Jump to content
Sign in to follow this  
E.R

GOOGLE

Recommended Posts

JoelJunior15

NOTÍCIAS

Google se une a montadoras para colocar o Android nos carros:

Google%2Bse%2Bune%2B%25C3%25A0%2Bmontado

O Google anunciou nesta segunda-feira, 6, uma parceria com grandes montadoras que pretende colocar o sistema operacional da empresa nos carros. Chamada Aliança Automotiva Aberta (OAA, na sigla em inglês), a iniciativa une Audi, GM, Honda e Hyundai, além da Nvidia e o Google.

A ideia, pelo que explicou o diretor de engenaria do Android Patrick Brady, é fazer com que tudo o que o sistema proporciona em tablets, smartphones e computadores possa ser levado aos automóveis de forma segura.

"Colocar o Android no carro trará aos motoristas aplicativos e serviços que eles já conhecem e adoram, permitindo que as montadoras entreguem mais facilmente a tecnologia de ponta para seus clientes", disse ele.

Olhar Digital

http://olhardigital.uol.com.br/noticia/39617/39617

Share this post


Link to post
Share on other sites
JoelJunior15

NOTÍCIAS

Google teria planos para "chacoalhar" mercado de passagens aéreas:

google.jpg

O próximo grande projeto do Google mira chacoalhar um mercado diferente do que a empresa está habituado: o de compras de passagens aéreas. Pelo menos é o que promete Michael O'Leary, diretor da empresa aérea Ryanair.

Em entrevista à publicação irlandesa The Independent, O'Leary conta estar trabalhando com o gigante do negócio de buscas para mudar o modo com o qual os consumidores procuram e comparam o preço de passagens.

De acordo com o executivo da Ryanair, a ferramenta que está sendo desenvolvida pelo Google seria capaz de derrubar toda a competição neste mercado.

Ele revela que os preços de sua empresa serão compartilhados com o Google para fazer parte do lançamento do serviço, previsto para março de 2014, e outras empresas deverão fazer o mesmo.

Contudo, o Google já possui um sistema de pesquisa de preços de passagens, lançado no próprio Reino Unido em março do ano passado. Em comunicado à CNET, o Google não confirma nem desmente trabalhar em nada novo relativo ao assunto.

"Já temos acordos com várias empresas aéreas ao redor do mundo e estamos sempre tentando melhorar os resultados assinando com outras. Não temos nada novo para anunciar no momento", diz um representante da empresa.

Olhar Digital

http://olhardigital.uol.com.br/noticia/39740/39740

Edited by JoelJunior15

Share this post


Link to post
Share on other sites
JoelJunior15

NOTÍCIAS

Google compra empresa do criador do iPod por US$ 3,2 milhões:

google.jpg

Dando mais um passo para fazer parte da casa das pessoas, o Google anunciou nesta segunda-feira, 13, a aquisição da empresa americana Nest Labs por US$ 3,2 bilhões, conhecida por desenvolver aparelhos domésticos conectados.

Entre os produtos consagrados da Nest estão os termostatos conectados e detectores de fumaça. A empresa foi fundada há dois anos por Tony Fadell, um dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento do iPod na Apple e agora trabalhará para o grande rival Google.

Fadell se declarou empolgado por ver sua nova empresa se tornar parte do conglomerado Google. "Com o suporte, a Nest se posicionará ainda melhor no mercado para construir aparelhos simples e inteligentes para fazer a vida em casa mais fácil e ter um impacto positivo no mundo", afirma ele no comunicado.

Até então, os rumores davam conta que Fadell procurava novos investimentos para sua empresa, mas parece ter mudado de ideia e aceitado a aquisição. A empresa já havia recebido cerca de US$ 230 milhões em fundos, sendo que um dos maiores apoiadores era, não por acaso, o Google Ventures, braço do conglomerado que investe em startups.

Larry Page, CEO do Google declarou satisfação com a aquisição de uma empresa que já tem seus produtos no mercado, citando nominalmente o termostato inteligente, capaz de economizar energia, e o detector de fumaça e gás carbônico.

Há algumas semanas surgiu a informação de que o Google estaria desenvolvendo seus próprios termostatos inteligentes. Com a aquisição, a tecnologia da Nest deverá ser aplicada aos novos dispositivos.

Olhar Digital

http://olhardigital.uol.com.br/pro/noticia/39745/39745

Share this post


Link to post
Share on other sites
JoelJunior15

NOTÍCIAS

Google passa a medir qualidade da internet e dar notas a operadoras:

google.jpg

O Google lançou nessa terça-feira, 21, um serviço de medição que usa o YouTube para informar aos internautas sobre qual é a qualidade do pacote de internet que suas operadoras estão entregando.

Com o Google’s Video Quality Report, usuários do YouTube saberão se a rede em uso é capaz de transmitir vídeos em alta definição. Sempre que isso for possível o provedor receberá uma classificação “YouTube HD Verified”.

Existem outras duas notas: “standard definition”, para pacotes que permitem exibição em uma resolução comum (pelo menos 360p), e “lower definition”, para aqueles que oferecem internet lenta e com muitas interrupções.

Por enquanto o medidor só funciona no Canadá, onde as operadoras têm obtido resultados acima do esperado. Em entrevista ao Financial Post, Shiva Rajaraman, que dirige o gerenciamento de produtos do YouTube, declarou que o país pode se tornar o primeiro a receber uma classificação positiva geral.

O serviço será expandido a outros mercados em breve, possivelmente até para o Brasil. Será que por aqui a internet atingirá o “nível Canadá”?

Olhar Digital

http://olhardigital.uol.com.br/noticia/39892/39892

Share this post


Link to post
Share on other sites
JoelJunior15

NOTÍCIAS

Google apresenta ferramenta nova para o buscador:

google.jpg

O Google acrescentou uma novidade ao seu sistema de buscas que, a partir de agora, exibirá informações rápidas sobre os sites que trouxerem resultados para a pesquisa efetuada.

Na página de resposta à busca, ao lado de cada link haverá um outro com o nome do site. Clicando ali você encontrará um resumo sobre a página em questão.

Nem todos os sites receberão essa descrição, só os que forem "amplamente reconhecidos como notáveis online", e isso aparecerá "quando não houver informações suficientes para mostrar ou quando o conteúdo puder ser útil" para o internauta, explica o Google.

Esses dados são exibidos graças ao Knowledge Graph, sistema da empresa que interconecta conhecimento entre diversas plataformas.

Olhar Digital

http://olhardigital.uol.com.br/noticia/39917/39917

Share this post


Link to post
Share on other sites
JoelJunior15

NOTÍCIAS

Google compra empresa de inteligência artificial:

google.jpg

O Google comprará uma empresa de inteligência artificial britânica chamada DeepMind, conforme reportado pelo Re/code. A gigante de buscas confirmou a negociação, mas não quis falar sobre o valor pago.
Enquanto o Re/code diz que foram investidos US$ 400 milhões no negócio, fontes do The Information dizem que o preço ficou acima de US$ 500 milhões e que, ao fechar acordo, o Google bateu o Facebook, que também estaria de olho da empresa.
Baseada em Londres, a DeepMind foi fundada há cerca de três anos pelo neurocientista Demis Hassabis, junto com Shane Legg e Mustafa Suleyman. Eles constroem algoritmos de aprendizado para simuladores, e-commerce e jogos.
Entre os investidores por trás da empresa estão a Founders Fund, a Horizons Ventures e o desenvolvedor Jaan Tallinn - que se envolveu com Skype e Kazaa.

Olhar Digital

http://olhardigital.uol.com.br/pro/noticia/39966/39966

Share this post


Link to post
Share on other sites
JoelJunior15

NOTÍCIAS

Google aumenta receitas, mas vê Motorola sugar seu lucro:

google.jpg

O Google divulgou nesta quinta-feira, 30, os resultados de seu último trimestre fiscal no ano de 2013. O período, encerrado no dia 31 de dezembro, representou mais um período de crescimento em receitas e lucros, embora este segundo quesito tenha decepcionado os analistas de mercado.
A empresa fechou os últimos três meses com uma arrecadação de US$ 16,86 bilhões, um crescimento significativo em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram gerados US$ 14,4 bilhões em receitas pela empresa, resultando em uma alta de 17%.
Contudo, o lucro ficou abaixo do esperado, apesar de permanecer em alta. Sobrou para a empresa um lucro líquido de US$ 3,38 bilhões, contra US$ 2,89 bilhões no mesmo período de 2012, ou uma alta. O salto também foi de cerca de 17%.
Mesmo assim, não foi suficiente para satisfazer os analistas. Isso graças aos resultados fracos da Motorola sob seu comando. No trimestre, a empresa que agora será parte da Lenovo teve números ruins, arrecadando US$ 1,24 bilhões, contra 1,51 bilhões no final do ano passado.
A Motorola também representou um prejuízo de US$ 384 milhões no último trimestre, aumentando o ritmo de perda de dinheiro sob o contorle do Google. No fim do ano passado, o prejuízo havia sido de US$ 152 milhões.
Como um todo, o ano da Motorola representou uma perda de US$ 1,245 bilhão para os cofres do Google. As perdas aumentaram em relação a 2012, quando a Motorola significou um prejuízo de US$ 1,113 bilhão. Entretanto, a aquisição só foi completada no segundo trimestre daquele ano, então é possível dizer que o ano de 2013 foi um pouco melhor que 2012, já que as perdas foram diluídas.

Olhar Digital

http://olhardigital.uol.com.br/pro/noticia/40051/40051

Share this post


Link to post
Share on other sites
JoelJunior15

NOTÍCIAS

Google vende Motorola para a Lenovo por US$ 2,9 bilhões:

google.jpg

Depois de ser comprada pelo Google por US$ 12,5 bilhões em 2012, a Motorola mudou de mãos novamente. A empresa passa a ser parte da Lenovo graças a um acordo selado nesta quarta-feira entre a gigante das buscas e a empresa chinesa.
O acordo prevê a transferência de US$ 2,91 bilhões, e a forma de pagamento inclui dinheiro e algumas ações da companhia chinesa.
A venda foi confirmada pelo Google em comunicado divulgado para imprensa e investidores nesta quarta-feira. A empresa diz que manterá a maior parte das patentes da Motorola, incluindo as novas aplicações e invenções feitas sob seu comando.
Contudo, a Lenovo receberá uma licença para utilização do portifólio de patentes e outras propriedade intelectuais, além de receber outras 2 mil patentes, a marca "Motorola" e as marcas registradas.
Quando o Google comprou a Motorola em 2012, a ideia era adquirir as patentes registradas pela Motorola Mobility. De quebra, recebeu também uma fabricante de smartphones que lançou sob o slogan de "a Google Company" o Moto X e o Moto G, além de outros aparelhos restritos ao mercado americano.
No entanto, a Motorola nunca deu lucro para o Google. Trimestre após trimestre, a sua aquisição pesava ainda mais nos cofres da desenvolvedora do Android. Isso provavelmente deve ter motivado a venda.
"A aquisição de uma marca icônica, com uma linha de produtos inovadores e uma equipe incrivelmente talentosa globalmente fará a Lenovo se tornar imediatamente um competidor forte no ramo de smartphones", diz Yang Yuanqing, da Lenovo, lembrando do histórico da empresa em abraçar outras marcas como o Think da IBM. Hoje a empresa é uma das maiores no ramo de PCs.
Larry Page, CEO do Google, vê a venda como uma nova oportunidade. "A Lenovo tem a experiência para levar a Motorola Mobility para o posto de uma das maiores marcas no ecossistema Android. A venda permitirá ao Google devotar a nossa energia para a inovação no Android para o benefício de usuários de smartphones em todo o mundo.
Já Dennis Woodsite, CEO da Motorola Mobility, vê a mudança de ares como uma forma de "um caminho rápido para atingir a meta de alcançar as próximas 100 milhões de pessoas com internet móvel". "Com os lançamentos recentes do Moto X e o Moto G, estamos em grande aceleração e a experiência da Lenovo com hardware e seu alcance global podem ajudar a ampliar isso", diz ele no comunicado.

OLHAR DIGITAL

http://olhardigital.uol.com.br/pro/noticia/40033/40033

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tony Nelson

Google querendo se livrar da Motorola :muttley: Quem sabe a lenovo, com a sua experiência em eletrônicos saiba "usar" melhor a marca ^_^

Share this post


Link to post
Share on other sites
JoelJunior15

NOTÍCIAS

Google muda buscador para evitar possível multa de US$ 5 bilhões:

google.jpg

O Google propôs modificar a página de resultados de seu buscador na Europa para encerrar um processo judicial que poderia gerar uma multa de US$ 5 bilhões. A Comissão Europeia abriu o caso sobre truste em 2010, mas aceitou um acordo provisório com a companhia, que se comprometeu a fazer alterações "significativas" em seu serviço.
O problema era a forma como o Google exibe resultados relacionados aos concorrentes em pesquisas de serviços - como restaurantes, hotéis, busca por voos etc. De acordo com o Mashable, empresas como Microsoft e TripAdvisor reclamaram que o Google tirava vantagem de sua posição dominante no mercado para favorecer suas próprias ofertas.
Agora o Google dará um lugar cativo para os concorrentes na página de resultados, garantindo espaço a pelo menos três links de empresas diferentes junto aos destaques que forem exibidos pelo Google Shopping.

OLHAR DIGITAL

http://olhardigital.uol.com.br/pro/noticia/40133/40133

Share this post


Link to post
Share on other sites
JoelJunior15

NOTÍCIAS

Acusado de monopólio pelo governo, Google diz que a internet é livre:

Há alguns dias o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, levantou polêmica ao sugerir que o maior buscador da internet brasileira pode ameaçar os negócios das teles e das TVs a ponto de "engolir os dois". "Acho que o Google está se tornando o grande monopólio da mídia", opinou ele.

A posição do ministro não é unânime. Cris Camargo, gerente de Marketing do IAB Brasil, considera que embora as TVs exerçam papel importante no país, a comunicação está evoluindo através dos meios digitais. "Acredito que toda a indústria irá se reorganizar. As TVs irão se digitalizar, a internet estará em todos os meios. Não haverá ameaça, mas sim reorganização e integração", avalia.
E a gigante de buscas não produz uma linha sequer de conteúdo, o que a permite se esquivar da polêmica. Quando procurada pelo Olhar Digital para comentar a declaração de Bernardo, a empresa se limitou a dizer que "a internet é o ambiente mais livre e competitivo do mundo".
CAMPEÃO DA MÍDIA:
Por mais que não ponha a mão na massa diretamente, o Google indexa material produzido por entidades e internautas do mundo todo, o que a tornou a maior empresa de mídia do planeta e lhe rendeu dores de cabeça.
Na França, eles tiveram de pagar o equivalente a R$ 161 milhões para manter o Google News, caso que abriu campo para que se questionasse os métodos da empresa em toda a Europa. E no Brasil a ANJ (que representa 90% dos jornais do país) recomendou que seus associados deixassem a ferramenta, que desde 2011 ficou esvaziada.
Esse pessoal está de olho no dinheiro que a gigante de buscas ganha ao associar anúncios com o material produzido por eles - afinal, a receita publicitária do Google supera a de toda a mídia impressa dos EUA.
CENÁRIO BRASILEIRO:
No Brasil a internet ainda não chega nem perto da TV, em termos de relevância no mercado publicitário. Somente 15% dos investimentos feitos por anunciantes daqui vão para a web. Ainda assim, o Google possui o nome mais forte do setor.
Basta fazer as contas: 61% da verba de anunciantes que vai para a internet no Brasil estão nas mãos de empresas de pesquisas; o Google responde por 96,17% das buscas realizadas no país, então quase todo o dinheiro fica com ele.
Não foi só o Paulo Bernardo que prestou atenção a esses números, a presidenta Dilma Rousseff também já levantou seu radar e botou a Receita Federal para analisar a contabilidade da companhia. O órgão procurará possíveis crimes de sonegação fiscal cometidos por empresas de tecnologia - o que também envolve o Facebook.
As companhias serão investigadas por comercializar serviços aqui via cartões de créditos internacionais, recebendo em subsidiárias estabelecidas em outros países. Para o governo, o modelo de negócios precisa ser revisado porque utiliza brechas que permitem o pagamento de menos impostos.
O Google respondeu ressaltando os investimentos feitos no país desde sua chegada, em 2006, e afirmando: "Nós pagamos todos os impostos que são devidos no Brasil, assim como em todos os outros países onde operamos."

OLHAR DIGITAL

http://olhardigital.uol.com.br/pro/noticia/40333/40333

Edited by Rodrigo370

Share this post


Link to post
Share on other sites
Victor235

Eu estava vindo aqui postar justamente esta notícia.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tony Nelson

Tecnologia chegando.

Não duvido que daqui a pouco acessórios semelhantes ao do filme De volta pro Futuro 2 poderão ser criados :D

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...