Jump to content
Sign in to follow this  
E.R

Fórmula 1

Recommended Posts

E.R
NOTÍCIAS

https://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/noticia/organizacao-do-gp-da-australia-garante-que-corrida-abrira-temporada-2021-de-formula-1.ghtml

Cancelado em 2020 por causa da pandemia de coronavírus, o GP da Austrália está confirmado para 2021.

E segundo os organizadores, a corrida em Melbourne abrirá a temporada 2021, que terá o calendário anunciado nas próximas semanas.

- O GP da Austrália está em constante diálogo com a Fórmula 1 a respeito do esboço do calendário 2021, que será publicado nas próximas semanas. Melbourne novamente sediará a abertura da temporada nas tradicionais datas de meio de março - disse Andrew Westacott, CEO do Australian Grand Prix Corporation.

 

Share this post


Link to post
tokufan4
22 hours ago, E.R said:
NOTÍCIAS

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2020/10/tv-cultura-negocia-direitos-de-transmissao-da-formula-1.shtml

A TV Cultura negocia com a Rio Motorsports os direitos de transmissão da próxima temporada da Fórmula 1, em 2021.

As conversas são promissoras, segundo interlocutores.

 

Primeiro Libertadores no SBT... Agora F1 na Cultura... Qual será a próxima? UFC na Gazeta?

Share this post


Link to post
E.R
NOTÍCIAS

FLÁVIO RICCO - R7

As negociações da TV Cultura com a Rio Motorsports, empresa que adquiriu os direitos de transmissão da Fórmula 1 no Brasil, a partir do ano que vem e após a desistência da TV Globo, continuam bem animadas.

José Roberto Maluf, presidente da emissora, consultado pela coluna, disse que “as chances são muito boas”.

As próximas reuniões, admite, serão decisivas, mas a vontade em fazer acontecer tem contribuído de forma importante.

A TV Cultura, que no passado marcou posição no campo esportivo – “Esporte é Cultura” e “Um grande País se forja nos campos esportivos”, desde o início da atual gestão, em meados do ano passado, tem pontuado a sua programação com algumas transmissões. Por exemplo, o vôlei, que foi meio deixado de lado na TV aberta.

 

Share this post


Link to post
tokufan4

O Hamilton não para de bater recordes... Não gosto do Schumi mesmo... :P

Share this post


Link to post
E.R
NOTÍCIAS

https://www.esporteemidia.com/2020/10/se-fechar-acordo-cultura-vai-mostrar.html

A Rio Motorsports, empresa que virou a dona no país dos direitos da Fórmula 1, tem uma reunião marcada para o início da semana que vem com a TV Cultura de São Paulo que pode ser decisiva para o fechamento do contrato entre as partes.

De acordo com o UOL Esporte, a Cultura foi a emissora que mais gostou da ideia de exibir a categoria entre as empresas procuradas pela Rio Motorsports.

A emissora ofereceu um plano de cobertura total, incluindo o retorno da exibição em TV aberta dos treinos que definem as posições dos grandes prêmios, em sessão que acontecem no sábado.

 

Share this post


Link to post
E.R

A Mercedes conquistou hoje o título mundial de construtores da temporada 2020 da Fórmula 1.

Share this post


Link to post
E.R
NOTÍCIAS

FLÁVIO RICCO - R7

Reginaldo Leme, ele mesmo tem admitido a possibilidade de acertar, muito em breve, com uma TV aberta.

A TV Cultura, interessada em viabilizar as transmissões da Fórmula 1, é indicada como caminho natural. 

 

Share this post


Link to post
E.R
NOTÍCIAS

https://motorsport.uol.com.br/f1/news/f1-confirma-inclusao-do-gp-da-arabia-saudita-no-circuito-de-rua-de-jeddah-a-partir-de-2021/4904154/

O GP da Arábia Saudita de Fórmula 1 foi confirmado no calendário 2021.

"A história será feita em 2021, quando um dos maiores eventos esportivos do mundo vir a Jeddah, para a realização do primeiro GP da Arábia Saudita de Fórmula 1", diz a nota. "A corrida, que será realizada em novembro de 2021, verá os melhores pilotos e equipes do mundo, no nível mais alto do esporte a motor, nas ruas de Jeddah, para uma espetacular corrida noturna".

 

Share this post


Link to post
E.R
NOTÍCIAS

https://veja.abril.com.br/blog/radar/mais-uma-cidade-entra-na-briga-pelo-autodromo/

A prefeitura da cidade de Cabo Frio, cidade no litoral do Estado do Rio de Janeiro, entrou nesta segunda-feira na disputa para sediar a pista que pode receber o próximo Grande Prêmio de Fórmula 1 no Brasil.

A área de dois milhões de metros quadrados, já desapropriada e licenciada, foi apresentada ao governador interino do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, como uma alternativa diante das “dificuldades noticiadas sobre a dificuldade de instalação de autódromo na cidade do Rio de Janeiro”. 

No ofício encaminhado ao governador e à Confederação Nacional de Automobilismo, a prefeitura destaca a localização da cidade, a cerca de 150 quilômetros do Rio de Janeiro e aproximadamente 600 quilômetros de São Paulo, e o potencial turístico da Região dos Lagos, o que “traria ganhos não só para a cidade, como também para o esporte, que passa a ter um destino atrativo ao turista no Brasil”. 

 

Share this post


Link to post
E.R
NOTÍCIAS

oVr2EwZsMi7qBqG2gWMaDSnXW1YHG662GEQxUK4m

Calendário 2021 da Fórmula 1.

 

Share this post


Link to post
E.R
NOTÍCIAS

https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2020/11/10/dona-da-f1-pede-prioridade-da-globo-em-conversas-por-tv-em-2021.htm

A Liberty Media, proprietária da Fórmula 1 desde 2016, determinou que a Rio Motorsports, atual dona dos direitos de transmissão para o mercado brasileiro, dê prioridade nas negociações para a venda da categoria no ano que vem para a Globo.

No retrato da situação neste momento, a emissora carioca deixaria de exibir a categoria ao fim da atual temporada, com indefinição sobre a nova 'casa' da categoria no país.

A determinação da Liberty Media aconteceu na semana passada, após algumas mudanças nas prioridades da categoria para o ano que vem, e com a possibilidade de Interlagos continuar recebendo o GP do Brasil.

A informação foi publicada inicialmente pelo site Grande Prêmio e confirmada pelo UOL Esporte com diversas fontes.

Segundo apurou a reportagem, o pedido foi feito após algumas informações chegarem na empresa mandatária. A primeira delas é o pragmatismo de um modelo que está funcionando no Brasil há tempos.

A Liberty Media teve problemas financeiros sérios em 2020 por causa da pandemia do novo coronavírus e não quer correr riscos nos próximos anos com novas apostas.

Isso passa muito pelo Brasil, que tem a maior audiência global da Fórmula 1, por causa da exibição em televisão aberta nas manhãs de domingo.

Só para se ter uma ideia, em 2019, o país representou 23,5% do alcance mundial da categoria, com 115,2 milhões de telespectadores atingidos, vencendo mercados considerados financeiramente muito mais rentáveis, como Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, Itália, Rússia e nações asiáticas.

A Liberty Media, mesmo vivendo alguns problemas com a Globo nos últimos tempos, como o impasse pela transmissão dos treinos livres nas manhãs de sábado, entende que não se pode abrir mão de quase um quarto de seu alcance global.

A empresa estrangeira não gostou também de saber que a Rio Motorsports estava negociando com a TV Cultura, emissora pública de São Paulo que não tem grande alcance no Brasil. Essas negociações esfriaram justamente por causa da rejeição da proprietária da categoria, além de divergências nos modelos comercias.

Outro ponto importante são os parceiros de marca da Fórmula 1. Empresas que querem anunciar na categoria reclamaram que não haveria possibilidade de fazer investimento em massa no Brasil se não tivessem uma exposição à altura. Na visão dessas marcas, a Globo é a única que pode oferecer o tratamento para manter o nível de alcance de público e retorno dos investimentos em publicidade.

Caso consiga fechar acordo com a Globo, a Fórmula 1 continuaria na emissora carioca e completaria 40 anos de transmissões no Brasil. O grupo de comunicação decidiu abrir mão dos direitos da competição neste ano, pela primeira vez desde 1981, por não concordar com os valores cobrados e por rever o portfólio de transmissões.

Em 2019, a Globo ofereceu cerca de US$ 20 milhões, mas a Liberty Media queria US$ 22 milhões por ano para a renovação.

Vale ressaltar que a relação da Rio Motorsports com a Liberty Media, além de garantir os direitos, prevê a organização do GP do Brasil no Rio de Janeiro, em um autódromo que seria construído no bairro de Deodoro. No entanto, a situação não caminhou até hoje, e as licenças ambientais, necessárias para a construção, não foram asseguradas.

O GP brasileiro no ano que vem ainda está em asterisco, porque depende de uma negociação para manter a prova em São Paulo, no autódromo de Interlagos.

 

Share this post


Link to post
E.R
NOTÍCIAS

https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2020/11/11/globo-confirma-que-esta-renegociando-direitos-da-f1-por-valores-compativeis.htm

:emoglobo:

A Globo confirmou nesta quarta-feira que está renegociando com a Liberty Media os direitos de transmissão da Fórmula 1 para o ano que vem.

Depois de dizer que não renovaria para 2021, a emissora admitiu que voltou a conversar com a dona da principal categoria de automobilismo mundial por um contrato a partir da próxima temporada - o atual termina ao fim de 2020, com última etapa em dezembro.

O grupo de comunicação brasileiro disse em comunicado que está conversando sobre valores mais aceitáveis para a realidade atual do mercado televisivo em todo o mundo, em crise por causa da pandemia do novo coronavírus. "A Globo retomou as conversas com a FOM/Liberty Media sobre os direitos da Fórmula 1, sempre considerando a nova realidade mundial dos direitos de esportivos", indicou a emissora, no posicionamento enviado ao UOL Esporte.

A Liberty decidiu dar prioridade à Globo para renovar contrato no Brasil após não ficar satisfeita com o trabalho feito pela Rio Motorsports. A empresa estrangeira não gostou de saber que a sua representante brasileira estava negociando com a TV Cultura, emissora pública de São Paulo que não tem grande alcance de público. Essas tratativas esfriaram justamente por causa da rejeição da proprietária da categoria, além de divergências nos modelos comercias.

Outro ponto importante são os parceiros de marca da Fórmula 1. Empresas que querem anunciar na categoria reclamaram que não haveria possibilidade de fazer investimento em massa no Brasil se não tivessem uma exposição à altura. Na visão dessas marcas, a Globo é a única que pode oferecer este nível de alcance de público e retorno dos investimentos em publicidade.

A Liberty Media também quer ser pragmática e manter o modelo que está dando certo. A dona da F1 teve problemas financeiros sérios em 2020 por causa da pandemia do novo coronavírus e não quer correr riscos nos próximos anos com novas apostas. Isso passa muito pelo Brasil, que tem a maior audiência global da Fórmula 1, por causa da exibição em televisão aberta nas manhãs de domingo.

Mesmo vivendo alguns problemas com a Globo nos últimos tempos, como o impasse pela transmissão dos treinos livres nas manhãs de sábado, a Liberty entende que não se pode abrir mão de quase um quarto de seu alcance global.

Caso consiga fechar acordo com a Globo, a Fórmula 1 continuaria na emissora e completaria 40 anos de transmissões no Brasil. O grupo de comunicação decidiu abrir mão dos direitos da competição neste ano, pela primeira vez desde 1981, por não concordar com os valores cobrados e por rever o portfólio de transmissões.

Em 2019, a Globo ofereceu cerca de US$ 20 milhões, mas a Liberty queria US$ 22 milhões por ano para a renovação. Agora, a tendência é que as novas tratativas girem em valores inferiores.

 

Share this post


Link to post
E.R
NOTÍCIAS

gettyimages-1255745785.jpg

 

Lewis Hamilton conquistou hoje seu sétimo título na Fórmula 1.

 

Share this post


Link to post
E.R
NOTÍCIAS

https://www.grandepremio.com.br/f1/noticias/otimista-mas-realista-liberty-media-admite-flexibilidade-em-calendario-da-f1-2021/

Quando anunciou o calendário para o 2021 da F1, o Liberty Media informou que não havia “plano B” : são 23 corridas e ponto.

Mas uns dias se passaram e Chase Carey, comandante da categoria até o fim do ano, já percebeu que cravar algo no mundo atual não é tão seguro.

Ele avisou que o calendário da F1 é esse, sim, mas que é impossível entender como estará o planeta em relação ao Covid-19 em tão pouco tempo.

Somos otimistas. Os promotores têm a intenção de organizar as corridas e esperamos que a situação se normalize pouco a pouco, mas estamos preparados para sermos flexíveis com o calendário”.

 

Share this post


Link to post

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...