Jump to content
Sign in to follow this  
Victor235

QUADRINHOS & GIBIS

Recommended Posts

Victor235
Em 23/05/2018 às 15:14, Ramyen Matusquela disse:
NOTÍCIAS

5_TU9_BAP7_LEPPPW1yh_Urtb_P8_V.jpg

Confira o que saiu em Zé Carioca # 659, de Junho de 1964. Embora nos números anteriores, os Zés Fraudes estavam com tudo, nesse o Zé não dá as caras em nenhum momento, nem em tiras:

eg_TCr8_DCYdt4_JFKBdd0b9ht_J.jpg

Em "A Ilha do Tesouro", Tio Patinhas fala em dançar o "Twist", uma dança típica dos anos 60.

20180523_100237.jpg

Dd_DWVMgg_Kt_W6a16e_NAARWJ60.jpg

O Patrono do Bisavô de Pluto foi José Bonifácio: :lol:

BH8_Cy_PRUSXt_D2408h_Kb_JAWXY.jpg

QSUCSRK1_BBLJRFTe_DFRNd_Qe_T.jpg

J5NGXKQ.jpg?1

Ao ler Zé Carioca # 659, de junho de 1964, me lembrei que o Jonas já havia comentado esta edição. Neste número, Zé Carioca não aparece em nenhuma página, nem mesmo na capa. "O mistério do castelo" começa com Mickey "abrindo" a história: "Pateta e eu tivemos uma incrível aventura quando visitamos o pequeno reino da Bulgóvia". Não havia tal necessidade, poderiam ter iniciado da aventura mesmo. O uso desse tipo de recurso era comum nas histórias que começam com personagens folheando álbuns de fotos. Acho que faltou destacarem algumas palavras em itálico nesta história. Em um quadro, o bigode marrom de um personagem foi colorizado de verde.

DtTi1Ql.jpg?1

LdsjzK0.jpg

Em "A 'ilha' do tesouro", além do quadro que o Jonas destacou na época (sobre a dança "twist"), chama a atenção também o fato de que o prefeito de Patópolis vendeu uma propriedade municipal sem pestanejar e diretamente ao Patinhas, sem informar ninguém. O que acham desse traço de Kay Wright?

VWDwoEA.jpg

"Historinha Galak" (tira publicitária da Nestlé com personagens Disney):

2eiy0eK.jpg?1

Share this post


Link to post
Victor235
vFLqZzF.jpg?1

DH0IzUU.jpg?1

Zé Carioca # 2309, de março de 2007, edição que foi indexada por Rafael Jeferson Barzotto, começa com a republicação de "Que galo é esse, Zé?", história de estreia do personagem Galdino José Chaves, o Zé Galo. A criação desta HQ reuniu mestres Disney nacionais: Ivan Saidenberg (trama), Gerson Teixeira (roteiro) e Luiz Podavin (desenhos).

eygzlBI.jpg

1Nhf9K8.jpg?1
@Usagi White

5sZpvPt.jpg?1

Em "Os meninos do circo", Zé Paulista se passa por J. P. para dar uma lição em Zico & Zeca, que pretendiam fugir de casa.

V0vbcsM.jpg

• Fué the elephant
48Ut6Nh.jpg

Em seguida, vemos o remake de uma história do Mickey. Em "Uma grande mascotinha", Chiquinho e Francisquinho moram com Zé Carioca. Outro elefante aparece nessa trama, o Orelhinha (que não é aquele rádio que o pessoal dos anos 80 pendurava na orelha). Uma curiosidade: originalmente, esta história recebeu o nome no masculino, "Um grande mascotinho".

y0Vd3Gl.jpg

YBe9ksb.jpg?1

• Juiz da Competição
bIlOqkc.jpg?1

• Froinha
6ZSnmbY.jpg

L41sV4T.jpg?1

-----

LKzp2JM.jpg?1

NHaeXck.jpg?1

Share this post


Link to post
Victor235
JsP7LAC.jpg?1

Encontrei o número #605 do Zé Carioca, lançado em junho de 1963, num livreiro da Estante Virtual chamado "My Bookcase". O gibi começa com "Nevada de encomenda". Pardal cria uma neve de consistência estranha a partir do "creme de malvaísco desidratado, altamente comprimido". A "neve" pode ser moldada em forma de bolas, mas bolas maiores não conseguem passar sobre troncos de árvores. Segundo Pardal, o calor pode dilatar sua invenção, que, após inchar e explodir, "gruda como melado". O malvaísco é um arbusto nativo das regiões tropicais das Américas, muito usado em cercas-vivas. Pelo contexto da história, o malvaísco também parece ter outras utilidades. Por exemplo, um dos Metralhas, que aqui são quatro, diz que alguém poderia estar "torrando malvaísco". Um elemento estranho da história é que Lampadinha dormia embaixo do "balão da máquina de neve", um lugar apertado e esquisito para se dormir. Os Metralhas roubaram tal invento e não notaram o personagem ali.

zGpzds7.jpg?1

Na imagem abaixo, vemos um erro de impressão da história "Teste de coragem", mais um remake do papagaio, que aqui quer ser recruta. A história usa a palavra "pexote", que é um sinônimo para "novato", "principiante", alguém que está começando uma atividade. Conhecia a expressão "pixote".

KdLf7yu.jpg

MRj3ioQ.jpg?1

yg6kkGB.jpg?1

M3KYKqd.jpg

Share this post


Link to post
Victor235
NOTÍCIAS

Damares diz que Crivella errou ao determinar recolhimento de quadrinhos LGBT
“Eu nem me manifestei, porque estava fora do Brasil, não deu tempo de se posicionar com essa polêmica. Quando alguém me contou sobre a forma como ele [o prefeito Marcelo Crivella] recolheu… Me disseram, eu não li nada sobre isso, estava fora do Brasil e não pude voltar a esse tema. Mas me parece que esse livro estava em uma altura para adultos, né? Não estava sendo distribuído. E parece que interpretaram errado. Ali, houve uma interpretação errada do prefeito, ele errou. Ele errou, sim. Se estava sendo direcionado a um público e estava sendo conversado com os pais, se estava sendo dito para os pais o que tinha ali, está tudo certo”, afirmou Damares.
https://jovempan.com.br/programas/panico/damares-diz-que-crivella-errou-ao-determinar-recolhimento-de-quadrinhos-lgbt.html 

 

Share this post


Link to post
Victor235
Ez9km69.jpg?1

Pateta (3s) # 62, lançado em junho de 2016, destaque-se por sua capa, que mistura fotografia e desenho. Trata-se de uma arte bem-feita que infelizmente não conseguiram identificar a autoria no Inducks. 

bC9J9Sk.jpg?1

Os personagens da Disney assumem os seguintes nomes no universo da história "Os dois xerifes de Rock Town": Amadeu (Amadeu Kid), Clarabela (Clara Labelle), Coronel Cintra (Prefeito Cintra), Fuinha (Fuinha Joe), Horácio (Horácio Relynch), João Bafo-de-Onça (John Badleg), Mickey (Mick Mouse), Minnie (Miss Minnie), Pateta (Pateta McPoxa). A história também brinca com uns tais livros e manuais do Amadeu, alguns escritos por ele e outros aparentemente não.

ruALmt1.jpg?1

Houve uma inversão de balões neste quadro. Amadeu Kid que se surpreendeu ao encontrar Clara Labelle e disse "Clara! O que houve?", no que a personagem respondeu diretamente a ele.

Confiram o Mickey (Mick Mouse) de barba, nos traços de Andrea Lucci:

lvouuqa.jpg

8Ch5eGn.jpg

Em "O exame", Pateta revela não saber que sua carteira de habilitação precisa ser renovada regularmente. "Hein? Eu não sabia que tinha data de validade", diz o personagem a um guarda.

VyC4zOS.jpg?1

-----

HC8ffya.jpg?1
-"FantomiuS"

RbDB02q.jpg?1

gT3iAUI.jpg?1

Share this post


Link to post
Victor235
WYBOVux.jpg?1

Tr5ySwe.jpg?1

Mickey (Culturama) # 04, lançado em julho de 2019, foi dedicado aos 60 anos do personagem Atomino Bip-Bip. A história inédita "O Elemento Qualquer-Elemento" versa sobre o "cosmolito", um elemento capaz de mudar de forma, transformando-se em qualquer objeto. Para tal, o objeto original é duplicado e posteriormente se dissolve. Essa história trouxe uma nova fonte em alguns balões de quadrinhos, utilizada quando os personagens gritam ou expressam surpresa. A palavra "ventos" poderia estar em negrito e itálico na página 4, fazendo um trocadilho com a forma que Prof. Tiraprosa e Atomino entraram na trama.

1a7epcg.jpg?1

O artigo "Um aniversário atômico", escrito por Barbara Garufi, contextualizou as histórias em quadrinhos do personagem Atomino Bip-Bip. Achei bom que creditaram as referências utilizadas no texto, mencionando até mesmo a publicação "Louças de Porcelana Disney", que em 2009 trouxe uma única página de uma HQ que ainda permanece inédita no Brasil. O artigo também versou sobre as diferentes cores pelas quais Atomino já foi colorizado. A propósito, reparei que na capa o feixe de elétrons que fica sobre sua cabeça foi colorizado de azul, e não de amarelo como ocorre na HQ que abre esse número.

IJG6tUW.jpg?1

Condessa Von Gris, uma madame que aparece em "O múltiplo mistério das malas trocadas", revela ter "epicondilite". Também conhecida como "cotovelo de tenista", esta dor na região do cotovelo caracteriza-se por uma irritação do tecido que liga o músculo do antebraço ao cotovelo. Na trama, Bafo e Fuinha trocam malas de passageiros de um trem na intenção de roubar o conteúdo delas.

BCQi4lE.jpg?1

Em "Assistente oculto", Mickey tenta ajudar o comissário Joca a resolver um caso. Porém, como Joca é muito orgulhoso, Mickey ajuda-o sem que ele perceba, deixando Joca colher os méritos pelo sucesso da ação. Um dos truques de Mickey foi "mudar seu celular para número privado". Um "chamador privado" é uma pessoa que oculta ou ofusca seu número de telefone. A pessoa que recebe a ligação vê apenas uma mensagem como "Nenhum identificador de chamadas", "Número privado" ou "Restrito". Porém, ao contrário da ideia de Mickey, em muitos casos reais esse tipo de recurso é usado com más intenções.

7VNGXtT.jpg?1

  • Like 1

Share this post


Link to post
Bia N

Se não me engano, devo ter visto a história "Assistente Oculto" numa revista do Mickey que perdi, daquelas da época do gibi a 1 real (2000-2002).

Caso a revista ainda não tenha cadastrado lá no inducks, pode dizer em qual revista está essa história pra mim saber se tive esse número?

Share this post


Link to post
Victor235
rppAdxX.jpg?1

Na década de 80, ainda existiram algumas capas de "Zé Carioca" sem a presença do papagaio na ilustração. Isso aconteceu, por exemplo, em Zé Carioca # 1585, lançado em março de 1982.

wMeyM9L.jpg?1

O gibi começa com "O responsável", história na qual um membro da ANACOZECA utiliza a expressão "nos braços de Morfeu", relacionada a alguém que esteja dormindo profundamente, no caso, Zé Carioca. Para saber mais sobre esta conhecida expressão, que acabou influenciando até mesmo o nome do analgésico "morfina", acesse esta página: https://www.significados.com.br/cair-nos-bracos-de-morfeu/

MqPgLQ9.jpg

Quadro do Zé Carioca:

6XGuH0B.jpg

vm4Pzkv.jpg?1

Nesta edição foi publicada a história original que serviu de base para o remake "O mago do pincel" (Zé Carioca # 591, de março de 1963). Nesta história pude conhecer um artefato antigo muito engenhoso que nunca havia visto, o pantógrafo. Inventado em 1603 por um astrônomo, o pantógrafo é utilizado para transferir e redimensionar desenhos. A pessoa refaz os traços na superfície pequena e isso movimenta o pincel ou lápis nas mesmas direções, mas numa escala maior:

bXOLCcO.jpg

Confira esse mesmo quadro no remake com Zé Carioca:

ZK7Iykw.jpg

Essa história segue em parte o "mote barksiano". Pato Donald começa a se dar muito bem em um trabalho, executando-o com perfeição, apesar de ser bastante convencido, até que um grande erro põe tudo a perder. Há, porém, diferenças neste roteiro de nove páginas. Donald não percebeu os erros que cometeu (ocasionados por um dirigível) e conseguiu bolar uma forma de continuar trabalhando mesmo após os episódios que teriam abalado sua carreira. 

No remake (ZC # 591), Zé Carioca havia rido como um pato ("qué, qué"). Provavelmente esqueceram de adaptar esta parte, que cai melhor com o Pato Donald. Compare:

0FUxo0K.jpg

G3tsudC.jpg

Quanto ao estranho horário "3,06" do remake (ZC # 591): ficou como "Três e cinco" na tradução da história original (ZC # 1585). Compare:

jpZm55F.jpg

vMdl8di.jpg

Também fiz a equivalência com o nome dos personagens diferentes. O Rogelho havia descoberto que os nomes dos personagens diferentes em inglês eram Mister Bemis, Mister Swatch e Mister Sharp. No remake (ZC # 591), estes personagens foram batizados respectivamente de Seu Atílio, Seu Figueirola e Seu Molino. Na tradução da HQ original (ZC # 1585), porém, descobri que eles foram chamados de Seu Nino, Seu Onofre e Seu Ivo. Compare:

• Seu Atílio (Seu Nino)
bFohpby.jpg

DtKPQ3t.jpg

• Seu Figueirola (Seu Onofre)
hXr1jes.jpg

DzyGFrH.jpg

• Seu Molino (Seu Ivo)
sM1O5Qi.jpg

CRgqg8g.jpg

Esta é mais uma história na qual os sobrinhos de Donald dirigem um carro. Na maioria dos desenhos aparecem apenas dois (e não três) sobrinhos, o que certamente facilitou o remake feito por Waldyr Igayara de Souza, no qual Zico & Zeca assumiram o lugar de Huguinho, Zezinho e Luisinho.

agFYpJk.jpg?1

0LkRRH6.jpg?1

• Jorge Luís
wbFqqK3.jpg

Em "O caminhão do Zé", Zé Carioca herda um velho caminhão. Para evitar pagar dívidas relacionadas ao veículo e ainda faturar uma grana, ele funda a companhia de transportes "Transzé" (que nome, hein?). Para evitar entrar numa fria, Nestor foge dando a desculpa de que "detesta dirigir". Ele poderia justificar dizendo que desta vez o sócio do negócio não era ele, e sim o neto do dono da oficina. Nesta história, são citados alguns personagens diferentes. Dr. Aureliano e Godofredo Marreta podem ser vistos nos desenhos:

MTspv0m.jpg

4vPv4t6.jpg

-----

T9HmluI.jpg?1

hCem4Di.jpg?1

XUGVkCX.jpg?1

Share this post


Link to post
Victor235
11 horas atrás, Maylene disse:

Se não me engano, devo ter visto a história "Assistente Oculto" numa revista do Mickey que perdi, daquelas da época do gibi a 1 real (2000-2002).

Caso a revista ainda não tenha cadastrado lá no inducks, pode dizer em qual revista está essa história pra mim saber se tive esse número?

É uma história de 2018, que foi publicada pela primeira e única vez no Brasil nesse "Mickey": https://inducks.org/story.php?c=D+2016-222

Share this post


Link to post
Victor235

7Zao19T.jpg?1

Zé Carioca # 2011, de novembro de 1994, deve ser outro número relativamente raro do papagaio. Consegui ele num lote da Luciana. O número ainda estava sem imagem de capa em alta definição no Inducks e também sem imagem disponível no Guia dos Quadrinhos. Além disso, uma das histórias dele, "Paqueras num shopping" (nunca republicada), era uma das poucas HQs brasileiras que não tinha nenhuma imagem disponível no Inducks (a enviei após ver uma listagem do Rogelho). Na capa desta edição, vemos as três penas de Zé Carioca serem colorizadas uma de cada cor. No início dos anos 2000 o Estúdio Lua Azul passaria a adotar esse padrão nas histórias "digitais" do papagaio.

O gibi em questão começa com "Sobrinhos, como entendê-los?" (nunca republicada), história com os personagens diferentes Dr. Saldanha e Dona Lurdes:

eS4l2OZ.jpg

cDN58PJ.jpg

O título de "Isso é uma injustiça", história de Pata Lee nunca republicada, foi incluído como um balão de fala da própria personagem no "splash panel" da história. Já vi esse recurso ser utilizado em HQs da Turma da Mônica.

eGhJoOS.jpg?1

Além disso, a história termina com uma "quebra da quarta parede". Pata Lee e Olímpia "caem na real" e falam isso aos leitores da história:

zRm9zs6.jpg

• Seu João from B 940016
HvgUCRN.jpg

• G. Ovane (referência ao jogador de volêi)
7P6ASjo.jpg

Tira "pesada" do Amadeu (nunca republicada):

40zFAkg.jpg?1
@Usagi White

0jhNnxA.jpg?1

Em "O sequestro do Gugu", vemos os personagens diferentes Júnior from B 860178 e Gugu the butler (a madame não é chamada por nome próprio):

vKFJCi9.jpg

E60CSuz.jpg

3Z3KL1m.jpg

Na HQ "Paqueras num shopping", que estava sem imagem alguma no Inducks, Urtigão contracena com personagens femininas que tem traços humanos (bem mais do que esta da primeira página da história; as demais tem narizes e não focinhos). Os desenhos são de Paulo Renato da Costa Noely. Para provar que sabe vender, o velho Urtiga acaba vendendo a vitrine (literalmente) de uma loja.

SNaSB2I.jpg?1

- Urtigão tá que nem eu :lol:

avkA2bC.jpg

O roteirista de novelas Juca Pítulo (muito bem desenhado por Gustavo Machado) e a aspirante a atriz Joana Pediporco aparecem na hilária "Novela! Novela! Novela" (história nunca republicada):

6fhDKtd.jpg

xhBuxr7.jpg

Lembrei do "não diga / digo / que coisa" (Chaves):

JDoUi6t.jpg?1

Na francesa "Pega, Minie!" (nunca republicada), Minnie confunde Amadeu com corvos propriamente ditos (aqueles de comportamento e personalidade animais). Depois, Amadeu faz um espantalho e Minnie empresta sua "fita" para a confecção do boneco. Contudo, logo no quadro seguinte Minnie aparece com o mesmo laço em sua cabeça.

X762uDL.jpg?1

Seção de cartas:

hAFQukC.jpg?1

Por fim, podemos ver os traços de Gustavo Machado também em "Corrida insólita" (história nunca republicada):

• Nestor
LlVBvbJ.jpg

• Flecha-Ligeira the pigeon
NWWb6oj.jpg

• Marta the pigeon
AD2fnoF.jpg

-----

onv2XDi.jpg?1

 

-----

Toda vez que capricho num post mais longo o fórum faz isso :( 

Share this post


Link to post
Victor235
CAzNKEj.jpg?1

9rkIFV1.jpg?1

Em Zé Carioca # 2352, lançado em outubro de 2010, saiu uma propaganda em forma de quadrinhos do sabonete antibacteriano Dettol. Porém, especialistas dizem que esse tipo de sabonete não é muito recomendado, por acabar retirando uma proteção natural da pele. Ao remover esta proteção, o que ocorre com o uso contínuo de tais sabonetes, a pele fica ressecada e mais vulnerável ao surgimento de alergias, microlesões e infecções. Na prática, os sabonetes antibacterianos ou antissépticos não apenas removem a sujeira do corpo, mas também matam micróbios, incluindo aqueles que são "bons" para nossa saúde. Segundo reportagem da Folha, de acordo com a Reckitt Benckiser, fabricante do sabonete Dettol, que tem triclocarban na fórmula, "o uso de produtos antimicrobianos, tais como Dettol, é capaz de remover as bactérias patogênicas, mas não as bactérias inofensivas da pele". Todavia, segundo matéria publicada no portal Viva Bem (UOL), "cientistas ainda acreditam que as substâncias químicas presentes nesses produtos, como triclocarban e triclosan, podem criar superbactérias resistentes a antibióticos e também prejudicar o meio ambiente. Vale destacar que, nos Estados Unidos, esses e outros 17 agentes foram proibidos pela Food and Drug Administration (FDA), por questões de segurança e eficácia". Leia mais: https://vivabem.uol.com.br/noticias/redacao/2018/10/10/sabonete-antibacteriano-tira-protecao-da-pele-e-favorece-infeccoes.htm

As histórias desta edição:

wpvAGIU.jpg?1

voZLteQ.jpg?1

pLfuz1C.jpg?1

• Dr. Estigma
gs3niIc.jpg

kteZBS6.jpg?1

6uWzOi7.jpg?1

jE5qF0p.jpg?1

bOwiMCl.jpg?1

- Assinatura de Zé Carioca
wT8qo9V.jpg

- Acácio usa camiseta "G"
vyP9wDe.jpg

• Janjão Trinca-Dentes
vEQ4w67.jpg

Tira que eu nunca havia lido:
y2Mggbs.jpg?1
@Usagi White

dkpW58G.jpg?1

Share this post


Link to post
Victor235
RWZQ15w.jpg?1

O exemplar que encontrei à venda de Zé Carioca # 617, lançado em setembro de 1963, veio num estado não muito bom e faltando as últimas páginas. Por sorte, quando o li em agosto encontrei a edição completa no grupo do Esquiloscans no Facebook. Deixo aqui o crédito pelas imagens e meus agradecimentos ao Divictor Souza. Dentre outros destaques, nesta edição foi publicada uma sequência de remakes com três tiras de uma página seguidas. Numa delas, Zé Carioca usa novamente a expressão "chu!" para espantar pássaros. Também há "Esquilos Aquáticos", mais um remake da série "Zé Fraude". Neste, Zé Carioca contracena com Tico & Teco, que foram desenhados com traços diferentes por Pete Alvarado. A tradução da história inseriu um trecho da música "Pirata da Perna-de-Pau" num dos balões: "minha galera dos verdes mares não teme o tufão".

tcDDY06.jpg?1

O gibi começa com "O segrêdo do sucesso", história na qual um empregado de Patinhas foi chamado pela tradução de Seu Benedito. A história tem alguns elementos estranhos. Visando aumentar a quantidade de dinheiro guardado na Caixa-Forte, Patinhas coloca "vários depositozinhos de dinheiro" em caixas de Correio espalhadas do lado de fora de uma parede, com vista para a rua. Algo nada seguro e com capacidade para se guardar muito pouco valor. Ele acaba tendo que contratar uma patrulha aérea de segurança para vigiar as caixas. Bem non-sense, não? Além disso, Donald afirma que "o Correio não volta atrás, não vão entregar cartas com helicópteros". Contudo, os Correios nunca fizeram isso no contexto da história. Tudo havia sido um pensamento do próprio Donald.

eeTmgKE.jpg

Na tira "O Manda-Chuva" (Quincas) vemos o nome em português da personagem Mammy Bammy: Nhá Zefa.

u7b6dL7.jpg?1
- Esta é a história que estava incompleta em meu exemplar.

0xGnNIj.jpg?1

cohprsa.jpg?1
@Usagi White

-----

p0VA3yw.jpg?1

Share this post


Link to post
Victor235

Desta vez com grande antecedência, capas de edições de Natal foram divulgadas pela Culturama. Haverá uma edição de capa-dura, um box especial e capas natalinas nas edições mensais:

Natal-Culturama-01.jpg

Natal-Culturama-02.jpg

Natal-Culturama-03.jpg

Também vai sair a segunda edição do "Grande Almanaque Disney", com um especial comemorativo do Superpato e provavelmente a conclusão da saga do Fantomius.

GAD02-verso.jpg

Edited by Victor235

Share this post


Link to post
Victor235
frlpDBO.jpg?1

Algo meio inusitado pode ser visto em Zé Carioca # 623, de outubro de 1963: um remake com Zé Carioca sobre uma história de ninguém menos que Carl Barks. A tradução da história trouxe alguns nomes como "Loção Origam de Cotia", "Universidade de Jacarepaguá" e uma referência à publicação da Editora Abril "Historinhas Semanais":

UOGvp04.jpg

Um corte de cabelo "bossa-nova":

qrnvND9.jpg

Outras palavras pouco recorrentes nos dias de hoje também se destacam ao longo deste gibi. Quincas diz que ouviu um "pipilar choroso" (referência ao  canto de um passarinho) e Tico & Teco dizem que "ninguém irá bulir" em seus chapéus.

cUbe4Hf.jpg

Fuinha, o homem de mil nomes, ganhou mais um em "O canto do Dodó": Vassourinha.

XrzzKYE.jpg

Existem doninhas no Brasil?

UZkuXTB.jpg?1
@Usagi White

q8iHWOD.jpg?1

-----

VylCExd.jpg?1

Share this post


Link to post

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...