Jump to content
Sign in to follow this  
Victor235

CARNAVAL

Recommended Posts

E.R

ESCOLAS DE SAMBA DO GRUPO ESPECIAL  - RIO DE JANEIRO

beijaescola.jpg

Beija Flor

mangueira.jpg

Mangueira

portela.jpg

Portela

salgueiro.jpg

Salgueiro

unidosdatijuca.jpg

Unidos da Tijuca

vilaisabel.jpg

Vila Isabel

C6RCUJMXEAA2vwl.jpg

Mocidade Independente de Padre Miguel

DWD3VN5W4AUMCcV.jpg

Viradouro

imperatriz.jpg

Imperatriz Leopoldinense

bandeiratuiuti_zpswumlancg.jpg

Paraíso do Tuiuti

uniaodailhabandeira.jpg

União da Ilha

saoclementebandeira.jpg

São Clemente

-

Títulos recentes :

beijaescola.jpg

Beija Flor campeã do Carnaval 2018 !

 

DWD5uOzX0AAfflA.jpg

 

DWBJFiZX0AA4nbH.jpg

 

DWBLHc_XkAAqjC0.jpg

 

DWD1_wlWAAAlmZK.jpg

 

DWDCz1qWsAEY8zL.jpg

 

-

C54_ZfSXQAATS1d.jpg

Portela campeã do Carnaval 2017 ! (junto com a Mocidade)

C54_b4rXEAA2xI7.jpg

C54_fjQXQAAMSNH.jpg

 

C55NbmJWYAATWsQ.jpg

C55NgT3WUAA9SUL.jpg

-

mangueira2016foto1_zpsfqoyfx57.jpg

Mangueira campeã do Carnaval 2016 !

mangueira2016foto2_zpsmsk01ob2.jpg

 

-

Últimas escolas campeãs do Carnaval do Rio de Janeiro :
. 2018 Beija-Flor
. 2017 Portela e Mocidade Independente de Padre Miguel
. 2016 Mangueira
. 2015 Beija-Flor
. 2014 Unidos da Tijuca
. 2013 Vila Isabel
. 2012 Unidos da Tijuca
. 2011 Beija-Flor
. 2010 Unidos da Tijuca
. 2009 Salgueiro

--

ESCOLAS QUE JÁ VENCERAM O CARNAVAL DO GRUPO ESPECIAL DO RIO DE JANEIRO :

. Portela : 22 títulos
. Mangueira : 19 títulos
. Beija-Flor : 14 títulos
. Salgueiro : 9 títulos
. Império Serrano : 9 títulos
. Imperatriz Leopoldinense : 8 títulos
. Mocidade Independente de Padre Miguel : 6 títulos
. Unidos da Tijuca : 4 títulos
. Vila Isabel : 3 títulos
. Viradouro e Estácio de Sá : 1 título

-

 

As campeãs recentes do Carnaval de São Paulo :
. 2018 - Acadêmicos do Tatuapé 
. 2017 - Acadêmicos do Tatuapé 
. 2016 - Império de Casa Verde
. 2015 - Vai-Vai
. 2014 - Mocidade Alegre
. 2013 - Mocidade Alegre
. 2012 - Mocidade Alegre
. 2011 - Vai-Vai
. 2010 - Rosas de Ouro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Edited by E.R

Share this post


Link to post
Share on other sites
E.R

O GLOBO

O carnaval de rua sempre foi marca do Rio de Janeiro.

Mas, por um bom tempo, esteve relegado a coadjuvante de uma festa que tinha nos desfiles das escolas de samba o seu ponto alto. 

O renascimento dos blocos começou nos anos 1980, mas foi a partir da virada do século que eles ganharam fôlego. O fato é que houve uma explosão, não só na quantidade de agremiações, mas também no tamanho dos grupos. Para se ter uma ideia desse fenômeno de multiplicação, no ano 2000, o Bola Preta arrastava 20 mil foliões pelas ruas do Centro. Hoje, chega a reunir 2 milhões.

Inegavelmente, a cidade ganhou com essa retomada do carnaval de rua, que evoluiu de forma espontânea, sem incentivos do poder público. Em meio à diversidade de grupos e ritmos, surgiram blocos para todos os gostos. Samba, marchinhas, brega, Beatles, MPB, funk, axé, música eletrônica, sertanejo, trilhas de filmes, etc. Mas o sucesso tem seu preço. E o gigantismo não demorou a mandar a conta. Diante de desfiles que extrapolavam todas as expectativas — de um ano para outro o número de foliões chegava a dobrar — não houve infraestrutura que desse jeito.

Nesse sentido, é saudável para a cidade a decisão da prefeitura de reduzir o número de blocos e de fazer mudanças em seus itinerários, aliviando, por exemplo, a Zona Sul.

Segundo a Riotur, foram autorizados este ano 498 desfiles, contra 600 em 2018, ou seja, 17% a menos. Não havia mesmo como manter o esquema de anos anteriores.

É preciso considerar que, quanto mais foliões nas ruas, maior terá de ser o número de banheiros químicos e ambulâncias. O policiamento demandará mais policiais e guardas municipais; a limpeza, mais garis; e o trânsito, mais operadores. Os últimos anos têm mostrado que a infraestrutura não tem acompanhado o crescimento dos blocos. No ano passado, a violência e a desordem deram o tom da folia de rua.

São frequentes também as reclamações de moradores que estão na rota dos blocos. Ruas ficam interditadas durante horas, sem que as pessoas possam chegar às suas casas. Isso sem falar nos grupos não oficiais, que desfilam à revelia, sem qualquer planejamento.

Ninguém tem dúvida de que o carnaval, seja no Sambódromo ou nas ruas, é um patrimônio do Rio e fonte importante de empregos e renda. Precisa ser tratado com profissionalismo, o que significa que prefeitura e estado devem proporcionar toda a estrutura necessária para que as pessoas possam brincar em paz. Mas é preciso conciliar os interesses dos foliões com os da cidade. Para que a folia de uns não se transforme em pesadelo de outros. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
E.R

ANCELMO GOIS - O GLOBO

Mal terminou o carnaval e já começaram as especulações de troca-troca nas escolas. Há quem diga que o carnavalesco Leandro Vieira, a estrela da companhia dos últimos desfiles da Mangueira, estaria a caminho da Portela.

Share this post


Link to post
Share on other sites
E.R

A Mancha Verde conquistou hoje seu primeiro título no Carnaval de São Paulo.

frame-02-40-26.181.jpg

 

E a Vai-Vai foi rebaixada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
E.R

D1AQJ4CXcAk6BsT.png

Mangueira campeã do Carnaval 2019 !

 

Últimas escolas campeãs do Carnaval do Rio de Janeiro :

. 2019 - Mangueira
. 2018 - Beija-Flor

. 2017 - Portela e Mocidade Independente de Padre Miguel

. 2016 - Mangueira

. 2015 - Beija-Flor

. 2014 - Unidos da Tijuca

. 2013 - Vila Isabel

. 2012 - Unidos da Tijuca

. 2011 - Beija-Flor

. 2010 - Unidos da Tijuca

. 2009 - Salgueiro
 

--

ESCOLAS QUE JÁ VENCERAM O CARNAVAL DO GRUPO ESPECIAL DO RIO DE JANEIRO :

. Portela : 22 títulos
. Mangueira : 20 títulos
. Beija-Flor : 14 títulos
. Salgueiro : 9 títulos
. Império Serrano : 9 títulos
. Imperatriz Leopoldinense : 8 títulos
. Mocidade Independente de Padre Miguel : 6 títulos
. Unidos da Tijuca : 4 títulos
. Vila Isabel : 3 títulos
. Viradouro e Estácio de Sá : 1 título

-

 

As campeãs recentes do Carnaval de São Paulo :

. 2019 - Mancha Verde
. 2018 - Acadêmicos do Tatuapé 
. 2017 - Acadêmicos do Tatuapé 
. 2016 - Império de Casa Verde
. 2015 - Vai-Vai
. 2014 - Mocidade Alegre
. 2013 - Mocidade Alegre
. 2012 - Mocidade Alegre
. 2011 - Vai-Vai
. 2010 - Rosas de Ouro

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
E.R
Posted (edited)

A Estácio de Sá conquistou o grupo de Acesso 2019, com isso, em 2020, ficará assim :

Grupo Especial 2020

. Mangueira

. Portela

. Salgueiro

. Beija-Flor

. Viradouro

. Vila Isabel

. Mocidade

. Unidos da Tijuca

. Paraíso do Tuiuti

. União da Ilha

. São Clemente

. Estácio de Sá

. Grande Rio

 

-

Grupo de Acesso 2020 (escolas já confirmadas) :

. Imperatriz Leopoldinense

. Porto da Pedra

. Império Serrano

. Cubango

. Império da Tijuca

. Unidos da Ponte

. Santa Cruz

. Renascer de Jacarepaguá

. Unidos de Bangu

. Acadêmicos da Rocinha

. Unidos de Padre Miguel

. Inocentes de Belford Roxo

. Acadêmicos do Sossego

--

Em São Paulo, as escolas de samba que subiram para o Grupo Especial foram Pérola Negra e Barroca Zona Sul.

 

 

 

Edited by E.R
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
E.R

Acadêmicos de Vigário Geral conquistou a Série B do Carnaval do Rio de Janeiro e também vai disputar o Grupo de Acesso em 2020.

Share this post


Link to post
Share on other sites
E.R

Classificação geral do Grupo B :
1 – Vigário Geral – 269,4 (promovida ao Grupo de Acesso em 2020)
2 – União do Parque Curicica – 269,2
3 – Tradição – 269,1
4 – União de Maricá – 269,1
5 – Em Cima da Hora – 268,9
6 – Lins Imperial – 268,9
7 – Engenho da Rainha – 268,8
8 – Unidos de Lucas 268,8
9 – Siri de Ramos – 268,8
10 – Arame de Ricardo – 268,8
11 – Vizinha Faladeira – 268,3 (rebaixada para a Série C)

Série C
1 – Império da Uva – 269,5 (promovida à Série B)
2 – União do Parque Acari – 269,3 (promovida à Série B)
3 – Jardim Bangu 269,2 (promovida à Série B)
4 – Vila Santa Tereza – 269,1
5 – Villa Rica – 268,8
6 – Passa Régua – 268,6
7 – Sereno de Campo Grande – 267,8
8 – Arranco – 267,0
9 – Unidos do Jacarezinho – 267,0
10 – Difícil é o Nome – 266,7
11 – Flor da Mina – 266,3
12 – Vila Kennedy – 261,0
13 – Unidos do Cabuçu – 260,4 (rebaixada para a Série D)

Série D
1 – União de Jacarepaguá – 269,3 (promovida à Série C)
2 – Botafogo Samba Clube – 269,3 (promovida à Série C)
3 – Independentes de Olaria – 268,7 (promovida à Série C)
4 – Abolição – 268,2
5 – Leão de Nova Iguaçu – 268,1
6 – Rosa de Ouro – 267,8
7 – Ind. da Praça da Bandeira – 267,6
8 – Vicente de Carvalho – 267,4
9 – Império Ricardense – 267,2
10 – Unidos de Cosmos – 266,7
11 – Chatuba de Mesquita – 266,1 (rebaixada para a Série E)
12 – Mocidade do Santa Marta – 262,9 (rebaixada para a Série E)
13 – Caprichosos de Pilares – não desfilou (rebaixada para a Série E)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Chapolin

Até chegar as notas do último quesito eu tava achando que a "Acadêmicos do Tatuapé" iria ganhar de novo :P Mas acabou dando "Mancha Verde".

Este ano acabei assistindo apenas a apuração das escolas de samba de SP.

Share this post


Link to post
Share on other sites
E.R

Carnaval - Rio de Janeiro - 2020

Grupo de Acesso  :

. Imperatriz Leopoldinense

. Porto da Pedra

. Império Serrano

. Cubango

. Império da Tijuca

. Unidos da Ponte

. Santa Cruz

. Renascer de Jacarepaguá

. Unidos de Bangu

. Acadêmicos da Rocinha

. Unidos de Padre Miguel

. Inocentes de Belford Roxo

. Acadêmicos do Sossego

. Acadêmicos de VIgário Geral

-

Grupo B :

. Tradição

. Alegria da Zona Sul

. União do Parque Curicica

. União de Maricá

. Em Cima da Hora

. Lins Imperial

. Engenho da Rainha

. Unidos de Lucas

. Siri de Ramos

. Arame de Ricardo

. Império da Uva

. Jardim Bangu

. União do Parque Acari

Grupo C

. Vizinha Faladeira

. Vila Santa Tereza

. Botafogo Samba Clube

. Villa Rica

. Passa Régua

. União de Jacarepaguá

. Independentes de Olaria

. Sereno de Campo Grande

. Arranco

. Unidos do Jacarezinho

. Difícil é o Nome

. Flor da Mina

. Vila Kennedy

Grupo D

. Imperadores Rubro-Negros

. Unidos de Manguinhos

. Unidos do Cabuçu

. Leão de Nova Iguaçu

. Rosa de Ouro

. Abolição

. Unidos de Cosmos

. Acadêmicos da Diversidade

. Império Ricardense

. Vicente de Carvalho

. Ind. da Praça da Bandeira

Share this post


Link to post
Share on other sites
E.R

https://www.carnavalesco.com.br/renato-lage-e-o-novo-carnavalesco-da-portela/

Renato Lage e Márcia Lage são os novos carnavalescos da Portela.

Com quatro títulos no currículo, três na Mocidade e um no Salgueiro, vão fazer o Carnaval 2020 da tradicional escola de samba do Rio de Janeiro.

Share this post


Link to post
Share on other sites
E.R

https://extra.globo.com/famosos/rosa-magalhaes-a-nova-carnavalesca-da-estacio-de-sa-23617176.html

A Estácio de Sá vai contar com um nome de peso na volta ao Grupo Especial em 2020. Rosa Magalhães é a nova carnavalesca da tradicional escola de samba do Rio de Janeiro.

O anúncio foi feito na tarde desta terça-feira durante a feijoada na quadra da agremiação. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
E.R

EXTRA

Paulo Barros não é mais o carnavalesco da Viradouro, segundo informou ontem a escola de Niterói.

A parceria de Paulo Barros com a agremiação deu o vice-campeonato do Grupo Especial deste ano à Viradouro.

“A diretoria da agremiação não se sentiu confortável com a contratação de Paulo Barros por uma escola do Carnaval de São Paulo, a Gaviões da Fiel, o que impediria que ele se dedicasse integralmente ao projeto da escola de Niterói para 2020. O desconforto foi externado pela diretoria ao carnavalesco que preferiu, então, se desligar da Viradouro”, disse a a nota oficial.

Paulo Barros vai estrear no carnaval paulista no próximo ano, ele é o novo carnavalesco da Gaviões da Fiel. O carnavalesco é tetracampeão do carnaval carioca, quando venceu a disputa no Sambódromo em 2017 pela Portela, em 2010, 2012 e 2014 pela Unidos da Tijuca.

Logo após o anúncio da saída de Paulo Barros da Viradouro, o perfil oficial no Twitter da Unidos da Tijuca fez uma publicação misteriosa. O post tinha apenas um emoji de dois olhos e foi apagada logo depois.

No entanto, a postagem levantou suspeitas de que a Unidos da Tijuca estaria em negociação com o carnavalesco. Apesar de não haver confirmações oficiais, internautas se demonstraram animados com a possibilidade da volta de Paulo Barros para a escola. O presidente da agremiação, Fernando Horta, não confirmou a negociação com Paulo Barros.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
E.R

EXTRA

Laíla poderá ser diretor de carnaval da União da Ilha.

 — Recebi quatro convites (São Clemente, Estácio, Imperatriz e União da Ilha). Não estou negociando valores, vou ficar onde eu puder voltar a trabalhar como diretor de carnaval. O que não pude fazer na Unidos da Tijuca — disse Laíla.

Como parte da negociação para fechar o contrato com a Ilha, Laíla quer manter o carnavalesco Severo Luzardo. Ele disse que também não abre mão de Fran Sergio, com quem trabalhou por 20 anos na Beija-Flor e na Unidos da Tijuca, em 2019.

— Estou negociando a possibilidade de fazer uma comissão de carnaval. Não trabalho sem coletivo. Meus trabalhos com comissão dão certo desde a época do Salgueiro — acrescentou Laíla. — Sou morador da Ilha e gostaria de trabalhar com a comunidade onde moro.

A direção da União da Ilha confirmou que as negociações estão em andamento, mas disse que não há acordo fechado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...