Jump to content

F1 2008


FooCH

Recommended Posts

NOTÍCIAS

Felipe Massa é o melhor no primeiro treino livre para o GP da Turquia


Brasileiro supera Kovalainen por pouco mais de um décimo em sessão marcada pela pista úmida em Istambul



Felipe Massa foi o mais rápido no primeiro treino livre para o GP da Turquia, que será disputado no próximo domingo, em Istambul. O brasileiro da Ferrari superou o finlandês Heikki Kovalainen, da McLaren e que volta após o forte acidente na corrida da Espanha, por 0s133. Lewis Hamilton, seu companheiro na equipe inglesa, foi o terceiro, a 0s429 da melhor marca. Kimi Raikkonen, líder do campeonato, deu apenas três voltas por causa de um problema de câmbio e ficou na última posição.

A chuva que caiu antes do treino deixou a pista úmida entre as curvas 3 e 9 no início da sessão. As equipes mandaram seus carros à pista para apenas uma volta de reconhecimento, mas só marcaram tempos para valer na última meia hora do treino livre. Isso, aliado à baixa temperatura do asfalto causou várias rodadas, de Kazuki Nakajima (Williams), Adrian Sutil (Force India), Giancarlo Fisichella (Force India), Jarno Trulli (Toyota), Robert Kubica (BMW Sauber), David Coulthard (RBR), Massa e Hamilton.

Fernando Alonso, da Renault, ficou em quarto, logo atrás de Massa e das duas McLarens. Jenson Button, da Honda, foi o quinto e Rubens Barrichello, seu companheiro, o oitavo. A equipe japonesa está animada para o fim de semana do recorde de corridas do piloto brasileiro. Nelsinho Piquet marcou o nono tempo na sessão matinal na Turquia.

Confira os melhores tempos do primeiro treino livre:


1 - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - 1m27s323 (16 voltas)
2 - Heikki Kovalainen (FIN/McLaren-Mercedes) - 1m27s456 (17)
3 - Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) - 1m27s752 (15)
4 - Fernando Alonso (ESP/Renault) - 1m28s284 (16)
5 - Jenson Button (ING/Honda) - 1m28s919 (12)
6 - Kazuki Nakajima (JAP/Williams-Toyota) - 1m29s002 (19)
7 - Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber) - 1m29s024 (21)
8 - Rubens Barrichello (BRA/Honda) - 1m29s068 (11)
9 - Nelsinho Piquet (BRA/Renault) - 1m29s082 (23)
10 - Timo Glock (ALE/Toyota) - 1m29s103 (19)
11 - Jarno Trulli (ITA/Toyota) - 1m29s329 (24)
12 - Robert Kubica (POL/BMW Sauber) - 1m29s330 (7)
13 - Nico Rosberg (ALE/Williams-Toyota) - 1m29s367 (20)
14 - Adrian Sutil (ALE/Force India-Ferrari) - 1m29s756 (23)
15 - Giancarlo Fisichella (ITA/Force India-Ferrari) - 1m29s811 (23)
16 - Mark Webber (AUS/RBR-Renault) - 1m30s088 (21)
17 - David Coulthard (ESC/RBR-Renault) - 1m30s340 (13)
18 - Sebastien Bourdais (FRA/STR-Ferrari) - 1m30s388 (19)
19 - Sebastian Vettel (ALE/STR-Ferrari) - 1m30s426 (21)
20 - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) - 1m30s732 (3)



FONTE: GLOBOESPORTE.COM
:cheguevara:
Link to post
  • Replies 464
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

  • E.R

    95

  • Barril do Chavinho

    73

  • Leandro

    49

  • Antonio Felipe

    32

Antonio Felipe

Maravilhosa vitória do Massa, a terceira seguida na Turquia! A McLaren até tentou ameaçar o piloto brasileiro, com Hamilton, mas não deu nada. É Massa na frente!!

1 F. Massa (BRA) Ferrari 58 voltas em 1h26m49s451

2 L. Hamilton (ING) McLaren a 3s779

3 K. Raikkonen (FIN) Ferrari a 4s271

4 R. Kubica (POL) BMW Sauber a 21s945

5 N. Heidfeld (ALE) BMW Sauber a 38s741

6 F. Alonso (ESP) Renault a 53s724

7 M. Webber (AUS) RBR a 1m04s229

8 N. Rosberg (ALE) Williams a 1m11s406

9 D. Coulthard (ESC) RBR a 1m15s270

10 J. Trulli (ITA) Toyota a 1m16s344

11 J. Button (ING) Honda a 1 volta

12 H. Kovalainen (FIN) McLaren a 1 volta

13 T. Glock (ALE) Toyota a 1 volta

14 R. Barrichello (BRA) Honda a 1 volta

15 N. Piquet (BRA) Renault a 1 volta

16 A. Sutil (ALE) Force India a 1 volta

17 S. Vettel (ALE) STR a 1 volta

18 S. Bourdais (FRA) STR a 34 voltas/rodada

19 K. Nakajima (JAP) Williams a 57 voltas/acidente

20 G. Fisichella (ITA) Force India a 58 voltas/acidente

CLASSIFICAÇÃO

1 K. Raikkonen (FIN) 35 pts

2 F. Massa (BRA) 28 pts :)

3 L. Hamilton (ING) 28 pts

4 R. Kubica (POL) 24 pts

5 N. Heidfeld (ALE) 20 pts

6 H. Kovalainen (FIN) 14 pts

7 M. Webber (AUS) 10 pts

8 F. Alonso (ESP) 9 pts

Link to post

6h5x5xk.gif

massa0.jpg

Dá-lhe Felipe Massa ! Sétima vitória da carreira (Turquia 2006/2007/2008, Brasil 2006, Espanha 2007, Bahrein 2007/2008) . :)

massa1.jpg

massa2.jpg

É o rei de Shankar, Istambul e Interlagos. E também provou que vai bem em Barcelona. Falta agora render bem nas outras pistas do circuito.

ru3.jpg

massa3.jpg

massa4.jpg

--

O Hamilton provou hoje que vai brigar pela vitória em Mônaco. E o Felipe vai tentar quebrar um jejum de 15 anos sem vitória brasileira em Monte Carlo, cidade onde ele mora.

ru1.jpg

Ah, e parabéns ao Rubinho pelos 257 GPs, recorde na F-1.

ru2.jpg

Link to post
Barril do Chavinho

Grande vitória do Felipe Massa, chegou a ter a corrida ameaçada com o Hamilton, mas a Mclaren evidentemente não tem carro para chegar junto com a Ferrari, daí teve que fazer uma parada a mais, para no minimo conseguir a segunda colocação, que tá ótimo para eles... E parabéns Rubinho!!!

Link to post
Reverendo Majo Jojo

É válido ressaltar o desempenho do Alonso, que terminou em sexto. A Renault parece estar evoluindo bastante. Talvez possa ter um desempenho de elite na segunda metade do campeonato e especialmente em 2009.

Isso, claro, com o Alonso. Como disse há dois GP's, eu ainda acho que o Nelsinho não corre em Mônaco :assobiando:

_____

Este post foi útil?

[ ] SIM [ ] NÃO

Link to post

Hoje a Formula 1 fez 58 anos :)

Link to post
  • 2 weeks later...
NOTÍCIAS

Felipe Massa tira coelho da cartola e larga na pole position em Monte Carlo


Brasileiro supera tempo de Kimi Raikkonen por 28 milésimos


0,,14741164,00.jpg
Felipe Massa comemora sua inédita pole em Mônaco



Após uma excelente volta no último minuto, Felipe Massa larga na pole position do GP de Mônaco. Ele superou Kimi Raikkonen, seu companheiro de Ferrari, por apenas 28 milésimos. Com isso, um brasileiro volta a conseguir a primeira posição em um treino classificatório após 17 anos, com Ayrton Senna em 1991.

A segunda fila ficou com a McLaren, que dominou os treinos livres. Lewis Hamilton sai na terceira posição e Heikki Kovalainen, em quarto. Os pilotos da equipe não conseguiram acompanhar o ritmo de Felipe Massa e Kimi Raikkonen em nenhuma das três partes do treino classificatório.

Robert Kubica mostrou porque é um dos destaques do ano e vai largar na quinta posição. O polonês larga oito posições à frente de Nick Heidfeld, seu companheiro na BMW Sauber, que sequer passou à superpole. Nico Rosberg, da Williams, larga em sexto e sempre esteve entre os primeiros nos treinos em Monte Carlo.

Fernando Alonso, bicampeão mundial, conseguiu colocar a Renault na superpole e sai em oitavo, à frente de Mark Webber, o nono colocado com a RBR. David Coulthard, companheiro do australiano, não participou da última parte do treino porque bateu no fim do segundo terço da classificação.

> Outros brasileiros não vão bem
Nelsinho Piquet foi eliminado ainda na primeira parte do treino classificatório. O brasileiro da Renault não conseguiu fazer uma volta sem erros e teve problemas principalmente na curva Portier, antes do túnel. Ele ficou apenas em 17º, enquanto Fernando Alonso, seu companheiro de equipe, conseguiu vaga na superpole.

Rubens Barrichello, por sua vez, vai largar apenas em 15º. O brasileiro da Honda vinha com uma boa volta no fim da segunda parte do treino classificatório, mas foi atrapalhado pelo acidente de David Coulthard na saída do túnel. O escocês da RBR acertou o guard rail do lado interno da pista e bateu forte na barreira de pneus. Isso provocou uma bandeira amarela e o cancelamento das voltas de quem estava na pista.



FONTE: GLOBOESPORTE.COM
:campeao::legal_tv:
Link to post
Barril do Chavinho

Bom, hoje teve o treino para o Grande Prêmio de Monaco, e Felipe Massa provou mais uma que além de ser um dos mais rápidos - eu acho que de treino é o mais rápido com certeza, só falta mais consistência nas corridas - e mostrou seu talento para pilotar em dos circuitos mais dificeis da categória, que consagrou gênios, tal como Ayrton Senna.

E ontem, o sobrinho de Ayrton Senna, emocionou a todos a vencer a prova de monaco da GP2 (espécie de categoria de acesso à F1) após 15 anos da ultima vitória de seu tio. Bom, fico muito satisfeito com isso, e espero que Bruno Senna seja um dia um campeão mundial da F1.

brunosenna_monaco_gp2_23052008.jpg

Link to post
NOTÍCIAS
McLaren vira o jogo, Hamilton vence e lidera o Mundial

Monte Carlo (Mônaco) - Ainda não foi desta vez que o Brasil quebrou o jejum de vitórias no GP de Mônaco de Fórmula 1. Neste domingo, a McLaren fez valer a estratégia, tirou proveito dos erros alheios e garantiu a vitória para o inglês Lewis Hamilton, novo líder da classificação com 38 pontos. A prova, que teria 78 voltas, teve cinco a menos porque atingiu o limite de tempo de disputa.
O pole Felipe Massa repetiu 2007 e terminou em terceiro, atrás do polonês Robert Kubica. A etapa foi boa para o brasileiro Rubens Barrichello, que marcou seus primeiros pontos na temporada. Depois de muitas etapas reclamando da falta de velocidade de seu carro, o piloto da Honda largou em 15º e terminou em sexto.

Já Nelsinho Piquet parou na 50ª volta. Esta é a quarta etapa que ele não completa no Mundial. O Brasil não vence em Monte Carlo desde 1993.

Ao contrário do que manda a tradição da etapa monegasca, nesta houve muitas trocas de liderança. Ocuparam a posição, além de Massa, Hamilton e o polonês Kubica, que tem se destacado nesta temporada.

A corrida começou com a McLaren de Hamilton ganhando a vice-liderança em cima da Ferrari de Raikkonen. O finlandês caiu para terceiro, mas acabou reassumindo o segundo lugar depois que o inglês foi obrigado a parar para trocar o pneu direito traseiro com apenas seis voltas disputadas.

Com a pista molhada, tudo levava a crer que Massa seguiria seguro na ponta, mas uma falha do piloto na volta de número 15 cedeu a posição para a BMW de Kubica. Mesmo rodando na Ste Devote, o brasileiro voltou em segundo, mas não conseguiu mais se recuperar e ainda perdeu a posição novamente para o polonês após a segunda parada nos boxes.

A Ferrari tentou apostar na estratégia para tirar a diferença, mas não obteve sucesso. Hamilton ganhou a liderança quando Kubica e Massa pararam e tirou proveito do ritmo forte que sua McLaren conseguia impor.

A corrida foi especialmente complicada para o atual campeão da categoria, que completou na modesta nona colocação, mas segue vice-líder do Mundial com 35 pontos, um a mais que Massa em terceiro. A Ferrari errou nos boxes e Raikkonen foi obrigado a pagar um drive-through de punição. Em uma prova muito irregular, o finlandês bateu a frente de seu carro, danificou a asa dianteira e teve de fazer uma parada de 16 segundos para voltar em sexto.

Ele foi se recuperando na pista, mas não voltou mais a brigar pelas principais posições. Apesar disso segue na vice-liderança, apenas três pontos atrás de Hamilton na disputa pelo bicampeonato.

Se comemorou a vitória de Hamilton, a McLaren amargou o péssimo resultado de Heikki Kovalainen. Quarto no grid, ele teve problemas com seu carro para a volta de apresentação e teve de largar dos boxes, terminando a corrida em décimo.

Já a Renault só teve Fernando Alonso completando a prova, mas não sem sacrifícios. Vencedor da etapa na temporada passada, o espanhol fez um bom início de corrida, mas acabou envolvendo-se em um acidente com a BMW de Nick Heidfeld, teve a dianteira do carro danificada, mas seguiu na prova.

Acidente também sofreu Nico Rosberg na volta de número 62. Na curva da piscina ele bateu de frente na saída, despediu-se da etapa e levou à entrada do safety car.

Na relargada, mais uma atrapalhada de Raikkonen. Na chicane após o túnel, ele perdeu o controle do carro, acertou a traseira de Adrian Sutil, perdeu o bico de seu carro e foi para mais um pit, o quarto, trocando a frente de sua Ferrari.

A próxima etapa da F-1 será o GP do Canadá, dia 8 de junho.

Veja as colocações finais do GP de Mônaco:
1 - Lewis Hamilton (ING) - McLaren – 76 voltas
2 - Robert Kubica (POL) - BMW – a 3s
3 - Felipe Massa (BRA) - Ferrari – a 4s8
4 - Mark Webber (AUS) - Red Bull – 19s2
5 - Sebastian Vettel (ALE) - Toro Rosso - 24s6
6 - Rubens Barrichello (BRA) - Honda – a 28s4
7 - Kazuki Nakajima (JAP) - Williams – 30s1
8 - Heikki Kovalainen (FIN) - McLaren – 33s1
9 - Kimi Raikkonen (FIN) - Ferrari - 33s7
10 - Fernando Alonso (ESP) - Renault - a 1 volta
11 - Jenson Button (NG) - Honda – a 1 volta
12 - Timo Glock (ALE) - Toyota – a 1 volta

13 - Jarno Trulli (ITA) - Toyota – a 1 volta
14 - Nick Heidfeld (ALE) - BMW – a 1 volta
Não completaram
Adrian Sutil (ALE) - Force India
Nico Rosberg (ALE) - Williams
15 - Nelson Piquet (BRA) - Renault
Giancarlo Fisichella (ITA) - Force India
David Coulthard (ESC) - Red Bull

Sebastien Bourdais (FRA) - Toro Rosso

FONTE:Gazeta esportiva

Edited by Leandro
Link to post
Antonio Felipe

Que corrida tumultuada, puxa! E se não fossem as cagadas da Ferrari, o Massa poderia até ter vencido.

Fiquei irritado com o Raikonnen. Por**, ele acabou com a corrida do Sutil, que podia ter enfim, chegado ao fim da corrida e em 4º lugar!

Parabéns ao Rubinho, excelente corrida :)

Link to post
Willianch

Que mer**, eu contava com a vitoria do Massa. Achei que em Monte Carlo fosse mais dificil de ter ultrapassagens, fiquei decepcionado com o Brasileiro.

Eo Rubinho até que foi bem, largou em decimo quinto se não me engano, e chegou em sexto...:)

Link to post
Barril do Chavinho

Mais uma vez tivemos um corrida muito disputada, e em Mônaco geralmente é assim, apesar de as ultrapassagens são serem o ponto forte, a corrida foi boa com a emoção colocada com a chuva que caiu lá após 11 anos na F1. O Massa poderia sim ter ganho, mas a equipe foi muito mal, e acho que mesmo assim a situação do campeonato ficou muito boa para ele, já que apesar de estar 4 pontos atrás de Hamilton, está só 1 atrás de Raikkonen que para mim é seu maior adversário, devido à Ferrari ter um carro bem melhor do que a McLaren em pistas mais velozes. E no Canadá eu acredito que o estilo agressivo do Felipe poderá dar mais uma vitória a ele.

E o Barrichello finalmente voltou a pontuar, depois de 22 corridas ele conseguiu, mas muito se deve ao fato do carro da Honda ser lento nas retas e ter bom rendimento para as curvas de baixa, assim aproveitando o fato de Monaco não ser uma pista de alta, ele conseguiu se colocar entre os 6 primeiros. E também tive dó do Sutil e da Force Indian, que conseguiria o primeiro ponto da história, e ainda num lugar muito bom, o 4º. E o Kubica mostrou que é bom mesmo na chuva, quando estava atrás do Raikkonen ele andou mais rápido o tempo todo, pena que a ultrapassagem era mais dificil. E o Kovallainen acho que não fica para 2009, tá muito mal...

Link to post

f1-1.gif

A boataria continua rolando solta : agora a imprensa européia fala que Takuma Sato ou Anthony Davidson (ambos pilotos da extinta Super Aguri) poderiam substituir Nélson Ângelo Piquet, que tá com um rendimento sofrível na Renault.

--

f1-1.gif

(como poderá ficar em 2009) * os pilotos em azul são especulações

. FERRARI - Kimi Raikkonen / Felipe Massa

. MC LAREN/MERCEDES - Lewis Hamilton /Nico Rosberg

. BMW - Fernando Alonso / Robert Kubica

. RENAULT - Romain Grosjean / Heikki Kovalainen

. WILLIAMS - Kazuki Nakajima / Nick Heidfeld

. TOYOYA - Jarno Trulli/ Timo Glock

. HONDA - Jenson Button / Takuma Sato

. RBR - Mark Webber / Sebastien Vettel

. STR - Bruno Senna / Sébastien Bourdais

. FORCE INDIA - Adrian Sutil / Giorgio Pantano

--

Pilotos que devem mudar para outra categoria ou se aposentar :

. Nélson Ângelo Piquet

. Rubens Barrichello

. David Coulthard

. Giancarlo Fisichella

. Anthony Davidson

Correm por fora :

. Vitaly Petrov - por ser russo

. Karun Chandhok - por ser indiano

Link to post
  • 2 weeks later...

hoje, às 14h00, tem o GP do Canadá!

1294489.gif

Massa vai largar só em 6º... :triste:

Link to post
NOTÍCIAS
Kubica faz história e BMW Sauber vence pela primeira vez na F-1

Montreal (Canadá) - Demorou 41 corridas, mas finalmente a BMW Sauber conquistou sua primeira vitória na Fórmula 1. Considerado um dos pilotos mais talentosos da nova geração, o polonês Robert Kubica finalmente teve seu bom trabalho recompensado e venceu a edição 2008 do GP do Canadá. Ironicamente, a glória do jovem piloto do Leste Europeu se deu na mesma pista em que ele quase morreu no ano passado.
O êxito do polonês se deu por conta de um erro bizarro de Lewis Hamilton. Favorito à vitória, o inglês acertou a traseira de Kimi Raikkonen nos boxes, quando ambos travavam uma guerra particular depois que o safety car entrou na pista por conta de um problema com a Force India de Adrian Sutil.

Como se não bastasse, a escuderia alemã, criada antes da temporada 2006 com a compra da tradicional Sauber, ainda tem mais um motivo para comemorar, já que a segunda posição ficou com o outro piloto do time, o alemão Nick Heidfeld. Em terceiro lugar, apareceu o escocês David Coulthard, da Red Bull.

A confusão provocada tinha tudo para beneficiar Felipe Massa, que, antes do safety car, via suas possibilidades de pódio ficarem cada vez mais distantes ao não conseguir ultrapassar Fernando Alonso na briga pelo quinto lugar. Porém, a Ferrari se confundiu na estratégia e o brasileiro teve que passar duas vezes pelo pit lane, perdendo a chance de brigar contra a escuderia alemã.

Mesmo assim, Massa ainda protagonizou a manobra mais espetacular da prova ao ultrapassar Rubens Barrichello e Heikki Kovalainen ao mesmo tempo no hairpin, ganhando o quarto lugar. Isso porque o veterano forçou a ultrapassagem para cima do finlandês, ambos espalharam e o ferrarista foi mais esperto. Porém, o trabalho foi perdido logo em seguida pois Massa precisou entrar nos boxes para reabastecer e trocar os pneus.

Apesar disto, Felipe continuou valente na pista e terminou a prova na quinta posição, somando quatro pontos no campeonato e chegando aos 38. Agora, o brasileiro divide a vice-liderança do Mundial com Lewis Hamilton - o inglês leva vantagem nos critérios de desempate. Ambos possuem três pontos a mais que o atual campeão Kimi Raikkonen. O novo líder é Kubica, com 42 pontos - vale ressaltar que jamais um polonês havia vencido uma prova de Fórmula 1.

Quem também brilhou neste domingo foi Rubens Barrichello. Optando pela estratégia de apenas uma parada, o brasileiro foi bastante beneficiado pela lambança de Lewis Hamilton e chegou a liderar a prova por algumas voltas. O fato não era visto desde o GP dos Estados Unidos de 2005, uma prova marcada pela participação de somente seis carros, graças ao protesto das equipes que usavam pneus Michelin.

Entretanto, naquele momento Rubinho ainda tinha que parar nos boxes e aí foi prejudicado pelo trabalho ruim da Honda, que demorou excessivamente para liberar o veterano, diminuindo as chances de pódio dele. Depois, quando estava na quarta posição Barrichello ainda foi passear na grama, sendo ultrapassado por Timo Glock. Em seguida, acabou superado por Jarno Trulli e Felipe Massa, terminando em sétimo lugar.

Com o cargo na Renault ameaçado, Nelsinho Piquet foi do céu ao inferno no Canadá. Se nas primeiras voltas, ele demonstrou muito talento ao conseguir duas belas ultrapassagens sobre Timo Glock e Jarno Trulli, minutos mais tarde ele rodou sozinho e perdeu toda a possibilidade de pontuar. De quebra, por pouco acertou Felipe Massa ao tentar voltar à pista, assumindo o último lugar. Posteriormente, teve problemas no equipamento e se recolheu aos boxes.

Se serve como consolo, o companheiro de Nelsinho na Renault também não conseguiu somar pontos. Outro a se dar bem com a maluca prova canadense, o espanhol Fernando Alonso era terceiro colocado e pressionava Nick Heidfeld com bastante agressividade. Em dado momento, porém, perdeu a marcha e rodou sozinho, indo parar no muro e abandonando a disputa mais uma vez frustrado.

A corrida - Único entre os dez primeiros a largar com pneus macios, Lewis Hamilton foi atacado por Robert Kubica nos primeiros metros da prova, mas se defendeu bem e logo disparou na frente. Com um equipamento mais rápido que o do rival, ele passou a voar baixo e, com cinco voltas, já possuia 3s024 de vantagem sobre o polonês.

Outro que apresentou um bom desempenho na largada foi o brasileiro Rubens Barrichello, que pulou da nona para a sétima posição. Porém, o carro da Honda não colaborou na rápida pista canadense e logo ele voltou à sua colocação inicial, sendo ultrapassado com relativa facilidade por Heikki Kovalainen e Nick Heidfeld.

Enquanto isto, Felipe Massa travava uma intensa briga com Nico Rosberg, da Williams, e Fernando Alonso, que perdeu o quarto lugar para o alemão na largada. Nelsinho Piquet, por sua vez, não comprometeu, mas também não se destacou, mantendo-se na 15ª colocação, mesma posição na qual se alinhou no grid de largada.

O filho do tricampeão mundial, porém, começou a fazer bonito a partir da volta 10. Primeiro, ele mostrou ousadia ao ultrapassar Timo Glock, da Toyota. Confiante com a bela manobra, ele partiu para cima do italiano Jarno Trulli e passou o italiano ao retardar a freada no ponto em que o asfalto foi restaurado. Ao mesmo tempo, o responsável da Renault, Flavio Briatore acompanhava tudo atentamente dos boxes.

Todo o trabalho construído por Hamilton, porém, foi perdido na volta 17, quando o safety car entrou na pista por conta de um princípio de incêndio no carro de Adrian Sutil. Aparentemente, o piloto da Force India sofreu um super aquecimento no sistema de freios. O ocorrido fez com que boa parte das equipes repensassem a estratégia dos boxes.

Foi aí que ocorreu o momento decisivo da corrida. Com a reabertura do pit lane, os líderes resolveram antecipar sua primeira parada. A McLaren, entretanto, fez um trabalho muito ruim com Hamilton, que, de forma estabanada, tentou tirar a diferença ainda antes de voltar à pista. Pior para Kimi Raikkonen, que, parado, aguardava a luz verde para retomar a prova e foi acertado em cheio pelo inglês.

A confusão tinha tudo para favorecer Felipe Massa, mas o brasileiro mais uma vez foi prejudicado por um erro da Ferrari. Isso porque ele entrou nos boxes pouco depois de Raikkonen, mas não pôde ser atendido e teve que entrar nos boxes novamente, caindo para o último lugar.

O problema todo foi benéfico para Kubica, Alonso e Nelsinho Piquet, que, apesar de estarem respectativamente em décimo, 11º e 12º lugar, eram os primeiros na pista a ter feito uma parada. Na frente, Rubens Barrichello assumiu o segundo lugar e voltou aos momentos de glória ao liderar a corrida depois de Nick Heidfeld entrou nos boxes. Quase que simultaneamente, Nelsinho Piquet voltou a se comprometer ao rodar sozinho e cair para a lanterninha.

Quando finalmente entrou nos boxes, Rubinho não contou com um bom trabalho da Honda, que demorou excessivamente e o fez perder a posição David Coulthard. A partir daí, a corrida virou uma verdadeira guerra de estratégias entre as equipes, com grande vantagem para a BMW Sauber.

Empolgado com as possibilidades abertas, Fernando Alonso por pouco não acertou a traseira de Nick Heidfeld no hairpin do circuito Gilles Villeneuve na briga pelo segundo lugar. Algumas voltas mais tardes, ele voltou a tentar a ultrapassagem novamente no mesmo ponto, mas tomou o xis. Na sequência, porém, o espanhol escapou e bateu sozinho no muro, saindo da disputa. Pelo rádio, ele informou a equipe que teve um problema de marcha.

De qualquer forma, Alonso já havia sido decisivo na classificação final, pois seus constantes ataques a Heidfeld permitiram que Kubica disparasse na frente, abrindo vantagem suficiente para fazer sua segunda parada nos boxes. Com uma pilotagem irretocável, o polonês guiou tranquilamente para sua primeira vitória na categoria.

Utilizando toda a potência de seu carro, Felipe Massa também fez bonito ao conseguir uma dupla ultrapassagem sobre Rubens Barrichello e Heikki Kovalainen no hairpin. Na sequência, entretanto, ele teve que fazer outra parada para reabastecimento e caiu para o sétimo lugar. Mesmo assim, fez bonito e ainda pôde comemorar uma quinta posição, que lhe faz alcançar Lewis Hamilton na tabela - o inglês, porém, leva vantagem nos critérios de desempate: o piloto da McLaren tem um 13º lugar a mais.

Confira a classificação final do GP do Canadá:

1º - Robert Kubica (POL/BMW) - 70 voltas
2º - Nick Heidfeld (ALE/BMW) - a 16s4
3º - David Coulthard (ESC/Red Bull) - a 23s3
4º - Timo Glock (ALE/Toyota) - a 42s6
5º - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - a 43s9
6º - Jarno Trulli (ITA/Toyota) - a 47s7
7º - Rubens Barrichello (BRA/Honda) - a 53s5
8º - Sebastian Vettel (ALE/Toro Rosso) - a 54s1
9º - Heikki Kovalainen (FIN/McLaren) - 54s4
10º - Nico Rosberg (ALE/Williams) - a 57s7
11º - Jenson Button (ING/Honda) - a 67s5
12º - Mark Webber (AUS/Red Bull) - a 71s2
13º - Sebastién Bourdais (FRA/Toro Rosso) - a uma volta

Abandonaram

Giancarlo Fisichella (ITA/Force India) - volta 51
Kazuki Nakajima (JAP/Williams) - volta 46
Fernando Alonso (ESP/Renault) - volta 44
Nelsinho Piquet (BRA/Renault) - volta 39
Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) - volta 19
Lewis Hamilton (ING/McLaren) - volta 19
Adrian Sutil (ALE/Force India) - volta 13

FONTE:Gazeta esportiva


Destaques:

Kubica:Fez uma corrida ótima e merceu a 1ª vitória e a liderança do Campeonato.

Heidfeld:Largou em 8º e fez uma boa corrida,poderia ter vencido.

Coulthard:Mostra q a experiencia faz diferença algumas vezes em consegue o 2º pódio da Red Bull na formula 1,nos podios só fica atrás de Schumacher,Senna e Prost.


Timo Glock:Se aproveitou dos acidentes dos outros pilotos e conseguiu um ótimo 4º lugar q pode mante-lo na equipe até 2009.

Massa:Mesmo a Ferrari deixando ele na mão de novo,fez uma boa prova de recuperação e agora é o 3º colocado do campeonato.

Trulli: Outro q se aproveitou dos acidentes e conseguiu um 6º lugar,mesmo errando varias vezes.

Barrichello:Fez boa prova,e conseguiu 2 pontos para a Honda

Vettel:Largou em última,fez bela corrida e garantiu mais 1 ponto.

decepções

Hamilton:Encheu a traseira do Kimi,perdeu boa chance de disparar no campeonato.

Piquet:ia bem na corrida,ia até conseguir um pódio mas errou de novo e abanadonou,ele tem q ir pra GP2 e ficar mais 3 anos pra ganhar experiencia.
Link to post
Guest
This topic is now closed to further replies.
  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...