em referência ao futuro de então.

glVY2iw.jpg

A série "Clássicos Walt Disney" trouxe "Eu e Benjamin" ("o burro vem antes"), história que coloca o ratinho Amos nos eventos que fazem parte da biografia e da trajetória de vida de Benjamin Franklin. O camundongo teria inclusive escrito as palavras iniciais da Declaração da Independência dos Estados Unidos, texto que na história seria um acordo assinado que ele escreveu para voltar a trabalhar com Franklin. Ambos haviam rompido após Benjamin colocar o rato em uma pipa, num dia de tempestade. A história ainda cita o "Almanaque do Pobre Ricardo", livro escrito por Franklin que trouxe provérbios que ficaram conhecidos no mundo inteiro, como "Tempo é dinheiro", "é difícil um saco vazio ficar em pé" e "um tostão poupado é um tostão ganho".

dkhCFB6.jpg?1

hJ5KcuN.jpg?1
@Usagi White

Nos traços de Euclides Miyaura, "O almirante desatinado" traz uma referência ao Mickey (na capa de um gibi pendurado em uma banca) e outra à revista Quatro Rodas:

V9QXwuq.jpg

Io9fb9o.jpg?1

Em "O olho de satã", a bordo do "Tapir Voador" (aeronave com motor a álcool), Patinhas vai ao Tibete procurar o "maior rubi com luz interna do mundo". O pato é aprisionado junto com seus sobrinhos, que só procuram informações no Manual do Escoteiro-Mirim quando já era tarde. Nisso, descobrem que "o reflexo do rubi, colocado na lanterna do farol, condiciona os habitantes, que não têm forças para reagir contra os tiranos, e só sabem trabalhar para eles". O forte reflexo emitido pelo rubi fazia habitantes locais terem péssimas condições de vida. Mortos de cansaço em trabalhos forçados, os empregados acabavam conseguindo dormir mesmo com o forte reflexo. "Eles dormem à noite! A luz do rubi só tira sua vontade de revoltar-se, mas não o sono", explica um dos sobrinhos de Donald. Após conseguir libertar o povo deste mal (com o intuito de ficar com o rubi), Patinhas volta para Patópolis e tenta explorar seus próprios mineiros com o mesmo golpe! O pato ainda solicitou o fechamento da "seção de salários" e conseguiu ser mais ambicioso que a quadrilha que antes tinha posse do rubi. "Os pilantras, menos afobados que o senhor, não tocavam no rubi sem antes cobrir as mãos com panos", constata Huguinho. Além de mostrar uma feição de Patinhas que alguns tentam ignorar que existe, a história traz uma temática interessante que remete a vários episódios da história do mundo, quando um poder é substituído por outro e a dominação continua existindo, muitas vezes por parte daqueles que prometeram libertar o povo. Pra quem leu: o que significam os chapeuzinhos que os salteadores utilizavam?

- Esse pato é velho, hein? :lol: 
xJImEGS.jpg

-----

Será que o guri tinha mesmo os demais números em sua coleção? :P

TqiRM4l.jpg

-----

Maravilhas da Natureza:

q5ScIls.jpg?1

TpsDrKn.jpg?1

-----

Zôo Disney:

ceSVsjk.jpg

33O4Ll6.jpg

DVVjlXa.jpg

uHoE57L.jpg

1BaG9Zi.jpg

rhPoa9H.jpg

9JctTEv.jpg

IDauAL6.jpg

-----

Propaganda da Aba Film com o Didi e o que parecia ser uma ideia inicial que depois ficou escancarada no princípio da tal "máquina descartável". Com a Aba Film, um filme revelado dava ao cliente outro filme colorido grátis, enquanto após alguns anos algumas empresas começaram a trocar a própria máquina fotográfica por outra, já com filme, depois de cada revelação:

jQgLbNN.jpg?1

k4NIaiI.jpg?1
@E.R

hDPs00w.jpg?1

w7WrkZV.jpg?1
@Pancada

USf5F85.jpg?1
@James Revolti

  • Like 1
Link to post

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...